Sem dinheiro, organizadores anunciam o cancelamento da 11ª edição do Festival Marreco

O motivo apontado para a desistência na realização do festival é a falta de recursos.

publicado em 25/07/2018, por Maurício Rocha


11ª edição do Festival Marreco foi cancelada.

“Informamos a todos e a todas que a 11ª edição do Festival Marreco está oficialmente cancelada”. A frase abre o comunicado oficial dos organizadores do Festival, que vinha sendo realizado anualmente no Parque Municipal do Mocambo em Patos de Minas. O motivo apontado para a desistência na realização do festival é a falta de recursos.

Segundo o comunicado de Ciro Nunes, o Festival é financiado principalmente por verbas públicas, através de subvenções municipais. Entretanto, este ano, o prefeito José Eustáquio Rodrigues Alves teria comunicado que não tem condições financeiras para liberar as verbas de subvenção que não sejam de cunho filantrópico.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

Além disso, por ser ano eleitoral, a advocacia do município teria vetado a liberação de recursos para eventos esportivos, culturais e turísticos. Diante da falta de dinheiro, os organizadores decidiram cancelar a realização do festival no mês de agosto. Se houver uma mudança de panorama, o Festival ainda poderia ser realizado no mês de novembro, mas expectativa não é das mais otimistas.

“Queremos esclarecer que há 10 anos oferecemos espaços para diálogos e debates sobre questões sociais e ambientais, programação infantil, feira de artes, shows dos maiores artistas independentes do Brasil e oportunidade aos artistas de nossa região se apresentarem a um grande público,  tudo gratuitamente”, explicou Ciro Nunes.

O Festival Marreco é um dos maiores do gênero no Estado de Minas Gerais e com relevância no cenário da música independente em todo o país. Segundo os organizadores, novas alternativas estão sendo trabalhadas para que o Festival volte a acontecer no futuro.

Autor: Maurício Rocha Postado em 25/07/2018
Compartilhe:

69 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Zé Mané | 1 ano, 3 meses atrás

    Faz um "Woodstock" improvisado mais afastado da cidade que fica bem melhor!

    1 0 Responder

  • Ricardo | 1 ano, 3 meses atrás

    Maiss que beleza!! Não vai ter aquele bando imundo de eleitores do Lula e defensor de bandido pitando maconha esse ano no mocambo! Tá certo a prefeitura tem que gastar dinheiro com isso não!

    8 3 Responder

  • Pedrão | 1 ano, 3 meses atrás

    http://versalic.cultura.gov.br/#/projetos/1511200 Será que a culpa é mesmo da prefeitura? Cadê os organizadores pra explicar o preço que pediram pra prefeitura? 380 mil da pra fazer uns quatro eventos desse, sem contar que eles vendem bebidas pra ajudar nas despesas. Parabéns prefeitura de Patos, o coletivo peleja agora não vai mamar na tetas do governo mais, acho é pouco.

    12 2 Responder

  • Montem os shows e vendam passaportes! | 1 ano, 3 meses atrás

    Já que esse povo é artista mesmo, podem montar uma boa programação, vender passaporte igual na fenamilho, e vão lucrar muito com a arte deles. Se ninguém quer comprar porque o dinheiro do povo tem que bancar esse troço horroroso? Acorda, gente!

    9 3 Responder

    Seria triste se não fosse hilário... - 1 ano, 3 meses atrás

    Morri!????????????????????????????????????

    1 1

  • Ian | 1 ano, 3 meses atrás

    Nao vejo sentido em gastar dinheiro publico com entretenimento eqto a prefeitura sequer consegue honrar pagamento de servidores. Olha o caos na saude publica, as ruas todas só buraco, nao existe investimento em educação municipal e segurança. Quer se divertir, procure os bares e casas noturnas da cidade iou faça festa em casa.

    11 4 Responder

  • Já que são artistas é só vender os ingressos e arrecadar | 1 ano, 3 meses atrás

    Cadê os artistas empreendedores? Gostam mesmo é de mamar no dinheiro suado do contribuinte. É uma turminha desalinhada e sem escrúpulos. Já que são artistas, então, programem os shows e vendam os ingressos para bancar as despesas. Se ninguém compra ingresso é porque não presta mesmo! Bando de maconheiros sem cultura.

    12 2 Responder

  • russonow | 1 ano, 3 meses atrás

    Poxa fico triste com essa noticia a galera devia se unir e fazer uma vaquinha que vai dar certo poxa cade a galera pois vou participar se acaso não acorrer vou inaugurar meu próprio festival da galera ainda da tempo

    1 8 Responder

  • Carlim | 1 ano, 3 meses atrás

    Foi cancelado porque no Brasil só tem pato e manifestoche.

    2 6 Responder

  • sincero | 1 ano, 3 meses atrás

    Normal, a prefeitura não está tendo dinheiro nem para pagar os servidores, agora sim concordo com os gestores.

    6 2 Responder

  • Biscoiteira | 1 ano, 3 meses atrás

    Só tipo-ruim que dá nesses ambientes ditos "alternativos"! Essa é a verdade.

    11 12 Responder

carregar mais comentários