Empresa terá que indenizar funcionária obrigada a imitar foca em reunião por baixa produtividade

A decisão foi da 41ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, que reconheceu que a profissional sofreu perseguição, assédio e humilhação intencional no ambiente de trabalho.

publicado em 11/04/2019,


Imagem Ilustrativa.

A gerente comercial de uma empresa de material didático da capital mineira receberá R$ 15 mil de indenização por ter sido obrigada a emitir sons de animais, como foca, em reunião de trabalho, em razão do descumprimento de metas de produtividade. A decisão foi da 41ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, que reconheceu que a profissional sofreu perseguição, assédio e humilhação intencional no ambiente de trabalho.

Segundo a gerente, a empresa utilizava dinâmicas de grupo para cobrar produtividade e quem estava abaixo do estabelecido era obrigado a imitar sons de animais. Além disso, alegou que a jornada de trabalho era exaustiva, o que acarretou o surgimento da doença ocupacional conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Actual Hospital - Especial Notícias

A empresa contestou as acusações, afirmando que jamais houve fato que caracterizasse assédio moral e ato ilícito. Testemunha ouvida no processo confirmou que as reuniões eram motivacionais. Mas denunciou que “quem não cumprisse as metas tinha que fazer barulho de focas ou outros animais, na frente de todos, o que gerava constrangimento”.

Para o juiz Nelson Henrique Rezende Pereira, os gestores da empresa não atuavam com respeito. Segundo ele, a medida imposta nas reuniões “era de péssimo gosto e incompatível com o ambiente de trabalho, acarretando sentimento de humilhação, vergonha ou mácula à imagem e honra do empregado”.

O magistrado observou ainda que a doença identificada pelo médico particular da gerente comercial tem correlação com o estresse vivenciado nas dependências da empresa. Para o juiz, o deferimento do benefício previdenciário acidentário, em data compatível com os problemas de saúde apresentados pela profissional, é suficiente para atestar o nexo de causalidade entre a incapacidade temporária e as atividades laborais.

Reconhecendo a existência dos requisitos necessários para a reparação pelo dano moral, o magistrado condenou a empresa ao pagamento de indenização de R$ 15 mil. Segundo ele, o valor é compatível com as agressões e lesões sofridas e com a capacidade patrimonial da empresa, que faz parte de um grupo econômico que responderá solidariamente pelos créditos devidos. Há nesse caso recurso pendente de decisão no Tribunal.

Fonte: Ascom TRT/MG

Postado em 11/04/2019
Compartilhe:

17 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • aldo | 4 meses, 1 semana atrás

    q isso, felipe neto ganha dinheiro imitando foca, pq ela ficou tão ofendida, so n soube angariar o publico certo. Ao inves de crianças se expos para um bando de jumentos.

    2 10 Responder

  • Jose dos Reis | 4 meses, 1 semana atrás

    Já pensou, se obrigassem os funcionários públicos por mal desempenho a utilizarem este método? A cidade não dormiria com tanta foca berrando !

    27 12 Responder

    vai tentando - 4 meses, 1 semana atrás

    Tá explicado o motivo de você não passar nos concursos públicos: não é mal desempenho e sim mau desempenho.Vai estudando que uma hora você passa e aí você saberá que existem bons funcionários públicos e MAUS funcionários públicos.

    31 13

    Tâmara Tizen - 4 meses atrás

    Não é mau desempenho. Credo! Que português! Vixe!

    1 0

    André Mineiro - 4 meses atrás

    Falando em funcionário público, não existe funcionário público que se ingressou no serviço público por vocação em servir ao público. Se ingressou por causa da tal de estabilidade e das mamatas que o serviço público oferece.

    4 1

  • FOCA | 4 meses, 1 semana atrás

    A quem protege os animais eu vou processar esse chefe idiota :alien: :alien: :alien: :alien: :alien:

    16 2 Responder

  • Uber | 4 meses, 1 semana atrás

    Cada vez mais convencido dos despreparo de chefes e convencido que posso me destacar como tal.por entender que a chefit aguda e despresivel e incomoda o colaborador tirando seu entusiasmo pela funcao a ser exercida trazendo muito prejuizo.

    12 3 Responder

  • Geandra Erlinda | 4 meses, 1 semana atrás

    Essas empresas são tipo cavALGAR.....depois mandam embora! E ainda tem gente que adora!

    8 5 Responder

  • Reflexão para lamentar | 4 meses, 1 semana atrás

    O que é pior: trabalho escravo na China ou bolsa família no Brasil? Cumprir metas em algumas empresas é pior que o trabalho escravo!

    8 2 Responder

    China País de primeiro mundo - 4 meses, 1 semana atrás

    Ta muito mal informado! Não existe trabalho escravo em País de primeiro mundo, pra classe de empregados a culpa é da empresa , mas para a clase de empresários o sofrimento é muito auto , a maioria de empregados se preocupa somente com o salario e não se preocupa com nenhum resultado da empresa , vendendo ou não querem somente o salário no final do mes .

    15 2

    Rosa - 4 meses, 1 semana atrás

    China, voce não entendeu... os políticos brasileiros criticavam a China sobre o trabalho escravo e no Brasil, dão bolsa família para o povo como forma de ganhar votos e garantiriam a reeleição!

    1 15

    Maktub - 4 meses, 1 semana atrás

    Reflexão para lamentar------------Na China a mão de obra era mais barata pela grande oferta que tem, mas hoje em dia, é o país que tem as maiores tecnologias e a maior especialização de Engenheiros. Lá tudo é gigantesco até mesmo a sua Economia.

    2 6

  • Forasteiro | 4 meses, 1 semana atrás

    Maiores das empresas faz metas impossível de ser alcançada...Muito gestores anda em com a vara de ferrão igual não época da escravidão para cobrar de seus funcionários ...Escravidão está ai do mesmo jeito só que disfarçada ..Escravo remunerado ..Tinha que te dando um dano moral pelos menos de uns 100 mil ...Para serve de exemplo para outras empresas e gestores ...

    14 0 Responder

  • Riala Mafon | 4 meses, 1 semana atrás

    Essa Empresa deve ser boicotada como punição aos gestores. Animais são eles que fazem uma ser da espécie Homo Sapiens a descer na escala evolutiva para cumprir caprichos imbecis dos gestores. Digo ainda: que 15 mil é uma ofensa quase tão grande quanto a idiotice da Empresa em fazer a Gerente de Vendas imitar uma foca. Que falta faz uma Justiça à moda da Lei de Talião; obrigar os Gestores a imitarem grunhidos de ratos. Mais um aspecto do Capitalismo.

    8 1 Responder

  • Zé porvim | 4 meses, 1 semana atrás

    O pior que isso acontece com muitos trabalhadores infelizmente, porque os chefes e gerentes, estão mal preparados para coordenar uma empresa, muitos estão em cargos de liderança , por puxar o saco ou indicação sem processo seletivo .

    13 2 Responder

    Forasteiro - 4 meses, 1 semana atrás

    Empresa privada quem virar gestores não são os melhores funcionários não maioria das vez sãos os puxa sacos que e acostumado a tomar cerveja com chefe ..São aqueles que não são bom de serviço e muito bom e de papo ... Serviço mais justo e concurso de preferência de nível federal já entrar com salário determinado sem bajulação...

    10 1

  • GAGO | 4 meses, 1 semana atrás

    DEDETESTO FOFOCA MAS ADODORO BABALEIA!

    5 12 Responder

carregar mais comentários