Impasse continua e pacientes graves imploram por atendimento nos corredores da UPA

As imagens foram feitas pelos próprios pacientes e por acompanhantes e encaminhadas à redação do Patos Hoje como um pedido de socorro.

publicado em 18/01/2018, por Maurício Rocha


As imagens do interior da Unidade de Pronto Atendimento mostram o drama vivido pelos pacientes.

Reportagem atualizada às 15h28 desta quinta-feira (18) 

Pacientes com lesões graves, alguns internados há mais de 15 dias, estão implorando por atendimento especializado. São homens e mulheres que sofreram algum tipo de fratura, foram encaminhados para a UPA e agora aguardam uma vaga para receber atendimento em um hospital credenciado do SUS. As imagens do interior da Unidade de Pronto Atendimento mostram o drama vivido pelos pacientes.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

As imagens foram feitas pelos próprios pacientes e por acompanhantes e encaminhadas à redação do Patos Hoje como um pedido de socorro. A informação é de que existem pacientes com fraturas graves aguardando há 17 dias por uma transferência para o Hospital Regional, que é especializado em ortopedia. Áudios enviados pelos pacientes relatam os mais diversos problemas e a espera em macas e nos corredores da UPA.

O problema já foi mostrado aqui no Patos Hoje e as autoridades de saúde afirmam que estão buscando uma solução. O presidente da Fhemig, Tarcísio Neiva, passou parte desta semana em Patos de Minas tentando um acordo com autoridades locais. O prefeito José Eustáquio acusou o Hospital Regional de recusar atendimento aos pacientes do município, mas a solução para o problema que começou a partir de 1º de Dezembro não é tão simples.

Segundo a superintendente de saúde em exercício, Noemi Portilho, antes de 1º de Dezembro, o Hospital Regional, mesmo sendo responsável por atender a toda a região, era ocupado quase em sua totalidade pelos pacientes de Patos de Minas. A fila que se vê agora na UPA estava presente nos outros municípios. Ocorre que os prefeitos das outras cidades reclamaram e conseguiram mudar o fluxo de atendimento do Hospital Regional.

A porta de entrada dos pacientes de Patos de Minas, que antes era livre, passou a ser feita por meio da Central de Regulação para todos os municípios. Já no mês de dezembro, o percentual de ocupação no Hospital Regional para pacientes de Patos de Minas caiu de 90% para 70%. O fluxo para os pacientes das cidades vizinhas melhorou, mas a demanda ficou represada na UPA. Mesmo assim, segundo Noemi, existem pacientes em outras cidades aguardando vaga desde novembro.

Ao contrário do que disse o prefeito José Eustáquio, de que o Hospital Regional está recusando atender pacientes de Patos de Minas, Noemi explicou que o Hospital está superlotado, com 120% de ocupação. Isso significa que além dos cerca de 110 leitos, o HRAD está mantendo pacientes em macas, nos corredores da unidade.

Segundo Noemi, para resolver o problema sem que nenhum município seja prejudicado será preciso ou aumentar o número de leitos no Hospital Regional ou construir um Hospital Municipal em Patos de Minas. Outras cidades da região, como Presidente Olegário e Lagoa Formosa, já possuem hospitais municiais para atender casos de menor gravidade.

Isso significa que a solução do problema vai depender do esforço das autoridades do município. Enquanto nada for feito, os pacientes vão continuar na fila da UPA, implorando por agilidade no atendimento. 

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas, a transferência é feita pelo SUS Fácil. A prefeitura tem feito de tudo para que os hospitais recebam os pacientes da UPA que é unidade de pronto atendimento e está atendendo quem chega e realizando os primeiros atendimentos. Mas o problema é que os hospitais alegam não ter vaga na rede, obrigando a UPA a permanecer com o paciente, fazendo o papel de hospital, o que não é sua finalidade.

Imagens atualizado em 18/01/2018 • 9 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 18/01/2018
Compartilhe:

140 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Mais um golpe | 1 ano, 10 meses atrás

    Volta Pedro Lucas !!!!

    1 0 Responder

  • FORA JOSÉ EUSTAQUIO | 1 ano, 10 meses atrás

    Ou fora José Eustáquio ou fora Secretário de saúde José Henrique o pior de todos os tempos

    1 0 Responder

  • Fortuna | 1 ano, 10 meses atrás

    Já pararam pra pensar que a saúde está é acumulada? A bem pouco tempo saiu uma matéria sobre médicos que batiam o ponto mas não trabalhavam. Pergunto ao ministério público se isso foi concertado, porque eu duvido que foi. Abram seus olhos porque pacientes vão no hospital referência em ortopedia e fica internado vários dias até ser operado e isso gerou esta fila. Patos não tem um hospital municipal como a maioria dos outros municípios também não o tem. A prefeitura têm que construir, é claro. Mas é óbvio que os outros também deverão construir, não adianta exigir somente de Patos. Além do que a população está pagando todo o sistema. Pergunta pra um médico ou outro servidor se querem deixar de trabalhar na UPA ou no hospital pra vc ver, ninguém quer.

    2 4 Responder

    Antônio Fernando siqueira - 1 ano, 10 meses atrás

    Caros leitores, antes de achar que o problema da saúde são os médicos cheque as suas convicções antes de acusar toda uma classe. Claro que há pessoas pouco comprometidas em todas as profissões. Façam o favor de ligar na secretária de saúde e RH e perguntarem se há vagas para médicos na rede de patos. A resposta já adianto...Não estamos contratando. ..conheço vários médicos inclusive de patos que já tentaram emprego em upa e psf aí e nunca tem vaga....Então se o atendimento é demorado é porque os gestores subdimensionam o sistema de saúde e não porque há falta de médicos como acha a maioria da população.

    1 1

    Servidor Samu - 1 ano, 10 meses atrás

    Vai lá na UPA e no Samu pra vocês verem se médico bate ponto. Ah se vai. E quando bate é dois pontos ao mesmo tempo

    2 0

  • Amelia | 1 ano, 10 meses atrás

    Se cortarem a maioria dos cargos em comissão de recrutamento amplo para acomodar os apaniguados de indicação politica pelos coroneis, patrocinadores de campanha, vereadores etc que nao fazem NADA na prefeitura, já daria para pagar boa parte do custo operacional de um hospital municipal. É uma questao de escolha e o prefeito nao o quer fazer.

    9 1 Responder

  • MORADOR BAIRRO ALVORADA | 1 ano, 10 meses atrás

    prefeito tomar o prédio dos bombeiros no alvorada já é demais...descruza as pernas prefeito, sai detrás da mesa

    9 1 Responder

  • Indignação | 1 ano, 10 meses atrás

    Cadê SENHOR PREFEITO PRA SE MANIFESTAR, NESSA HORAS ELES FICAM TUDO DENTRO DA TOCA NEH, AFINAL ELES NUM PRECISAM PASSAR POR ISSO, ALEM DO PLANO DE SAUDE ELES TBM NOSSO DINHEIRO NOS COFRESS... APARECI AI SENHOR PREFEITO!

    9 1 Responder

  • Se voce não cobrar..... | 1 ano, 10 meses atrás

    Lembram do problema das escolas que foram PESSOALMENTE a Prefeitura cobrar? Então é a mesma coisa ......de livre e espontanea vontade não vai sair nada para o cidadão.

    7 1 Responder

  • Pastor André | 1 ano, 10 meses atrás

    Esta complicado por todos os lados, o pessoal da casa das meninas tão passando maior necessidade , na época do Pedro Lucas ele dava uma ajuda, e quando o prefeito José eustaquio entrou cortou toda ajuda a casa das meninas!!lastimável a situação que la está se alguém puder ajudar fica a dica .

    9 1 Responder

  • Gente | 1 ano, 10 meses atrás

    Onde estão vereadores estão gastando o dinheiro dos impostos q pagamos cm carro e fazendas e viagem caras enquanto nós sofremos nas portas de hospitais a espera de atendimentos e quem sofre cm isto são os idosos e crianças vamos autoridades vão fazer algo pro povo n e isso q vcs prometem e n compri vamos tem eleições ai ai vc são em porta e porta pedindo votos e so promete promessa falsa isto n se faz ilusão pra todos nós nessa promessa.só tem papo cambada de falso

    9 1 Responder

  • CEBOLINHA | 1 ano, 10 meses atrás

    De nada adianta comentários reclamando, a questão é a seguinte: A SAÚDE PUBLICA ESTA FALIDA EM TODO O BRASIL e de cada 100,00 destinados a ela, somente 25,00 chegam ao cidadão, sendo os outros 75,00 perdidos na cadeia da corrupção e má gestão. A UNICA solução é acabar com o modelo atual do SUS e criar outro onde o estado somente banca a saúde dos realmente pobres e o restante, pagaria pelo serviço.Abrir hospital municipal é boa idéia, mas no primeiro mês de funcionamento já estará LOTADO e com todos os problemas do mesmo jeito. Espero haver esclarecido! Toda semana veremos uma reportagem dessas e se ligarem as TVs, verão o mesmo em TODO O BRASIL.

    6 3 Responder

    ariete - 1 ano, 10 meses atrás

    Falso conhecimento é mais nocivo que a ignorancia.

    2 4

carregar mais comentários