Estudante de 16 anos acusa professor de assédio sexual e pede justiça em Patos de Minas

Ele registrou uma ocorrência, denunciou o caso para a direção da escola e também encaminhou a denúncia para a Superintendência Regional de Ensino.

publicado em 05/12/2018, por Farley Rocha


Um estudante do Ensino Médio de Patos de Minas e sua mãe estão cobrando justiça. O adolescente diz que sofreu investidas de um professor de geografia da Escola Estadual Professor Zama Maciel o que lhe causou danos emocionais. Ele registrou uma ocorrência, denunciou o caso para a direção da escola e também encaminhou a denúncia para a Superintendência Regional de Ensino. No entanto, o garoto contou que teve que mudar de escola, porque, segundo ele, não houve punição.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Segundo o adolescente, que compareceu à redação do Patos Hoje acompanhado da mãe de 37 anos, os casos começaram depois que o estudante estava passando por um momento de depressão e pediu para ir ao banheiro na aula de biologia. Como não conseguia se recuperar, acabou demorando mais do que o normal e a professora pediu que o referido docente de geografia fosse verificar o que estava ocorrendo. Eles conversaram e depois o professor acabou lhe enviando uma mensagem pelo Facebook de solidariedade.

Na mensagem, havia o número do celular do professor. Após algum tempo, o aluno diz que precisou falar com o docente a respeito de um trabalho escolar e ligou para ele. Foi a partir daí que começou as investidas. O professor de 43 anos enviava áudios e também telefonava via whatsapp. De acordo com o adolescente, as propostas eram de forma discreta, mas sempre envolviam alguma intenção de relacionamento sexual.

O garoto disse que sempre recusou as propostas e no dia 25 de setembro registrou uma ocorrência policial. No relatório da ocorrência, o professor pediu perdão, declarou ser realmente homossexual e que também é alcoólatra, não sabendo o que teria enviado nos áudios. A diretora da escola também disse para os policiais que já havia tomado todas as providências internas que o caso exigia. No entanto, o garoto disse que teve que mudar de escola, porque o professor continuou a dar aula normalmente na instituição.

O estudante contou que lhe foi oferecido mudar de sala, mas disse que não achou isso justo e queria que o professor deixasse de lecionar em sua classe. Para não assistir às aulas do professor, a direção permitiu que o garoto fosse para a sala da supervisora durante as aulas de geografia para fazer as atividades. No entanto, isso estava lhe prejudicando e ele resolveu sair da escola. Cartazes denunciando os crimes e cobrando justiça foram afixados na escola. O adolescente também apresentou prints de conversas no whatsapp que o docente teria tido com outros alunos.

O Patos Hoje entrou em contato com a diretora da Superintendência Regional de Ensino, Elizabeth Maria Nascimento Silva, informou que formou uma comissão de apuração dos fatos e todas as informações e provas já foram recolhidas e encaminhadas para o departamento jurídico da Secretaria de Estado da Educação. “É o jurídico que vai julgar e determinar o que será o feito com o professor. Todas as providências foram tomadas, inclusive com orientação da secretaria”, afirmou.

Imagens atualizado em 05/12/2018 • 6 fotos

Autor: Farley Rocha Postado em 05/12/2018
Compartilhe:

114 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Mãe do aluno | 6 meses, 1 semana atrás

    Quero disser a vcs que estão defendendo o ... e disseram que meu filho está fazendo trama e que iria bombar foi só muda de escola as notas melhorou e meu filho mesmo com esse problema ele passou e a escola que ele entrou mão sabia o porque ele mudou de escola no final do ano só pra deixar claro que ele não precisava de nota pois ele e muito inteligente só pensa se fosse com filho de vcs agradeço os que apoiaram meu filho e também contou que foi assediado por mesmo pedofolo quero justiça mas até agora nada foi feito mas Deus vai fazer a justiça dele porque a justiça do homem pode demorar e o próprio fazer com filhos de vcs e aí

    5 1 Responder

  • Josias | 6 meses, 2 semanas atrás

    Sinceramente, esse é o Brasil que hoje se instalou, jovens cheios de mimim, cheios de não me toque, cheios de direitos, donos da verdade, não estou falando somente do caso em questão, mas de um âmbito maior, veja como se comportam diante dos desafios, das normas, da disciplina, dos deveres, ai deixo uma questão como será o nosso futuro. Jovens sejam corajosos, cumpridores das suas obrigações, estude, estude muito e o que acontecer de errado resolva com inteligência e sabedoria. Agora quanto ao caso que veio parar na mídia, aluno, mãe, familiares, não é melhor deixar que a justiça resolva, pra que este desgaste desnecessário, aqui não vai se resolver nada, acredito que somente mais agressões psicológicas tanto de um lado quanto de outro. O professor errou feio, todos concordamos com isso, então caro aluno, não faça justiça de maneira errada, esse não é o caminho, vc já tomou todas as iniciativas não foi? Agora fica tranquilo que a justiça será feita. Sinceramente isso tudo que está se tornando só está fazendo mal a vc mesmo. Para e reflita! :pray:

    2 4 Responder

  • Ex aluna | 6 meses, 2 semanas atrás

    Esses pnc se acha gosta de humilhar "as" alunas pq "os" alunos ele gosta e de da em cima so trata os meninos bem , e eu já vi no telefone do meu colega ele mandando msg pra sair com ele professor Omar Gonçalves SEMPRE fez isso não e de hoje que ele faz isso !

    6 2 Responder

  • ex alunaaa | 6 meses, 2 semanas atrás

    fui aluna dele por 3 anos ... nao e de hoje q ele faz isso conheco muitos colegas q ja foram assediados por ele ja vi varia vezes meus colegas na epoca comentando das mensagem que ele enviava no facebook ouve uma epoca q alguna aluno do terceiro ano da epoca queriam ate bater nele .... esse homen e um idiota sempre com comentarios maldosos ... quem e aluno dele e vem de bairro pobre sabe do q falando ... sabe dos comentaRIOS ridiculos q ele faz ... ele se acha de mais .. realmente pra ensina ele e u otimo professor maia como ser humano e pessimo gosta de humilhar os alunos mais pobre uma vez fez ate colega meu de sala chora falando merda la no zama ... professor omar goncalves da encima sim oferece dinheiro sim e isso ja vem e de anos !!!

    9 1 Responder

  • Alunos 6 meses, 2 semanas atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • Waldemar Mendes | 6 meses, 2 semanas atrás

    Aula de .... Ah, credo.

    1 0 Responder

  • Ex aluna | 6 meses, 3 semanas atrás

    Conheço o professor,fui aluna dele por dois anos,sempre foi assim,passava a mão nas meninas,já passou até na minha.Semore deu em cima,chamava o smeninos de viado.Os alunos que estão defendendo, é porque maioria das vezes ele dá ponto de graça.Se até os que trabalham escola está protegendo um sujeito como esse,estes não deveriam nem tentar impor respeito.

    2 8 Responder

    Fulana de tal - 6 meses, 3 semanas atrás

    Você está enganada... Ele não gosta de mulher, fui aluna dele também. Ele gosta de meninos apenas.

    7 3

    oi - 3 meses atrás

    você está enganada mesmo! ele sempre deu em cima só dos meninos, nunca gostou de menina nenhuma kkk ele ta errado com o assedio, mas colocar que ele passava a mao em meninas tambem, vc esta mentindo muito

    0 0

  • A lei interpretada | 6 meses, 3 semanas atrás

    O Onyx, futuro ministro da casa civil, se arrependeu de receber caixa 2 e foi "inocentado" por Sergio Moro e Bolsonaro. O professor também se arrependeu dos seus atos, logo, está livre de qualquer culpa. Pode lecionar normalmente sem qualquer problema.

    6 9 Responder

  • trovao azul originao | 6 meses, 3 semanas atrás

    esse ai gosta de uma verdadeira guerra de espadas

    4 7 Responder

  • Revétria do Cruzeiro | 6 meses, 3 semanas atrás

    Tem que demitir. Um desequilibrado desses, para dizer o mínimo, não tem condições de conviver com jovens em sala de aula recebendo dinheiro do contribuinte. Professor é uma profissão digna e nobre. Qual pai gostaria de ver seus filhos andando com uma pessoa desse tipo?

    14 1 Responder

carregar mais comentários