Observatório de Astronomia de Patos de Minas®

Na próxima terça-feira, dia 27 (abril de 2021), a Lua alcança o ponto mais próximo de nós, conhecido como perigeu.

O movimento da Lua em torno do nosso planeta é conhecido como revolução. Esta órbita possui uma pequena excentricidade, ou seja, não é um círculo perfeito, apresentando assim um formato elíptico. Nas extremidades de menor diâmetro desta elipse é onde encontramos a região de perigeu. Quando a Lua Cheia (Plenilúnio) coincide com estes pontos temos o que é conhecido como plenilúnio de perigeu. As fases da Lua não são sincronizadas com estes pontos, e em pouquíssimas vezes eles coincidem com a Lua Cheia. 

No perigeu de terça-feira, a Lua estará a uma distância de 357.378 km de distância da Terra, bem mais próxima de nós que a maior distância atingida, conhecida como apogeu e que será de 406.512 km. O diâmetro angular aparente da Lua é de cerca de meio grau, ou seja, 30 minutos de arco. No perigeu do dia 27 este diâmetro será de 33,6 minutos de arco aproximadamente. Teremos uma Lua aparentemente maior, principalmente para os observadores já acostumados. Embora o perigeu ocorra no dia 27, o melhor dia para observação será na noite de segunda-feira (26 de abril), quando a Lua estará 99% iluminada. 

É válido lembrar que informalmente há a utilização do termo "Superlua Rosa" pela mídia em geral, mas não é um termo utilizado no âmbito científico e de forma alguma a Lua mudará de cor.