Monitores já orientam motoristas sobre a Zona Azul que começa operar no dia 14 de Janeiro

O sistema começa a operar na próxima segunda-feira (14) com o início da cobrança, mas a fiscalização de fato, inclusive com multa para os infratores, terá início no dia 4 de fevereiro.

publicado em 08/01/2019, por Maurício Rocha

Segundo Willian, para utilizar o Estacionamento Rotativo, o motorista deverá fazer um cadastro do veículo.

Proprietários de veículos que trafegam pela região central de Patos de Minas já estão recebendo orientações de monitores do Estacionamento Rotativo Zona Azul. O sistema começa a operar na próxima segunda-feira (14) com o início da cobrança, mas a fiscalização de fato, inclusive com multa para os infratores, terá início no dia 4 de fevereiro.

Inicialmente, o Estacionamento Rotativo Zona Azul será implantado apenas no hipercentro de Patos de Minas, disponibilizando 200 vagas. Elas estão sendo devidamente demarcadas com pintura no asfalto e placas de sinalização. Cada vaga contém um sensor, que permitirá a fiscalização eletrônica. Willian Reno, engenheiro responsável pela empresa que irá operar a Zona Azul, recebeu a reportagem do Patos Hoje para tirar dúvidas sobre o sistema.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Vestt branca - especial noticias

Segundo Willian, para utilizar o Estacionamento Rotativo, o motorista deverá fazer um cadastro do veículo com os monitores da empresa e ou nos pontos de venda credenciados e adquirir os créditos, também com os monitores e em pontos de venda. Saldos adquiridos a partir de R$ 10,00 ficam salvos na placa do veículo, não expiram e só são debitados quando o estacionamento for utilizado.

Os carros vão pagar R$ 2,00 por hora e as motos R$ 1,00 por hora. Willian lembra que o estacionamento é rotativo e que cada veículo poderá permanecer no máxima 2 horas em cada vaga. A partir do dia 04 de fevereiro, o proprietário de veículo que estacionar fora da vaga ou sem fazer o devido pagamento poderá ser multado e até ter o veículo removido.

Willian falou também sobre as mudanças feitas na sinalização na região central da cidade. Veja a integra da entrevista com Willian Reno, engenheiro civil e representante da empresa TI Mob – Tecnologia e Mobilidade. 

Imagens atualizado em 08/01/2019 • 13 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 08/01/2019
Compartilhe:

71 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Absurdo | 2 meses atrás

    O q adianta cobrar estacionamento achando q esta resolvendo um problema se daq a pouco teremos q retroceder e andar de carroças, quem vai conseguir andar de carro?? Ja n basta o preço da gasolina q ate q enfim esta abaixando, tem tantos buracos nas ruas q os carros ja estao atolando no asfalto, essa fabrica de multas com esse tanto de guardinhas sem noção q ficam escondidos pra aplicarem elas ou seja eles n tem intençao em melhorar o transito apenas em arrecadar e um monte de gente sem noçao esta achando o maximo mas n veem q estao é te fudendo

    1 0 Responder

  • Almir | 2 meses atrás

    Pagando pela vaga de estacionamento, e por ventura meu carro for roubado, arranhado ou outras coisas, quem ficara responsável.

    1 0 Responder

  • Renato silva | 2 meses, 1 semana atrás

    onde vamo arrumar as motoca ?

    0 0 Responder

  • Usuário | 2 meses, 1 semana atrás

    acho muito correto e loteamento do estacionamento das ruas e avenidas de Patos de Minas, porem em todas as cidades que ja estive e se tem o modelo deste o trasporte coletivo e a opção de deslocamento ate o centro da cidade porem o trasporte coletivo de Patos deixa a desejar como nos bairros laranjeiras Copacabana, padre eustaquio limoeiro alto da serra, planalto panorâmico, entre outros a margem da cidade e longe do centro .

    1 0 Responder

  • Pantaleão | 2 meses, 1 semana atrás

    Tem que haver cobrança e rotatividade. Muitos acham que podem reservar uma vaga em frente às suas lojas e locais de trabalho e estacionar por um dia inteiro. Desconsideram o direito alheio. Se a via é pública não pode ser reservada a apenas um grupo de pessoas.

    9 1 Responder

    Concordo em partes - 2 meses atrás

    Exatamente por a via ser publica é q n deveriam cobrar no entanto é necessário para melhor organizaçao do centro da cidade só n acho necessario afastar do centro como irao fazer futuramente, acho q essas 200 vagas estao de bom tamanho, ja basta esses guardinhas ficarem escondidos atras das arvores pra aplicarem multas ai ja vamos ter q pagar estacionamento sem opçao de vagas n pagas

    0 0

  • roberto | 2 meses, 1 semana atrás

    ACABARAM COM AS VAGAS DE CARGA E DESCARGA. VOU FECHAR MEU COMERCIO E MANDAR MEUS EMPREGADOS EMBORA. O PREFEITO QUEIMOU SEU FILME COM AS MULTAS AGORA QUEREM MAIS MULTAS. QUE SITUAÇÃO. A RUA É PUBLICA E ESTÃO QUERENDO GANHAR DINHEIRO EM CIMA DO POVO.

    7 9 Responder

  • Biscoiteira | 2 meses, 1 semana atrás

    Esse prefeito de Patos merece mesmo ouvir o que aquele dono do ferro velho do jardim paulistano falou no vídeo do zap. Bem feito!

    6 1 Responder

    E o trabalhador - 2 meses atrás

    E o trabalhador quem pensa neles??? Quantos vendedores q ganham um salario minimo q n tem condicao de pagar um estacionamento privado o q vao fazer??? Andar de coletivo?? Tem bairros novos q os coletivos n vao lá, querer falar de empresarios ate vai ate porq pra eles n vai ter muitos problemas porq podem bancar estacionamento o problema sao o tanto de trabalhadores assalariados q trabalham para comer custam a comprar uma moto financiada e agora vao ter q andar horas a pé pra ir trabalhar

    1 0

  • Trabalhador | 2 meses, 1 semana atrás

    Acredito eu , que o único meio que nós temos para evitar essa cobrança e esse abuso do governo , é mobilizando os residentes do município a uma passeata contra essas taxas, e não movimentar o centro de Patos de Minas. Já pagamos vários impostos , IPVA, seguro DPVAT, licenciamento, iptu , pis , COFINS, impostos sobre produtos industrializados e comercializados, multas arbitrárias ( não há uma coerência). Entre outros impostos ou taxas... É lamentável que o governo pensa só na máquina de fazer dinheiro ,para distribuir entre eles. Acredito eu que isso foi ideia do presidente do sindicato do produtores e de meia dúzia de empresários de Patos de Minas , eles estão querendo até elitizar o centro de Patos , daqui a pouco vamos pagar pedágio para transitar na major Gote ,e outras vias centrais... Cadê os vereadores do nosso município para barrar essa fábrica de dinheiro!! Seu incompetentes !

    15 6 Responder

  • Yan Teles | 2 meses, 1 semana atrás

    Interessante! Dia desses observei veículos da Guarda de Trânsito Municipal com emplacamnto em Uberaba. POR QUE UMA EMPRESA QUE GANHA LICITAÇÃO AQUI VAI TRABALHAR COM EMPLACAMENTO DE FORA E RECOLHER IVA PRA OUTRO MUNICÍPIO? DIVULGUEM! ISSO É GRAVE E DENOTA FALTA DE ADMINISTRAÇÃO!

    13 0 Responder

    filho de odin - 2 meses, 1 semana atrás

    tinha reparado isso tbm muito estranho

    0 0

  • Ave Maria | 2 meses, 1 semana atrás

    Tava ruim,aí tava mais ou menos, já não tava muito não, agora parece que piorou.

    7 0 Responder

carregar mais comentários