Orçamento para 2017 prevê arrecadação de R$ 402 milhões, 12,5% menor que a de 2016

Com o orçamento mais enxuto, a Secretaria Municipal de Saúde é que teve o maior corte.

publicado em 07/12/2016,


A previsão é de que o município alcance receitas de R$ 402.100.000,00 ao longo de 2017.

Com quase dois meses de atraso, o Executivo Municipal encaminhou nessa terça-feira (06) à Câmara Municipal o Projeto de Lei Orçamentária de 2017. A estimativa de receitas traz algumas surpresas, a principal delas a perspectiva de arrecadação 12,5% menor que a deste ano. A previsão é de que o município alcance receitas de R$ 402.100.000,00 ao longo de 2017.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

Embora a estimativa de receita seja menor que a deste ano, o Orçamento prevê aumento na arrecadação. Isso porque dos R$ 460 milhões previstos para 2016, apenas R$ 380 milhões chegaram de fato aos cofres da Prefeitura. Para 2017, a Administração Municipal decidiu elaborar um orçamento mais próximo da realidade.

Com o orçamento mais enxuto, a Secretaria Municipal de Saúde é que teve o maior corte. A pasta vai receber R$ 136.548.700,00, redução de cerca de 12% em relação aos R$ 155.074.700,00 previstos para 2016. A Secretaria de Educação também perdeu recursos, passando de um orçamento de R$ 85.282.700,00 em 2016 para  R$ 73.698.800,00 em 2017.

O Orçamento de 2017 prevê a distribuição dos recursos da seguinte forma:

-Instituto de Previdência Municipal – R$ 52.716.000,00 ( em 2016 foram R$ 41.343.400,00)

-Secretaria Municipal de Administração – R$ 30.916.000,00 ( Em 2016 foram R$ 33.790.600,00)

-Secretaria de Desenvolvimento Social – R$ 19.843.600,00 ( Em 2016 foram R$ 20.703.200,00)

-Secretaria de Finanças e Orçamento – R$ 8.047.700,00  ( em 2016 foram R$ 9.740.200,00)

-Secretaria Municipal de Cultura – R$ 7.176.300,00 ( em 2016 foram R$ 9.827.100,00)

- Câmara Municipal – R$ 12.300.000,00 ( em 2016 foram R$ 12.000.000,00)

-Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Econômico – R$ 5.177.400,00 ( em 2016 foram R$ 5.561.700,00)

-Fundação Promam – R$ 2.635.100,00 ( em 2016 foram R$ 2.566.500,00)

-Secretaria Municipal de Agricultura – R$ 1.798.900,00 ( em 2016 foram R$ 2.670.900,00)

-Secretaria Municipal de Governo – R$1.876.000,00 ( em 2016 foram R$ 2.235.300,00)

-Advocacia Geral do Município – R$ 1.718.900,00 ( em 2016 foram R$ 1.547.100,00 )

-Controladoria Geral do Município – R$ 429.000,00 ( em 2016 foram R$ 424.500,00)

-Secretaria Municipal de Infraestrutura – R$ 47.217.600,00 ( Em 2016 foram R$77.232.100,00)

O Orçamento de 2017 traz um segundo Projeto de Lei que determina os repasses de verbas de subvenção. Serão R$ 8.262.600,00 em verbas de subvenção e auxílios para entidades assistenciais, associações e pessoas físicas.

O vereador Otaviano Marques reclamou da demora na elaboração do Projeto de Lei. Os vereadores terão menos tempo para analisar o Orçamento e propor emendas para 2017. Com apenas um reunião ordinária por fazer, a Câmara deverá convocar reuniões extraordinárias para aprovar o orçamento.

Autor: Maurício Rocha

Postado em 07/12/2016
Compartilhe:

8 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Fabio | 3 anos, 8 meses atrás

    No caso da saúde, basta cortar os gastos exorbitantes com a UPA que o orçamento se adequará; 4 medicos no plantão noturno( 3 dormem depois das zero horas ou vao pra casa.Não tem soro de 250 ml e aí, usam de 500 ml jogando 250 fora, ao inves de uma receita para levar pra casa, aplica-se injeções a torto e a direito com gastos de medicamentos, seringas, agulhas e tempo, internações desnecessárias, EXAMES sem o menor sentido e aos milhares, e por ai vai. Só a UPA bem gerida, zera essa diferença. Palavra de quem sabe o que fala.

    4 2 Responder

  • tomaz | 3 anos, 8 meses atrás

    Zé ; se você fechar o restaurante popular, acabar com esses cabides de emprego e tomar outras providencias para reduzir despesas , o povo vai ficar feliz

    3 1 Responder

  • Observadora | 3 anos, 8 meses atrás

    Não entendi porque aumentou o orçamento para a câmara. Na minha opinião é lá que deveriam cortar no mínimo para a metade.... :rage: :rage: :rage: :rage:

    8 0 Responder

  • bunitu. | 3 anos, 8 meses atrás

    Já que a arrecadação caiu, pq. aumentar a verba a para a câmera? brincadeira!

    11 0 Responder

  • DIMITRI NISHIMURA | 3 anos, 8 meses atrás

    Viva o PT. O reflexo da administração Petralha é visto na redução de custos das áreas mais importantes para as pessoas, saúde e educação. Essa é a melhor forma de alienar as pessoas, já que quanto menos cultura o indivíduo possui, mais fácil é a dominação.

    4 4 Responder

  • Diadorim | 3 anos, 8 meses atrás

    Tem muitos funcionários da prefeitura e de outros órgãos públicos usando carros oficiais para levar crianças em escolas e fazer serviços particulares. Isso é uma vergonha!

    10 2 Responder

  • MIMI | 3 anos, 8 meses atrás

    quero comprar aquele pasto perto da rodoviaria chamado lagoa parakkkkkkkkkkkkkkkkkk

    4 5 Responder

  • Maria | 3 anos, 8 meses atrás

    ´Já podemos sentir os efeitos da PEC DA MORTE. Viva o povo brasileiro. viva o traíra!!! Viva as panelas inox!!!

    9 4 Responder

  • Perito | 3 anos, 8 meses atrás

    Falou mas não mostrou sobre o orçamento da Saúde junto com as outras secretarias pra compararem o quanto essa secretaria ganha mais que as outras e seu serviço é bem inferior.

    2 7 Responder

  • joao kassio | 3 anos, 8 meses atrás

    Quero ver se o novo prefeito vai ter coragem de reduzir cargos comissionados :eyes:

    18 0 Responder

    Rubens Jr. - 3 anos, 8 meses atrás

    O JOSÉ EUSTÁQUIO, com certeza, vai aumentar de 300 para 1.200 os COMISSIONADOS para abarcar todos os 'CACIQUES POLÍTICOS" que o apoiou na eleição. E será decretado o ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA FINANCEIRA de Patos de Minas, já no primeiro ato de 02.01.17. Uns 70% dos que estavam lá e eram 'APADRINHADOS" do Arlindo Porto, do Zé Humberto e Dr. Eli irão continuar - uma vergonha, pela incompetência inominável de muitos. Não vai ser um ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, vai ser uma ZONA PÚBLICA, ainda mais com o Paulo Mota como vice... E tenho dito!

    17 6

    Tô de olho - 3 anos, 8 meses atrás

    Com a coligação que ele fez? Vai ter gente pendurado igual bolas em árvore de natal... Na próxima eleição, eu sou AMARILDO DE NOVO.

    14 8

    Realista - 3 anos, 8 meses atrás

    Ele nao recebeu apoio dos coroneis de Patos a toa. Muita boca p mamar...e o povo é q vai pagar a conta.

    15 2

carregar mais comentários