Unipam recebe embaixadores de países da África e assina acordo para oferecer ensino a africanos

Os embaixadores puderam conhecer a estrutura gigantesca do Unipam através de fotos e vídeos institucionais produzidos em inglês.

publicado em 19/09/2019, por Maurício Rocha


Embaixadores e representantes de 12 países do continente africano estão em Patos de Minas para conhecer a estrutura do Unipam. A visita faz parte da Áfrika Week, um Projeto desenvolvido em parceria com o Instituto Daniel Franco que vai trazer estudantes africanos e oferecer educação de qualidade e pesquisas para solucionar problemas dos países africanos, como a fome por exemplo.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

A comitiva com os embaixadores dos países africanos foi recebida no Campus do Unipam por autoridades do município, professores, diretores da Fepam e pela reitoria do Centro Universitário de Patos de Minas. Na sede do Oceano, os embaixadores puderam conhecer a estrutura gigantesca do Unipam através de fotos e vídeos institucionais produzidos em inglês.

O presidente do Instituto Daniel Franco disse que o Unipam foi escolhido entre centenas de instituições de ensino no país por oferecer um ensino humanizado e de grande qualidade. Ele destacou também os selos de qualidade obtidos pelo Unipam e a nota 5 concedida pelo Ministério da Educação.

Brian Bowler, embaixador do Malawi, falou em nome da comitiva e destacou a enorme estrutura do Centro Universitário. Segundo Daniel, pelo menos quatro países vão assinar protocolo para encaminhar alunos para o Unipam. Malawi, Zambia e Kênia assinarão protocolo nesta noite. Tanzânia também vai assinar protocolo.

O reitor do Unipam, Milton Roberto de Castro Teixeira destacou o momento histórico para o Centro Universitário e também para Patos de Minas. O Prefeito Municipal de Patos de Minas, Jose Eustáquio Rodrigues Alves, destacou que a visita da comissão de embaixadores da África a Patos de Minas representa muito para o município, visto que isso proporciona possibilidades reais de estudantes de outros países a virem estudar na Capital do Milho. Neste primeiro momento a cidade deve receber entre 400 e 1.000 estudantes. Eles vão buscar conhecimento principalmente na área agrícola para amenizar a fome na África.

Imagens atualizado em 19/09/2019 • 35 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 19/09/2019
Compartilhe:

33 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Berinjela | 1 mês atrás

    Esses africanos vão arrumar namoradas aqui e casar. Não voltam pra África mais nunca. Mulher de Patos só gosta de gente de fora.

    6 4 Responder

  • General | 1 mês atrás

    Tá queto lá ,pra que trazer pra cá ???! Pow .. me ajuda aí !

    3 13 Responder

  • Aluna | 1 mês atrás

    Pra encher aquele tanto de salas que estão vazias vão precisar de muitos africanos.

    5 15 Responder

  • Gabriel | 1 mês atrás

    Parece que os Bot's da concorrência estão ouriçados!. É NOTA 5, FILHÕES. Quase sozinha entre a federais!

    17 1 Responder

  • Chicão justiceiro 1 mês atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

  • Presidente da UEP | 1 mês atrás

    Eu acho que o marketing foi bem além dos resultados. Muita propaganda, mas poucos alunos. Era das vacas magras. Agora é tiro pra todo lado.

    13 15 Responder

  • UNIPAM SEMPRE À FRENTE | 1 mês atrás

    Uma instituição perfeita, sem máculas, alunos dedicados e professores maravilhosos!

    15 15 Responder

    Gato por Lebre - 1 mês atrás

    Alunos dedicados...!!!??? Vou para o boteco e depois compro uma manografia!

    2 12

  • Pedro | 1 mês atrás

    COMO O SER HUMANO É RUIM !! NA VERDADE MUITA GENTE ESTÁ RECALCADAS PQ ESTÃO VINDO ESTUDANTES DE FORA DO PAÍS PRA ESTUDAR AQUI !! ENQUANTO TEM OUTROS QUE NEM ESTUDANDO ESTÁ !!I O BRASIL É UM PAÍS EXTREMAMENTE MISÓGINO E RACISTA!!! QUEREM DISFARÇAR SEU PRECONCEITO E SUA XENOFOBIA ATRÁS DE PREOCUPAÇÃO EM QUEM VAI PAGAR A CONTA!!! VAMOS APOIAR ESSAS PESSOAS !!! ELAS PRECISAM !!! E VC VAI CORRER ATRÁS DOS SEUS OBJETIVOS TBM !!!

    26 4 Responder

    Agora entendi - 1 mês atrás

    Tem que se preocupar com quem vai pagar mesmo! Tem muitos brasileiros que desejam estudar e não conseguem financeiramente!

    1 3

  • William | 1 mês atrás

    Coitado do sofrido povo africano. Vao é sofrer com a uniesquina, ops, unipam eu digo.

    10 29 Responder

    Aluna unipam - 1 mês atrás

    Chora não meu anjo, nos somos nota 5 no MEC, estamos entre as 150 melhores faculdades dp pais. deve ter perdido vaga pra alguém q estudou na unipam e ta dolorido, volta pra tua federal sucateada, para as greves e a maconha.

    9 1

  • Paulo | 1 mês atrás

    Traz eles Aki no Quebec pra sentir o cheiro de bosta da E.T.E que a prefeitura não está nem aí pro povo

    20 19 Responder

carregar mais comentários