Uma ponte "alienígena" na Lua? Sim! É isso mesmo que você leu, mas, expliquemos melhor toda essa confusão. 

Na manhã de 29 de julho de 1953, John J. O’Neill, editor de ciências do New York Herald Tribune apontou seu telescópio, um refrator de 102 mm de abertura, para a Lua, e pôs-se a estudar a região de Mare Crisium. Mare Crisium é uma estrutura circular com 556 km de diâmetro, de piso plano circundado por elevações de promontórios e montes conforme mostra esta foto tirada aqui no Observatório.