Brasil chega a 32.548 mortes por Covid-19, em 2º recorde diário consecutivo de óbitos no país

Os novos casos somaram 28.633, elevando o acumulado para 584.016.

publicado em 04/06/2020,


 

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

O Brasil registrou nesta quarta-feira, pelo segundo dia consecutivo, um novo recorde de mortes em decorrência do coronavírus, com 1.349, e atingiu o total de 32.548 óbitos, informou o Ministério da Saúde.

Os novos casos somaram 28.633, elevando o acumulado para 584.016.

O Brasil é o segundo país com maior número de casos de coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que contam com cerca de 1,8 milhão de infecções, segundo contagem da Reuters.

Além disso, é o quarto com maior número de mortes em decorrência da Covid-19, abaixo somente dos EUA, Reino Unido e Itália —mas deve superar os italianos, que possuem 33.601 óbitos, nos próximos dias, já que no país europeu a pandemia está e forte desaceleração.

A aceleração de contágio e óbitos no Brasil é também superior à verificada nos EUA. Nesta quarta-feira, o Centro para Controle e Prevenção de Doenças norte-americano (CDC, na sigla em inglês) relatou 24.955 casos e 1.045 mortes, números inferiores aos brasileiros.

O novo secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Ministério da Saúde, Carlos Wizard, disse à Reuters que o ministério vai mudar orientações para o atendimento de pacientes com sintomas leves de Covid-19, passando a indicar a procura imediata por um médico para início do tratamento e prevenção do contágio de pessoas próximas.

A pasta segue com o general Eduardo Pazuello no comando interino, depois da saída de dois ministros —Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich— desde o início da pandemia.

O país também iniciará neste mês testes com uma potencial vacina que tem sido desenvolvida pela Universidade de Oxford. O ensaio inicial será realizado com mil profissionais de saúde da linha de frente do combate à doença em São Paulo.

O Estado de São Paulo é, pela contagem do Ministério da Saúde, o mais afetado pela pandemia no Brasil, com 123.483 casos e 8.276 óbitos.

O governo paulista estimou nesta quarta-feira que o Estado terminará junho com entre 190 mil e 265 mil casos de Covid-19, e disse que as projeções balizam o plano de reabertura gradual que passou a ser aplicado nesta semana.

O Rio de Janeiro vem na sequência da contagem por Estados, com 59.240 casos e 6.010 mortes, acompanhado pelo Ceará, que possui 56.056 infecções e 3.605 óbitos.

Ainda de acordo com o ministério, 238.617 pacientes se recuperaram da Covid-19 no Brasil, enquanto 312.851 estão em acompanhamento.

A taxa de letalidade da doença no país é de 5,6%.

Fonte: Reuters

Postado em 04/06/2020
Compartilhe:

0 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.