349669 2216 Ok
Cemil 2017
Publicado em 25/04/2017
Compartilhe:

Comissão começa a discutir relatório da reforma da Previdência; veja alterações

O deputado Arthur Maia faz a leitura do seu relatório na Comissão Especial que analisa a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência (PEC 287/16

O relatório sobre a reforma da Previdência apresentado pelo deputado Arthur Maia (PPS-BA) será discutido esta semana na comissão especial criada para analisar a proposta na Câmara. A primeira reunião de discussão está marcada para a tarde de hoje (25).

Depois de fechar acordo com parlamentares da oposição, que tentavam obstruir a sessão de leitura do parecer do relator, o presidente da comissão especial, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), designou que todas as reuniões desta semana sejam para discutir o relatório e apresentar pedido de vista.

O acordo com a oposição ainda definiu que a votação do relatório pelos membros da comissão deve ocorrer na próxima semana, dia 2 de maio. E na semana seguinte, a partir do dia 8, o relatório já poderia ser votado no plenário. Mas, depois da apresentação do relatório final de Arthur Maia, o governo continua buscando adesão da base aliada para garantir a aprovação da proposta.

Seguindo algumas reivindicações, o parecer do relator preservou o teor da proposta do governo, mas flexibilizou alguns pontos.

Cronograma

O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC), afirmou à TV Brasil que não cabe mais mudanças na proposta da reforma da Previdência. Segundo Moura, as modificações solicitadas pela base já foram feitas, e o texto a ser trabalhado para aprovação é o que já foi apresentado pelo relator na comissão especial. "Esse é o entendimento do governo. Agora é esperar que a base, já que foi atendida, possa votar o texto apresentado pelo relator”, disse.

Sobre a possibilidade de adiamento da data de votação da proposta, o líder garantiu que o cronograma está mantido e não será prorrogado. "Não tem uma semana a mais. O cronograma estabelecido é o que será cumprido", destacou.

O líder reiterou que o plenário deve votar a reforma trabalhista nesta semana e, na próxima, a da Previdência. “Nesta terça, [devemos] concluir a votação da recuperação fiscal dos Estados, em plenário, e votar a Reforma Trabalhista amanhã [27], na comissão especial. Na quarta-feira [28], [votar] em plenário. Já na próxima semana, após o feriado, votar a reforma da Previdência na comissão especial, e, logo em seguida, no plenário”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil 

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Postado em 25/04/2017
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • BATI PANELA | 3 meses, 3 semanas atrás

    Bati panelas nas rua e vesti a camisa da segunda instituição mais corrupta do Brasil(CBF) , a primeira é o próprio governo. Então não posso reclamar de nada se vou levar ferro com essas reformas. O importante é que tiramos a Dilma. Então, meus amigos batedores de panelas e coxinhas assumidos assim como eu, favor não reclamar de nada que venha desse governo, afinal de contas o apoiamos. Vamos apoiar o governo a enfiar a naba no nosso traseiro. E viva todos os santos políticos brasileiros. :hammer: :hammer: :hammer:

    0 0 Responder

  • Edio Batista da Fonseca | 3 meses, 3 semanas atrás

    o povo está ferrado com este governo,,,,,com estas mudanças estamos a cada vez mais distante de alcançar a tão sonhada aposentadoria,,,,teremos que pagar pelos erros destes politicos corruptos que faliu todos os órgãos públicos deste país com esta roubalheira que não tem fim !!!!!!!$$$$$$$$$$$$$!!!!!!!!

    3 0 Responder