Uma das penas mais altas já aplicadas no Tribunal do Júri em Patos de Minas. Ronan Custódio foi condenado a 38 anos e um mês pelo feminicídio da ex-mulher, Keila Cristina Miranda. O julgamento de Ronan terminou por volta das 20h desta terça-feira (23). Ele deve continuar preso. A família se diz aliviada.

Depois de mais de 7 horas, o juiz Bruno Henrique de OIiveira anunciou a pena de Ronan Custódio. Ele foi condenado por todos os crimes denunciados pelo Ministério Público, como feminicídio da ex-mulher Keila Cristina Miranda, duas tentativas de feminicídio, ameaça, furto e estupro. O réu terá que cumprir uma pena de 38 anos de prisão em regime fechado.

Veja também

Os depoimentos de familiares e da sócia de Keila apresentaram fatos cruéis praticados por Ronan contra Keila durante a união de vários anos. Eles relataram no julgamento que a comerciante teria sofrido violência, maus-tratos, abuso sexual e até furto. O irmão chegou a dizer que, em um dos episódios de crueldade, ele teria amarrado Keila e cortado seu cabelo, curto igual a masculino.

O crime aconteceu há quase dois anos. Keila foi atacada a tiros quando estava trabalhando em sua loja de roupas na Avenida Afonso Queiroz, no Bairro Sebastião Amorim no dia 29 de abril de 2022. Ela chegou a ser socorrida às pressas pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu e acabou falecendo no dia 03 de maio.


De acordo com a Delegada Tatiana de Paiva, Ronan atirou contra a ex-mulher e, mesmo com ela caída ao solo, ele disparou mais duas vezes. Os projéteis atingiram a cabeça e a região do pescoço. Antes disso, ele teria ameaçado atear fogo em sua loja de roupas. “A sócia dela que estava na loja se trancou no banheiro e, ele tentou arrombar a porta para matá-la também e, como não conseguiu, ele acabou fugindo”, finalizou a delegada.

Ronan foi preso de forma preventiva e continuou preso. Após debates entre acusação e defesa, inclusive com réplica e tréplica, os jurados decidiram pela condenação. O juiz fixou a pena em 38 anos e 1 mês, uma das mais duras aplicadas pelo Tribunal do Júri. Ela deixou 3 filhos, fruto do casamento com Ronan. A morte comoveu a população gerando grande indignação. Internautas e familiares protestaram e cobraram por justiça.