Veja o que pode ou não funcionar a partir de sábado em Patos de Minas, conforme decreto

As atividades essenciais discriminadas no Plano Minas Consciente foram listadas junto com os protocolos de cada segmento em anexo do Decreto 4.859

publicado em 24/06/2020, por Farley Rocha


O decreto segue o Plano Minas Consciente do Governo Estadual

Publicado nessa terça-feira (24), o Decreto 4.859 regulamenta as atividades autorizadas a funcionar na onda verde, categoria em que o município de Patos de Minas está classificado de acordo com o Programa Minas Consciente. Apenas os estabelecimentos relacionados nessa onda poderão continuar funcionando. A data determinada pela norma para que as novas regras passem a valer é o próximo sábado, dia 27 de junho.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Conforme definição da norma legal, entre as atividades que deixam de funcionar a partir de 27 de junho estão:

-autoescolas (onda branca)

-salões de beleza e estética, cabeleireiros e outros serviços de cuidado com a beleza (onda amarela)

-comércio varejista de vestuário, calçados, bijuterias, acessórios, artesanatos (onda amarela)

-comércio varejista e atacadista de plantas e flores naturais (onda branca)

-comércio varejista de bicicletas, peças e acessórios, de brinquedos, de artigos esportivos (onda amarela)

-lojas de departamentos ou magazines (onda amarela)

-comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática (onda vermelha)

-comércio varejista de artigos fotográficos e para filmagem (onda vermelha)

Continuam proibidos de funcionar escolas, cursinhos, academias, igrejas e templos. A realização de atividades que ocasionam aglomeração também continuam vedadas.

Abaixo, seguem algumas atividades cujo funcionamento é autorizado na onda verde. O horário de funcionamento dos serviços essenciais permitidos dentro dessa onda deverão obedecer aos decretos municipais vigentes. A lista completa pode ser acessada aqui.

Alimentos:

-hipermercados; supermercados; minimercados; mercearias e armazéns; sacolões de hortifrutigranjeiros (das 7h às 22h)

-feiras livres

-padarias e confeitarias; açougues e peixarias

-restaurantes, sem venda de bebida alcoólica para consumo no local (segunda a sexta-feira: das 8h às 16h; sábados, domingos e feriados: das 8h às 15h)

-bares: o funcionamento só está autorizado para servir refeições e lanches, sem venda de bebida alcoólica para consumo no local e sem entretenimento (das 10h às 20h)

-lanchonetes e similares, sem venda de bebida alcoólica para consumo no local; comércio varejista de doces, balas, bombons, sorvetes e semelhantes (das 10h às 20h)

-lojas essenciais no interior do Mercado Municipal (segunda a sexta-feira: das 8h às 16h; sábados, domingos e feriados: das 8h às 15h)

Bancos e seguros:

-caixas econômicas (das 8h às 14h)

-casas lotéricas (das 8h às 17h)

-agências bancárias, correspondentes bancários e cooperativas de crédito (das 7h às 12h)

-planos de saúde

-seguros de vida e demais seguros

Atividades acessórias:

-reparação e manutenção de equipamentos de informática e comunicação

-chaveiros; reparação de veículos não motorizados, de equipamentos eletrônicos, de calçados, bolsas e artigos de viagem, de relógios, de artigos de mobiliário

-lavanderias; atividades funerárias; pet shop

-atividades de impressão e serviços de pré-impressão e acabamentos gráficos

-comércio varejista de artigos de armarinho e tecidos (das 12h30 às 18h30)

Construção civil e afins:

-construções de imóveis e obras de instalações em construções

-comércio varejista de tintas e materiais de pintura, de material elétrico, de vidros, de ferragens e ferramentas (de segunda a sexta-feira: das 7h às 13h)

-comércio varejista de material de construção (de segunda a sexta-feira: das 7h às 13h)

-fabricação de estruturas metálicas e obras de caldeiraria pesada

-fabricação de tanques, reservatórios metálicos e caldeiras

-fabricação de painéis e letreiros luminosos

-fabricação de móveis

Automóveis e afins:

-manutenção e reparação de máquinas e equipamentos para uso geral

-comércio a varejo de automóveis, motocicletas e utilitários novos e usados (das 12h30 às 18h30)

-manutenção e reparação de veículos automotores e motocicletas: oficinas mecânicas; lanternagem e pintura; autoelétricas; alinhamento e balanceamento; borracharias; capotaria

-instalação, manutenção e reparação de acessórios para veículos automotores e motocicletas

-lava-jatos

-terminais rodoviários, estacionamento de veículos e serviços de reboque de veículos

-locação de automóveis sem condutor

Saúde:

-atividades de profissionais da área de saúde: enfermagem, nutrição, psicologia e psicanálise, fisioterapeuta, terapia ocupacional, fonoaudiologia, médicos, odontólogos

-atividades de acupuntura e similares

-hospitais

-comércio varejista de produtos farmacêuticos, artigos médicos, ópticos e ortopédicos

-atividades veterinárias

Outros:

-Correios

-suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação

Fonte: Ascom da Prefeitura Municipal de Patos de Minas

Autor: Farley Rocha Postado em 24/06/2020
Compartilhe:

102 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • ANNA | 1 semana, 5 dias atrás

    se cada um cuidasse das suas vidas ao inves de ficar apontando o q o outro faz, criticando governos talvez nao estivesse assim, vamos fazer cada um a nossa parte pra ver se isso passa logo

    9 0 Responder

    Não.ANNA - 1 semana, 2 dias atrás

    Anna. Tem que responsabilizar autoridades que tinham obrigação de atuar dentro de suas atribuições visando diminuir os impactos da pandemia. E o maior irresponsável de todos é esse idiota do Bolsonaro que não respeita os cientistas e gente da área de saúde e ainda incentiva as pessoas acdedcumprirem as normas tidas no mundo inteiro como as únicas a diminuir o aumento vertiginosa dia afetados pelo Covid-19. Esse vagabundo é GENOCIDA e só faz proteger sua famíglia e amigos milicianos. Basta!!!!!

    0 0

  • Indignada | 1 semana, 6 dias atrás

    Pra falar a verdade todo trabalho é essencial, desde que ele seja honesto. É através do nosso trabalho que pagamos Imposto, aluguel, contas dentro de casa, entre outros. Mas se não consideram algum trabalho como "Não essencial", nossas autoridades, tem que arcar com nossas contas.

    15 4 Responder

  • Jairão | 1 semana, 6 dias atrás

    Meu único medo era de que proibissem a venda de cerveja. Fiquei 10 anos sem beber e vi que minha vida estava indo pro beleléu. Depois uma luz me guiou e vi que a cerveja além de prolongar a vida ainda evita a demência. Nestes tempos de pandemia o que não podemos é ficar loucos (tudo comprovado cientificamente; comprovem com o Dr. Google)..

    5 13 Responder

  • Sem saída | 1 semana, 6 dias atrás

    Sinceramente povo, tá sem saída aqui. Se fechar tudo, um monte de gente vai passar fome, se não fechar, vai todo mundo se infectar e o sistema de saúde vai entrar em colapso, de novo. Não adianta diminuir a jornada de trabalho, porque quanto menos tempo os lugares ficarem abertos, mais aglomeração vai existir. Não adianta policial fiscalizar quem tá sem máscara na rua, porque eles dando as costas, vão tirar a máscara novamente, isso não é questão de ordem, é questão de caráter. Ninguém tá preparado pra isso, Brasil não tá preparado pra isso, o governo não vai ajudar ninguém, deviam ter fechado essas merdas antes do carnaval, quando toda essa porcaria começou. Agora não adianta mais, não tem saída, um monte de gente vai passar fome, um monte de gente vai morrer e a única coisa que o povo pode fazer é seguir as recomendações de saúde, usar máscara, álcool em gel e FICAR DENTRO DE CASA, se puder. Se não puder, pega na mão de Deus e vai, porque até uma vacina ser feita, um monte de pessoas vão sofrer.

    55 1 Responder

  • matuto do arraaial | 1 semana, 6 dias atrás

    afinal ficou na mesma, ficou ruim só pra quem vende vestuário e calçados, mas também , sem festas, sem buteco pra quer comprar roupa..kkkkk

    16 1 Responder

  • Justiça | 1 semana, 6 dias atrás

    Agora só resta a gente fiscalizar onde vai ser realmente investido esse dinheiro q patos vai receber do plano Minas conciente, pq até agora não fizeram investimento nenhum, e convoco a todos os comerciantes da cidade , para que nessas eleições façamos uma campanha com adesivos na porta de nossos comércios pedindo a população que não reeleja nem prefeito e nenhum desses vereadores q fizeram parte dessa última gestão, onde a cidade se tornou um verdadeiro lixo, tomada pelos buracos em total abandono. Facam adesivos e colem e todos os comércios pedindo a população para não reeleger ninguém, melhor dar um voto a um desconhecido do que a um conhecido q já sabe q vai fazer um trabalho porco.

    24 0 Responder

  • Fabricio da topa | 1 semana, 6 dias atrás

    -feiras livres ? isso nao gera aglomerações.. MEU DEUS ABSURDO ISSO... e pinga. e peixe frito e pastel churrasquinho. todo domingo . ninguem fala nada

    16 2 Responder

    Jorge - 1 semana, 5 dias atrás

    Meu filho, como vc quer viver sem comer, alimentação é essencial!!!!

    0 0

  • Jorge | 1 semana, 6 dias atrás

    A realidade é q estão qrendo mostrar serviço, mas o fato é q por esse decreto n vai mudar nada no panorama de contagio, vai apenas fazer pequenos comerciantes quebrarem e falirem, é muita irresponsabilidade. Um país q ja n conseguia acabar com 11 milhões de desempregados temos q ver gente falando q “emprego arruma outro depois”. Vai arrumar emprego depois aonde se as empresas q disponibilizavam esses empregos estarão todas quebradas e sem condição de contratar? E n venha com papo furado de q “morto n precisa de emprego”. Pra vc chegar a morte com vírus ou sem emprego n há tanta diferença n, ou qdo dizem q depressão é o mal do século, estão apenas querendo usar frases de efeito? Se esse vírus infectasse da forma como querem pregar, ja estaria era todo mundo doente. Obvio q temos q tomar cuidados, porem fechar um cabeleireiro e deixar um dentista trabalhando, qual a lógica disso? Cabeleireiro ainda q as vezes tem q trabalhar umas 12 horas por dia pra ver se consegue um ganho razoável no fim do mês. Querem é deixar o país numa recessão q levará mais de uma década pra se estabilizar novamente, e tudo isso por q qrem derrubar o bozinho q ta na presidência. E o mais triste é q gente gente q acredita q esses políticos estão pensando em bem estar e saude de população.. após isso será só um passo pra esquerda voltar ao poder e consumar o comunismo q tanto pregam.

    14 3 Responder

  • leomar | 1 semana, 6 dias atrás

    NÃO DA PRA ENTENDER,ESSE PREFEITO ELE SÓ TROCOU 6 POR MEIA DUZIA,PRA MIM PERMANECE NA ONDA ,BRANCA ELE SÓ VAI PREJUDICAR ,ALGUNS LOGISTAS,PORQUE ONDA VERDE E SÓ OS SERVIÇOS ESSÊNCIAS, ENTÃO SÉRIA ,SUPERMERCADOS ,AÇOUQUE,FARMÁCIAS,PADARIAS,ENTÕA ERA SÓ TER SAIDO DO MINAS CONCIENTE E PERMANECER NO MESMO DECRETO ,QUE FICAVA TODO MUNDO TRABALHANDO.

    33 10 Responder

  • Leomar | 1 semana, 6 dias atrás

    Olá eu tenho uma loja variada com vários artigos parem presto serviços tais como impressões de trabalhos escolares boletos talões e currículos além de vários outros serviços queria saber como passo fazer para manter meu comércio aberto pois se eu não trabalhar não consigo cuidar de minha família pois não consegui o auxílio.

    14 10 Responder

    Aroeira 1 semana, 6 dias atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

carregar mais comentários