PM e fiscais autuam diretor de empresa por descumprir regras contra a COVID-19

De acordo com a Prefeitura e Polícia Militar, foi constatado que havia aglomeração de pessoas dentro e fora da indústria.

publicado em 23/03/2020, por Farley Rocha


A Polícia Militar e Fiscais Sanitários da Prefeitura estiveram na empresa na tarde desta segunda-feira (23).

Fiscais e PM estão visitando estabelecimentos para verificar se as normas determinadas pelo Executivo municipal estão sendo cumpridas. Denúncias da população têm sido importantes no trabalho

O diretor administrativo de uma indústria alimentícia situada no Bairro Cidade Nova recebeu voz de prisão na tarde desta segunda-feira (23) porque a empresa estava descumprindo determinações do poder público para impedir a propagação da doença Covid-19 (coronavírus). A fiscalização de fiscais sanitários da prefeitura e da Polícia Militar está acontecendo para evitar a propagação do vírus.  A empresa negou a falta de cuidados.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

De acordo com a Prefeitura e Polícia Militar, foi constatado que havia aglomeração de pessoas dentro e fora da indústria, que não adotou regras de comportamento de segurança para conter a transmissão do vírus. O problema ocorria sobretudo no local do relógio de ponto e nos vestiários, em especial durante a troca de turno, uma vez que a empresa possui mais de 900 funcionários. De acordo com o Capitão Ferreira, tais condutas caracterizam desobediência e descumprimento dos artigos 268 e 330 do Código Penal Brasileiro.

Esse não foi o único trabalho da fiscalização para combater o coronavírus em Patos de Minas, amparado por dois decretos publicados nos últimos dias (4.789 e 4.793). Pela manhã, diversos estabelecimentos foram fiscalizados e, das 12 denúncias recebidas via 190 e Vigilância Sanitária, cinco notificações por escrito foram emitidas e sete proprietários receberam orientações verbais. A maioria está relacionada a aglomeração de pessoas e a locais de atendimento ao público que não cumprem as regras preventivas de acesso.

As equipes vão continuar o trabalho de fiscalização enquanto perdurarem as condições atuais. E, para que as ações sejam efetivas, os números da Vigilância Sanitária estão disponíveis para receber denúncias de locais que estejam abertos (quando a norma determina o seu fechamento) ou que estejam funcionando indevidamente. O relato de quaisquer dessas situações pode ser feito por meio dos telefones: 3822-9803; 3822-9623 ou 9-9969-4831 (número utilizado em regime de plantão). O descumprimento do decreto também pode ser denunciado diretamente à Polícia Militar por meio do 190.

De acordo com o setor jurídico da empresa, a aglomeração aconteceu devido à presença dos policiais que acabaram chamando a atenção. A advogada ressaltou que é preciso haver bom senso, não podemos deixar as pessoas morrerem de fome, nem deixar fechar as empresas. É uma questão do governo politicamente decidir de forma razoável para todos, nem só para o lado do empregador, nem só para o lado do empregado. Ela informou que o diretor assinou o TCO na própria empresa, não sendo conduzido até a delegacia.

Autor: Farley Rocha Postado em 23/03/2020
Compartilhe:

105 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Patricia | 5 dias, 4 horas atrás

    Espero mesmo q resolva pois hoje dia 24 /03 /20/2020 não mudou muita coisa aqui espero q as coisas ser resolva quando a polícia chega começa a camufla as coisas esconde as verdade isso e horrível pois quem trb aqui sab a real situação todos precisa do emprego tem filho as contas mais precisa também previ está doença q pode pega em qualquer um de nós

    27 5 Responder

    Daniel - 4 dias, 6 horas atrás

    Filma e entra no ministério do trabalho, pedindo demissão po justa causa a seu favor

    4 3

  • Pirilampo | 5 dias, 4 horas atrás

    Essa doença é discriminatória, vai acabar com todos os pequenos e médio empreendimentos comerciais. Não vai sobrar um sequer sem quebrar. Doença pra acabar com pobre e classe média.

    19 2 Responder

    Cleiton - 5 dias, 1 hora atrás

    Amigo se o governo fizesse o seu trabalho não aconteceria isso, para estuprar o povo brasileiro com seus autos impostos ele faz, até o momento não se ouve o mito falar em cortar impostos sobre alimentos e combustível para a população.

    2 7

  • Si liga | 5 dias, 4 horas atrás

    Interessante mesmo é oq o dinheiro faz né?um rico dono de redes de supermercados consegui liminar para o supermercado bernardao voltar com horário de funcionamento normal,deve ser porq os funcionários são imunes né?? Cadê o respeito..oq adianta pedir pra população ficar em casa quando o supermercado vai ficar aberto até tarde da noite..sendo que em todos eles já tem funcionários com suspeita da doença

    9 4 Responder

  • PATENSE COM ORGULHO | 5 dias, 4 horas atrás

    Em BARES funcionando na Rua Ponto Chic estão ficando com meia porta aberta e atendendo os clientes escondido. Tem churrasquinho funcionando na Ponto Chic a noite . Tem disk bebidas funcionando na Ponto Chic e vendendo diretamente pro cliente

    4 4 Responder

  • MMR | 5 dias, 5 horas atrás

    Concordo que certas empresas/ comércios não podem fechar porque se não aí sim entramos totalmente em crise. Mas a segurança vem em primeiro lugar. E a consciência devem ser de todos desde dos donos até a população que já sabem como evitar aglomeraçoes.

    5 9 Responder

  • Kk 5 dias, 6 horas atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    INDIGNADA - 5 dias, 5 horas atrás

    FUI NA FARMACINHA BUSCAR REMEDIO PRA MINHA MAE, NA PORTA DO LABORATORIO CEPAC, ESTA FUNCIONANDO NORMALMENTE E COM AGLOMERAÇÃO DE PESSOAS, NA PORTA DO BANCO SICOOB NAO PODE ENTARR MAS TAVA UMA MUVUCA DE GENTE TUDO AGLOMERADO DO LADO DE FORA JA NA FARMACINHA OS ASSENTOS ESTAO LONGE UM DO OUTRO , ESTE BEM ORGAZIDO O PESOAL DE MASCARA E ALCOOL GEL SENDO FORNECIDO SEM TUMULTO DE GENTE

    6 9

  • Lorrane | 5 dias, 6 horas atrás

    A única medida adotada pela empresa foi o álcool em gel na entrada! Não forneceram máscara, nem luvas! Nem se quer reduziram o quadro de funcionários, ou reduziram a jornada de trabalho.. E quem tem família? Continua trazendo o risco pra dentro de casa?

    29 13 Responder

    Caroline - 5 dias, 5 horas atrás

    Médicos, enfermeiros, policiais, bombeiros, faxineiros todos tem família assim como os profissionais desta indústria de ALIMENTOS, quem tem família tem fome. Em um momento de calamidade, quem pode ficar em casa tem a obrigação de ficar e desacelerar o máximo possível a velocidade da transmissão das doenças. Quem trabalha com alimentos assim como todos os profissionais acima citados tem a obrigação de em um momento de calamidade como este estar na linha de frente e se expor assim como as outras profissões que são fundamentais para manter o mínimo de equilíbrio. Quem tem família tem fome certo? Está faltando luvas para máscara e luvas para médicos e enfermeiros, porque ao invés de reclamar e denunciar as pessoas não pensam que talvez possam ajudar? Luva é mais complicado, mas máscara é possível fabricar.

    14 21

    Lorrane - 5 dias, 5 horas atrás

    Eu faço a minha parte, e estou em casa, e agradeço de mais por ter cada um desses profissionais em linha de frente! Empresas de alimentos essenciais devem sim permanecer aberta ! Alimentos essência agora eu creio que milho, molho, goiabada não seja alimentos essenciais!! Agora você já pode ir ajudar e ir destribuir milho para esses profissionais com certeza vai ser de grande ajuda !

    21 10

  • Juizo | 5 dias, 6 horas atrás

    Ta difícil a empresa só pensa nos lucros,e por outro lado os pais de familia precisa levar o pao na mesa .entao fazer o que?que Deus possa guardar cada um ali.porque se depender das empresas ta lascado.

    25 13 Responder

    Caroline - 5 dias, 5 horas atrás

    Verdade e o pão tem que sair de empresas como estás né?

    4 15

  • Wellington | 5 dias, 6 horas atrás

    Se a polícia ta tão preocupado como a saúde do povo por que num foram na transgraos La os funcionários tão trabalhando normal

    15 9 Responder

    Caroline - 5 dias, 5 horas atrás

    Porque por acaso é uma trasportadora de grãos que é a base da alimentação do brasileiro! E também de ração animal que é aquele bichinho que vocês não abrem mão de comer ou mesmo das galinhas para botarem ovo. Se faltar grão, vai faltar pão, macarrão, carne e ovo.

    15 8

    Resposta para Caroline - 5 dias, 5 horas atrás

    E a Minas Mais Alimentos é o quê heim Caroline ?Até onde eu sei é empresa alimentícia. Tenhamos bom senso.

    8 10

  • Denúncia Ministério Publico | 5 dias, 6 horas atrás

    Vamos denunciar a PM no ministério público e no judiciário. Não há estado de sítio no país. Causando pânico e medo nas pessoas. Estão abusando da autoridade e extrapolando os limites da lei. Queimando o filme literalmente. Sob ordem do prefeito José Eustáquio.

    25 10 Responder

carregar mais comentários