Feira Livre pode funcionar na Onda Verde, mas deve cumprir medidas sanitárias

Feira do Produtor Rural, realizada ao lado do terminal rodoviário, passou a adotar medidas para se adequar aos tempos de pandemia

publicado em 26/06/2020, por Farley Rocha


Feira Livre do Produtor Rural.

O Programa Minas Consciente permite o funcionamento de comércios varejistas de produtos alimentícios em municípios classificados na onda verde, como é o caso de Patos de Minas. Nesse segmento estão as feiras livres para venda de alimentos diversos, e isso significa que a Feira Livre do Produtor Rural, reconhecida pela prefeitura, segue autorizada a acontecer às quarta-feiras e sábados no galpão ao lado da rodoviária. 

Contudo, para funcionar de forma segura e em conformidade com as normas publicadas para conter a disseminação do coronavírus, todas as feiras devem cumprir o protocolo sanitário previsto para o segmento (disponível na página 17 do Decreto 4.859, de 23 de junho de 2020). Na tradicional Feira Livre do Produtor Rural, por exemplo, os responsáveis implantaram, entre outras medidas: 

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

– uso de máscaras pelos feirantes;
– disponibilização de álcool gel 70% nas barracas e na entrada;
– garantia de espaçamento entre barracas, com a armação de apenas uma barraca por feirante;
– organização de fluxo de pessoas para evitar aglomerações;
– restrição à participação de pessoas pertencentes ao grupo de risco;
– retirada de mesas e cadeiras para reduzir o consumo de alimentos no local;
– colocação de produtos em pacotes ou porções individuais;
– afixação de cartazes e banners educativos durante as comercializações.

Conforme a Emater, apoiadora da feira em conjunto com a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Sustentável, todos os feirantes também foram orientados a evitar conversas desnecessárias e contato físico ao cumprimentar os clientes. Esses órgãos reuniram-se hoje (26), juntamente com o coordenador das ações de fiscalização, Rafael Godinho Nogueira, para reforçar a necessidade de seguir essas medidas. Também presentes, representantes dos feirantes agradeceram a atenção do poder público.

Clientes – Os cuidados para minimizar o risco de propagação da Covid-19 cabem tanto aos feirantes quanto aos clientes desses locais. As orientações para os consumidores estão dispostas no Programa Minas Consciente e reproduzidas no Decreto 4.859. Entre elas, estão:

-fique em casa sempre que possível;

-caso tenha sintomas de gripe ou resfriado, não saia de casa;

-utilize máscara, de preferência caseira, durante todo o período de permanência fora de casa;

-se for se alimentar no estabelecimento, retire a máscara, sem tocar na parte da frente, acondicione-a em um saco plástico e recoloque-a assim que terminar de se alimentar;

-permaneça no estabelecimento o menor tempo possível; dessa forma, planeje sua compra antes de sair de casa;

-sempre fiquea uma distância mínima de dois metros de qualquer pessoa dentro do estabelecimento;

-realize a higienização das mãos ao entrar e sair do estabelecimento, acessar balcões de atendimento e “caixas”;

-evite rir, conversar, manusear o telefone celular, ou tocar no rosto, nariz, olhos e boca, durante sua permanência no interior do estabelecimento;

-ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com um lenço descartável, descarte-o imediatamente e realize higienização das mãos. Caso não tenha disponível um lenço descartável, cubra o nariz e boca com o braço flexionado;

-ao chegar em casa, higienize as mãos e antebraços com água e sabão;

-ao chegar em casa, higienize adequadamente todos os produtos e as embalagens dos produtos comprados nos estabelecimentos comerciais;

-não aceite degustações e evite consumo de alimentos no estabelecimento. Preferencialmente, leve os alimentos para consumir em casa. 

ORIENTAÇÃO PARA OS CLIENTES: deve ser impressa e afixada em local visível no estabelecimento.

Fiscalização – O Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 e a Prefeitura de Patos de Minas prepararam uma força tarefa de fiscalização para coibir o descumprimento às normas de segurança contra o vírus. A Polícia Militar dará apoio às ações do poder público. 

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Patos de Minas

Autor: Farley Rocha Postado em 26/06/2020
Compartilhe:

16 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Mão Branca | 1 semana, 3 dias atrás

    Isso é uma verdadeira lambança.

    0 0 Responder

  • DUCKTALES | 1 semana, 4 dias atrás

    Esse povo é muito sem noção! Feira serve pra juntar esse povo pra comer pastel , peixe frito e beber cachaça.Decretinho sem vergonha .Vai fechar fecha tudo

    3 1 Responder

  • Éric. | 1 semana, 4 dias atrás

    Gigantesca contradição deste decreto de amadores. Fecham o comércio geral, organizado e liberam essa muvuca de gente, quando o oposto com certeza é o sensato.

    5 0 Responder

  • Ambientalista | 1 semana, 4 dias atrás

    Nao deixa uma padaria servir um cafe p um cliente e deixa feira livre funcionar? kkk Que isso.. essas feiras livres sao um aglomerados de irresponsaveis. bebendo, comendo pastel, tudo sem mascara etc.. sem falar no lixo que deixam no chao... povo sem educaçao viu.. misericordia.. aquela ali do campo do vila parece uma festa de gente sem educaçao e sem berço. :rage:

    4 1 Responder

  • Pirilampo | 1 semana, 4 dias atrás

    Fala sério, é só passar lá perto em dia de funcionamento pra perceber que nada mudou por lá, Lotadaço. Aquela pastelaria fica uma aglomeração e todo mundo comendo pastel sem máscara e espalhando corona de graça pra quem quiser chegar lá. Algumas restrições ilógicas e algumas liberações mais ilógicas ainda.

    5 2 Responder

  • Eu | 1 semana, 4 dias atrás

    Desde quando feira livre é essencial? já tem o supermercado pra isso. A pessoa não pode sair de casa e abrem feira livre pro mesmo ir? ou coisa é lanchonetes, "ahhh lanchonete é essencial a pessoa vai tá na rua e pode sentir fome", mas não pode sair caramba. Eu era a favor do fechamento do comércio, hoje não sou mais pois está prejudicando uma minoria de comércios.

    5 3 Responder

  • Indignado | 1 semana, 5 dias atrás

    Não sou lojista mas acho uma total discrepância fechar lojas que quando estão cheias tem no máximo umas 6 pessoas comprando e liberar feiras livres kkkkk kkkkk me ajudem por favor a entender os critérios desse povo pra falar o q abre e oq nao abre.....

    7 1 Responder

  • Sp | 1 semana, 5 dias atrás

    Foram 5 ônibus semana passada para sp , imagina o tanto de gente que tá carregando piano nas costa está hora ,e muita gente .

    2 3 Responder

  • Cagada | 1 semana, 5 dias atrás

    E os pombos lá do barracão da feira tá de máscara??? Um dia em um evento o vice prefeito foi premiado com uma cagada eu estava lá um shampo de pombo tudo bem vice como sempre representando o prefeito levou.kkkkkk

    3 1 Responder

  • Doutor | 1 semana, 5 dias atrás

    Por que somente os feirantes podem abrir?

    35 4 Responder

    Professor - 1 semana, 4 dias atrás

    Um absurdo deixar um povo sem educaçao desses comendo e bebendo sem mascaras e nao deixar uma padaria servir um cafe p alguem com distanciamento social e cuidados... nunca vi falar algo assim, ta tudo errado.

    2 0

carregar mais comentários