Irã promete vingar morte de comandante Soleimani pelos EUA

Soleimani era um general considerado a segunda figura mais poderosa do Irã

publicado em 03/01/2020,


O Irã prometeu vingança severa depois que um ataque aéreo dos Estados Unidos em Bagdá na sexta-feira matou Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Quds e arquiteto da crescente influência militar do país no Oriente Médio.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

Soleimani era um general considerado a segunda figura mais poderosa do Irã, depois apenas do líder supremo, aiatolá Ali Khamenei.

O ataque noturno dos EUA, autorizado pelo presidente Donald Trump, marcou uma escalada dramática em uma disputa no Oriente Médio entre o Irã e os Estados Unidos e seus aliados, principalmente Israel e Arábia Saudita.

O comandante da principal milícia do Iraque, Abu Mahdi al-Muhandis, conselheiro de Soleimani, também foi morto no ataque.

O Irã está envolvido em um prolongado conflito com os Estados Unidos, que se agravou na semana passada com um ataque à embaixada dos EUA no Iraque por milícias pró-Irã após um ataque aéreo dos EUA à milícia Kataib Hezbollah, fundada por Muhandis.

O Pentágono disse que as Forças Armadas dos EUA “tomaram uma ação defensiva decisiva para proteger pessoal dos EUA no exterior ao matarem Qassem Soleimani”, e que o ataque foi ordenado por Trump para interromper planos de futuros ataque iranianos.

Autoridades norte-americanas, falando sob condição de anonimato, disseram que Soleimani foi morto em um ataque de drone. A Guarda Revolucionária do Irã disse que ele foi morto em um ataque de helicópteros dos EUA.

Preocupações com uma possível interrupção do fornecimento de petróleo no Oriente Médio elevaram os preços da commodity em quase 3 dólares.

Khamenei disse que uma vingança severa aguarda os “criminosos” que mataram Soleimani. A morte, embora amarga, vai dobrar a motivação da resistência do Irã contra os Estados Unidos e Israel, disse o aiatolá.

Em comunicado divulgado pela televisão estatal, Khamenei pediu três dias de luto nacional.

A embaixada dos EUA em Bagdá pediu a todos os cidadãos norte-americanos que deixassem o Iraque imediatamente.

Fonte: Reuters

Postado em 03/01/2020
Compartilhe:

4 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • TEM OLHOS E NÃO VEEM, TEM OUVIDOS E NÃO ESCUTAM. | 2 meses, 3 semanas atrás

    Você que está rezando para que a Terceira Guerra Mundial não aconteça! Faça algo um pouco mais transcendental. Não financie a guerra bebendo Coca Cola.

    3 4 Responder

    Riala Mafon - 2 meses, 3 semanas atrás

    Companheiro, vc de fato enxerga longe, parabéns.

    2 1

  • Cumedo de queijo | 2 meses, 3 semanas atrás

    PEITAR ESTADOS UNIDOS É SUICÍDIO

    6 1 Responder

  • Riala Mafon | 2 meses, 3 semanas atrás

    O irã é um pais que sempre se primou pela prudência e sendo assim, acho que a vingança não virá agora, será muito bem planejada e de real impacto. Mas caso o Irã feche o Estreito de Ormuz, teremos dias amargos por causa daquele Pica-Pau do Norte que é um psicopata idiota, um terrorista imbecil, que pode colocar o Mundo nos seus últimos suspiros humanos, a Rússia e a China já declararam apoio ao Irã, isso significa que os EUA podem também compor o seu Réquiem por culpa do Pica-Pau tolo de cara fechada, i love you do Bolsonaro.

    10 5 Responder