Secretário de Saúde responde críticas de lojistas e fala do Hospital de Campanha e ampliação da UPA

O secretário apresentou números e destacou as ações que estão sendo realizadas.

publicado em 21/06/2020, por Maurício Rocha


O secretário municipal de saúde, Carlos Resende respondeu às críticas de lojistas de que a pasta estaria demorando demais para abrir novos leitos para atendimento aos pacientes de Covid-19. Durante participação no Programa Contraponto do Patos Hoje, ele ressaltou que está à frente da pasta há apenas um mês e explicou que não é tão simples colocar um hospital para funcionar. O secretário apresentou números e destacou as ações que estão sendo realizadas.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Carlos Resende disse que todas as providências já foram tomadas para abertura do Hospital de Campanha. A estrutura montada no Centro Clínico do Unipam terá 30 leitos, sendo quatro com respiradores e a possibilidade de ampliação para até 50 leitos clínicos. O Patos Hoje visitou as instalações. Os leitos já estão sendo montados. O secretário disse que a Prefeitura já realizou chamamento para a contratação de pessoal e o Hospital deverá estar liberado para funcionamento no início do próximo mês.

Com relação à nova estrutura montada na UPA para receber pacientes com coronavírus, o secretário de saúde disse que serão 10 leitos disponíveis sendo dois com respiradores para a estabilização de pacientes. Esta estrutura está pronta e será inaugurada na segunda-feira (22), embora o local já tenha começado a receber pacientes. A nova estrutura vai evitar que os pacientes comuns que buscam atendimento na UPA tenham contato com infectados pela Covid-19.

Além disso, o secretário de saúde anunciou a contratação de 10 novos leitos de UTI junto ao Hospital São Lucas para atendimento específico de pacientes de Covid-19. Serão disponibilizados também 32 leitos clínicos.  Cerca de R$ 3 milhões foram reservados para bancar o funcionamento desta estrutura em caso de necessidade.

Carlos Resende detalhou também os gastos com Covid-19 feitos pela Prefeitura de Patos de Minas. O município recebeu cerca de R$ 5,5 milhões de fontes diversas e gastou até agora cerca de R$ 4,7 milhões com ações de combate ao coronavirus. O secretário disse também que o Comitê de Enfrentamento à pandemia deverá se reunir na próxima segunda-feira (22) para definir se continua ou não no Plano Minas Consciente.

Autor: Maurício Rocha Postado em 21/06/2020
Compartilhe:

41 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Lili | 2 semanas, 2 dias atrás

    Esse secretario da saúde é 171 . Não sabe nada, não entende nada de saúde,ainda quer ter razão , em suas falas ridículas. Vai estudar secretario.

    5 4 Responder

  • Linha de frente | 2 semanas, 2 dias atrás

    E igual esse comerciante falando ai que abre mais uti que ai pra abri comércio e aumentar número de pessoas enternada ai ficar com comércio aberto mas nois que tá linha de frente num preocupa nao esse virus e perigoso e mata tem fechar mesmo primeiro a vida depois tem que escolher quem vai viver e Quem vai morrer e comerciante ganhando

    0 2 Responder

  • Xxx | 2 semanas, 3 dias atrás

    Por que investir essa grana toda em . hospital de campanha nas dependências do Unipam????; Se tem as instalações da UPA Marabá??? La virou estacionamento de carro estragado, prefeitura dando um jeito de dar dinheiro para o Unipam, reabrem a UPA Marabá e deixe ela aberta depois quem passar isso, cobrem dos municípios vizinhos se eles precisarem de utilizar o hospital de campanha , no regional não pode , mas no de campanha deve cobrar. Pandemia vai acabar o dia que os bancos ficarem de portas abertas o dia todo , assim diminui as filas , comércio aberto vê exencial para a vida da cidade ,

    6 1 Responder

    Rdnjgf - 2 semanas, 2 dias atrás

    Melhor comentário ???????????? a UPA da Marabá deveria funcionar tbm , fizeram a UPA lá naquele fim de mundo , longe p maioria das pessoas que mais precisam.

    3 1

  • AUTORIDADE | 2 semanas, 3 dias atrás

    Vejo falta de comando na cidade, e falta de autoridade pelo administrador. Comando do 15°BPM o qual município e população contribuem seguer se prestou a ajudar e colaborar nas barreiras sanitárias. Nas ruas onde o administrativo da PM, Agentes, Funcionários, logistas (interessados) deveriam obrigar o distanciamento, uso mascaras, aglomeração nas lotericas, Lagoa Grande, Bairro Califórnia, e outros não colaboram, festas, reuniões, churrascos o que mais se vê. Resumo...O MP, MPF vão fechar na marra o comércio por causa de pessoas inconsequentes na rua sem proteção, vão onerar a economia e a saude alem deixar familias em luto. CULPA DO PROPRIO MORADOR DA CIDADE.

    12 7 Responder

  • Especialista | 2 semanas, 3 dias atrás

    Se o prefeito manter o comercio aberto e morrer muitas pessoas vão falar que ele é responsável pelas mortes, se ele fechar e não morrer ninguém, todos vão falar, ou seja se ficar o bicho come de correr o bicho pega, e as pessoas que estão falando que é apenas uma gripe é porque não perdeu ninguém importante pra covid,. Tem mais as campanhas falam em isolamento, o povo esta achando que esta de férias andando, aglomerando sem pensar em ninguém ai depois culpa a prefeitira, o governador e rede publica de saúde, mais ficar quieto em casa não ficam. Difícil agradar o povo.

    19 4 Responder

  • Patos sem passeio pra gente andar | 2 semanas, 3 dias atrás

    Mas esses prefeito já tinha q ter preocupado a muitos anos que patos atende a região e o regional só com 10 CTI , q prefeitura lenta e essa

    6 6 Responder

    Maria - 2 semanas, 2 dias atrás

    Novidade. No país inteiro é assim..mas quando fala em privatização povo pula alto sem parar pra raciocinar. Se privatiza e avre o mercado de saúde para livre competição os preços abaixam e as condições de acesso faicilitam, como em tudo que tem livre mercado. TODO POBRE HOJE TEM CELULAR NÉ? Consequência do livre mercado. Tem de todo preço, de toda qualidade, com todo tipo de condição de pagamento e a pessoa é livre para escolher. O acesso fica fácil.

    0 0

  • Felipe | 2 semanas, 3 dias atrás

    E a DENGUE?? Cidade está abandonada. Dengue espalha. Não tem campanha de limpeza, fumacê, nada....

    11 8 Responder

  • Pirilampo | 2 semanas, 3 dias atrás

    Essa epidemia fez entender uma coisa, o povo prefere morrer com dinheiro do que viver sem ele. É isso, abre tudo e deixa eles morrerem, e sem dinheiro, porque ninguém vai em comércio sabendo que pode se contaminar e levar pros entes queridos.

    12 5 Responder

  • Luís Antônio | 2 semanas, 3 dias atrás

    Carlos Rezende secretário de saúde de Patos de Minas, o caso é de chorar viu, quem é Carlos Rezende? Qual sua formação? Que eu saiba ele não é médico, então, como ele foi nomeado secretário de saúde? Faça me rir, ou melhor, é de chorar. Administração de incompetentes.

    12 7 Responder

  • Alguem | 2 semanas, 3 dias atrás

    Vc esta a frente a um mês,mas a covid 19 esta ja faz cinco meses aqui,cadê a prestação de contas?o que foi feito?

    12 5 Responder

carregar mais comentários