PMDB faz última convenção, mas situação política de Patos de Minas continua indefinida

O partido decidiu que não abre mão de disputar as eleições municipais na chapa majoritária.

publicado em 05/08/2016,


A situação deve ser decidida nos próximos dias. 

Quem pensou que os candidatos a prefeito e vice-prefeito de Patos de Minas se encaminhariam nesta sexta-feira (05), último dia para as convenções, acabou se enganando. O PMDB decidiu que não abre mão de disputar as eleições municipais na chapa majoritária, no entanto não definiu se seria na cabeça de chapa ou na forma de vice.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

A convenção que começou por volta das 18h00 só foi terminar por volta das 21h30. Várias pessoas dos mais diversos partidos políticos da cidade participaram do encontro. E o público foi realmente grande. A convenção começou na sede do PMDB, mas teve que ser transferida de última hora para o plenário da Câmara Municipal, espaço que também ficou lotado.

Antecipadamente, o Presidente do PMDB, o empresário Oscar Faria, já havia anunciado que o partido não abria mão de disputar as eleições como candidato a vice ou a prefeito de Patos de Minas. Na Câmara Municipal, os diretores do partido, Amarildo Ferreira, Sérgio Vita e Teotônio França, discursaram defendendo um projeto de trabalho para a população de Patos de Minas.

Após o discurso, pré-candidatos e cidadãos discursaram defendendo o bem da capital do milho. O pré-candidato Coronel Elias do PDT também compareceu à convenção e se manifestou disposto a trabalhar junto com o PMDB. O pré-candidato José Eustáquio pela Frente Ampla também participou da convenção na mesa diretora.

Imagens atualizado em 05/08/2016 • 73 fotos

Contando com o apoio do governo estadual e federal, o PMDB resolveu não anunciar sua decisão neste momento. Ao final, o Presidente Oscar Faria informou que o PMDB pode concorrer como vice ou prefeito na chapa da Frente Ampla ou lançar candidatura própria. Neste último caso, o provável candidato a vice seria o Coronel Elias do PDT.

Outra situação que ficou indefinida é quem seria o candidato do PMDB. O mais provável é o empresário e presidente do partido Oscar Faria. No entanto, Amarildo Ferreira, que disputou as eleições passadas, colocou seu nome à disposição. Com o fim das convenções, os partidos têm agora até o dia 15 para lançarem seus candidatos. 

Em respeito à legislação eleitoral, não será permitido comentário nessa matéria.

Autor: Farley Rocha

Postado em 05/08/2016
Compartilhe: