349669 2216 Ok
Cemil 2017
Postado em 14/06/2017
Compartilhe:

Samu Regional depende dos Governos Estadual e Federal para começar a funcionar em Patos

A Superintendência Regional de Saúde acredita que o funcionamento pode começar no início de 2018.

Antigo Mini Hospital. ( Foto: Arquivo Patos Hoje )

O Samu Regional já era para estar funcionando em Patos de Minas e em mais 32 municípios da região Noroeste de Minas Gerais. A primeira reunião ocorreu em 1 de março de 2014 e a expectativa inicial era de que o funcionamento ocorresse em 18 meses. O Consórcio dos Municípios foi montado, a sede do órgão definida, mas a instalação ainda depende de recursos do Estado e da União. A Superintendência Regional de Saúde acredita que o funcionamento pode começar no início de 2018.

De acordo com Lindomar Babilônia, Superintendente Regional de Saúde, após a instalação do Samu Regional na região Centro-Oeste, tendo como sede a cidade de Divinópolis, na semana passada, ele acredita que a região de Patos de Minas pode ser a próxima a ser contemplada. Lindomar contou que haverá uma reunião com o Governador Fernando Pimentel em julho na cidade de João Pinheiro, onde poderá ser definida a situação. “A questão principal é o Governo do Estado, mas depende também do Governo Federal”, afirmou.

O governo estadual deverá arcar com cerca de R$6 milhões para a compra de equipamentos. “Um equipamento, a parede de vídeo (videowall) custa em torno de R$990 mil”, afirmou. Além destes recursos, a maior parte para custeio também ficará por conta do estado. “O governo estadual pagará R$1,25, o Governo Federal R$0,50 e os municípios R$0,25 per capita”, informou. E destacou uma situação positiva. “Como a região Noroeste possui cerca de 650 mil pessoas, a menor, esta será a mais barata para o estado”, ressaltou.

Ele disse que o atraso aconteceu principalmente por causa da crise e um problema ocorrido na região de Varginha, onde o estado teve que pagar sozinho o funcionamento do Samu Regional por um bom período. Ele acredita que a instalação possa acontecer até o início de 2018 e destacou os benefícios para toda a população. “Além de levar o atendimento do Samu para outras cidades, a regionalização deve garantir mais recursos para a rede hospitalar de Patos de Minas o que vai beneficiar não só o atendimento de urgência e emergência”, frisou.

O superintendente informou ainda que a sede do Samu Regional já foi definida, devendo ficar em parte de onde funcionava o Mini Hospital na Avenida Marabá. A base do serviço deve continuar no Hospital Universitário do Unipam. Ele contou que, por conta dos municípios, está tudo acertado, inclusive dizendo que o consórcio municipal já possui dinheiro em caixa para o início do funcionamento. “Atualmente, o aporte financeiro acontece em rede. O Samu Regional será um grande benefício para todos de Patos de Minas e região”, concluiu. A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Patos de Minas informou que o município aderiu ao convênio e está empenhada em promover a instalação do Samu Regional.

Autor: Farley Rocha

Nego Duro - Rodapé Notícias
Postado em 14/06/2017
Compartilhe:

20 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Complicado | 1 semana, 5 dias atrás

    Pode triplicar o espaço fisico do prédio do regional , e dobre o número de funcionários porque aquilo ali vai virar um caos eminente.

    2 1 Responder

  • Bruna | 1 semana, 5 dias atrás

    Vai ter que colocar doentes no teto do hospital regional, la não cabe msis nada o pronto socorro tem leito de fora a fora no corredor.

    2 1 Responder

  • Patense | 1 semana, 5 dias atrás

    Aí ferrou, pq não temos deputados para articularem os processos.

    2 0 Responder

  • Gestor | 1 semana, 5 dias atrás

    Acredito nos benefícios que o SAMU regional proporcionaria a toda região, porém não é e nem será a solução para um atendimento eficiente. Pelo que se percebe caberia apenas as ambulâncias do SAMU percorrerem a região captando pacientes e aglomerando-as no HRAD, porque não vejo outro município e hospital com condições técnicas capazes de assumir tal responsabilidade. O que seria sim necessário e de extrema necessidade é a construção de um outro hospital de grande porte que atenda toda a região e desafogue a demanda no HRAD, mas nessa crise e com os atuais governos federal e estadual chega a ser uma epifania, pois sem dinheiro sabe-se que não se faz nada.Valeria muito mais a pena uma parceria com o corpo de bombeiros que diga-se de passagem realiza um excelente trabalho.

    5 1 Responder

    alexandre - 1 semana atrás

    É uma rede regional de urgencia e emergencia. O HRAD é apenas um dos pontos de atençao, sendo que o HRAD ja veio sendo preparado com recursos atraves do PRO HOSP e continuará recebendo beneficios justamente para ser referencia regional. Alias, passou da hora de patos de minas ter um hospital municipal.

    0 0

  • Lagoense feliz | 1 semana, 5 dias atrás

    Na Minha modesta opinião, o brasileiro tem que parar de se bocó pois os políticos estão pouco se lixando para a saúde pública, pois estão interessados é em roubar o dinheiro público e viajar para a Europa e torrar o dinheiro que pagamos através dos impostos. Este Samu regional não Será inaugurado em 2018 e nem 2030 pois os nossos políticos tão bem aí ai pra pobres não é pior que uns trouxas ainda aceitam receber apertos e tapinhas falsos nas costas em época de política. Jsf

    3 0 Responder

    AMIGO - 1 semana, 5 dias atrás

    Desta vez tenho que concordar com você, pela primeira vez você fez um comentário que faz sentido. Continue assim.

    3 0

  • POIZEH | 1 semana, 5 dias atrás

    COMO VAI FUNCIONAR SE O GOVERNO DO PT EM MINAS QUER VENDER ATÉ O HOSPITAL REGIONAL??? DUVIDO ATÉ QUE O DINHEIRO VÁ PARA OS COFRES DO ERÁRIO. ONDE ESTÁ O DINHEIRO DAS PRIVATIZAÇÕES FEITAS POR FHC??????

    3 0 Responder

    ... - 1 semana, 5 dias atrás

    Coitado ainda está pensando no dinheiro das privatizações do governo FHC. E vender o Hospital Regional é apenas boato.

    0 2

    lucas - 1 semana, 5 dias atrás

    Não é apenas boato não, o governo do estado esta avaliando vender sim vários imóveis que pertence ao estado para tentar reduzir a dívida e começar a pagar aluguel. Diga-se de passagem uma idéia um tanto idiota mas... que é verdade é! Trabalho la dentro.

    0 0

  • Sincero | 1 semana, 5 dias atrás

    Incrível, depender do governo e osso, eles fazem o que querem com a população, tomará que agente saiba votar em 2018 :facepunch:

    3 0 Responder

  • Selma | 1 semana, 5 dias atrás

    Só querem colocar ambulância na rua. Hospitais se estão ruins, vai piorar mais ainda. gente vai morrer. quero ver quem vai pagar a conta desse serviço caro e ineficiente. o prefeito estará assinando sua sentença de morte participando disso. No sul de minas mais de 60 prefeituras já saíram fora. Vejam no link: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2017/02/municipios-devem-r-2-milhoes-para-consorcio-que-administra-o-samu.html

    5 0 Responder

  • Aloísio | 1 semana, 5 dias atrás

    E o convênio com os bombeiros? tava ótimo.

    3 2 Responder

    Piada - 1 semana, 5 dias atrás

    Colocar um soldado pra dar voltinha na ambulância, isso é convênio?? Prefeitura de Patos não tem q abastecer viatura de bombeiro não, isso é responsabilidade do Estado... Sem contar no atraso q as vítimas tinha no atendimento com esse convênio, essas ocorrência que eles tem q fazer demorava 1 hora, e o paciente ficava sentindo dor dentro da ambulância, esperando bombeiro pegar nome até dos cachorros das vítimas... Só o doido do Pedro Lucas aceitou isso, agora tem um perfeito de caráter, sabe q isso não é viável para população... Engolem o choro bms kkk

    1 0

  • Lima | 1 semana, 6 dias atrás

    Não precisa. Invistam nos bombeiros militares. Mais barato, eficiente e não faz greve da saúde.

    7 5 Responder

    Realidade - 1 semana, 5 dias atrás

    Bombeiro é para apagar fogo, eles não sabe o que é entubar paciente, não sabe por onde passou pegar um acesso central, não conhece hipoglicemia, enfim sabem cortar árvores e apagar fogo no mato..já os de patos nem viatura tem, nem efetivo tem.

    2 0

carregar mais comentários