Justiça determina quebra de sigilos de Flávio Bolsonaro e de ex-assessor Fabrício Queiroz

A quebra dos sigilos vale para o período entre 2008 e 2017.

publicado em 14/05/2019,


O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, e do ex-assessor parlamentar do hoje senador Fabrício Queiroz, disseram fontes com conhecimento do assunto à Reuters nesta segunda-feira.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Segundo essas fontes, que falaram sob condição de anonimato pois o processo corre sob sigilo, os sigilos da mulher de Flávio e de uma empresa do senador, assim como da esposa e da filha de Queiroz também foram quebrados.

A assessoria de imprensa do senador confirmou que ele, sua mulher e a empresa de que é dono tiveram os sigilos quebrados.

A quebra dos sigilos vale para o período entre 2008 e 2017.

Queiroz passou a ser investigado por movimentações atípicas em sua conta bancária identificadas pelo Conselho de Controle da Atividade Financeira (Coaf) durante uma operação da Lava Jato que teve como alvo deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro acusados de receberem propina no esquema do ex-governador do Rio Sérgio Cabral.

Segundo dados do Coaf, Queiroz, que foi assessor parlamentar do Flavio Bolsonaro na época em que o atual senador era deputado estadual, teria movimentado em sua conta mais de 1 milhão de reais.

Queiroz disse em entrevistas que fazia “rolo” na compra e venda de carros, mas o Ministério Público do Rio de Janeiro alega que aos movimentações eram complexas e que não havia prova documental das operações de compra e venda de carros.

O ex-assessor também chegou a declarar que administrava os recursos da família e que o dinheiro ganho passava por sua conta.

A defesa de Queiroz minimizou a decisão do TJ do Rio nesta segunda.

“A defesa de Fabrício Queiroz e família recebe a notícia com tranquilidade, uma vez que seu sigilo bancário já havia sido quebrado e exposto por todos os meios de comunicação, sendo, portanto, mera tentativa de dar aparência de legalidade a um ato que foi praticado de forma ilegal”, disse o advogado de Queiroz , Paulo Klein.

O senador Flávio Bolsonaro adotou a mesma linha da defesa do ex-assessor para comentar a quebra dos sigilos e destacou que o sigilo bancário já havia sido quebrado ilegalmente pelo MP do Rio de Janeiro sem autorização judicial.

“Tanto é que informações detalhadas e sigilosas de minha conta bancária, com identificação de beneficiários de pagamentos, valores e até horas e minutos de depósitos, já foram expostas em rede nacional após o chefe do MP-RJ, pessoalmente, vazar tais dados sigilosos” disse o senador em nota oficial

“Somente agora, em maio de 2019 —quase um ano e meio depois— tentam uma manobra para esquentar informações ilícitas, que já possuem há vários meses”, acrescentou.

Flávio garantiu não ter cometido nenhum desvio e avaliou que as investigações visam atingir o governo de seu pai.

“A verdade prevalecerá, pois nada fiz de errado e não conseguirão me usar para atingir o governo de Jair Bolsonaro” finalizou.

Fonte: Reuters

Postado em 14/05/2019
Compartilhe:

10 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Pirilampo | 1 semana, 3 dias atrás

    Aqui no Brasil só rezando mesmo, tem umas curtinhas aqui ó: "São Queiroz, São Queiroz, faz um depósito pra nóis", outra "São Temer, São Temer, me solta que eu quero ir casa comer creme", outra "Santa Dilma, Santa Dilma, não deixa eu rouba enquanto alguém me filma", outra "São Cabral, São Cabral, não deixa eu me dar mal"... Brasil só tem esses santos aí.

    2 0 Responder

  • Mão branca | 1 semana, 3 dias atrás

    Santo Môro é o protetor da família, nada de mal lhes acontece.

    5 1 Responder

    [email protected] - 1 semana, 3 dias atrás

    A diferença está aí, nos governos passados não se quebrava sigilo bancário de filhos de presidentes. A mudança começou, tomara que agora quebrem o sigilo bancário dos filhos e parentes dos ex presidentes. Que Deus nos ajude!

    1 3

    Forasteiro - 1 semana, 2 dias atrás

    Hee...Quebrou por causa da justiça se fosse livre espontânea vontade jamais aceitaria . quem entrou com recurso que tinha foro privilegiado...Politico e tudo sujo esta raça prestar não...

    0 0

    Gato Selvagem - 1 semana, 2 dias atrás

    Mão branca----------Vc é doido mão branca vc ainda continua exterminando gente inocente, estudantes e jornalistas ? Chamar um corrupto vendedor de sentença de Santo é uma blasfêmia. Mão Branca era um grupo de extermínio da ditadura. Deixa de ser simplório.

    0 0

  • Gato Selvagem | 1 semana, 3 dias atrás

    Se houver Justiça, o tsunami chega no Bozo.

    4 0 Responder

  • Cinelândia | 1 semana, 3 dias atrás

    Tem muito caroço neste angu!

    2 0 Responder

    é um filósofo - 1 semana, 2 dias atrás

    Muito profunda essa frase.

    0 0

  • PH | 1 semana, 3 dias atrás

    Não sei pq não determinaram a quebra de sigilo antes, afinal quem deve não teme, essa família Bozo, te contar viu...

    2 0 Responder

  • Forasteiro | 1 semana, 4 dias atrás

    Importante esta quebra de sigilo descobrir a verdade ..

    1 0 Responder