Produção de leite garante renda no campo e mantém Patos de Minas como destaque nacional

Além disso, a impressionante produção de leite mantém Patos de Minas como destaque nacional.

publicado em 20/10/2020, por Maurício Rocha


Entre os 10 maiores produtores de leite do país, Patos de Minas foi o único município a apresentar aumento na produção.

A pecuária leiteira tem papel fundamental na economia de Patos de Minas. A atividade garante o sustento de dezenas de produtores rurais e mantém ativa a indústria do laticínio que gera centenas de empregos. Além disso, a impressionante produção de leite mantém Patos de Minas como destaque nacional.

Pesquisa Pecuária Municipal (PPM) 2019, divulgada na última semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que Patos de Minas manteve a segunda colocação entre os maiores produtores de leite do país. O município apresentou crescimento de 1,5% na produção e alcançou a marca de 195,8 milhões de litros em 2019. 

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

Entre os 10 maiores produtores de leite do país, Patos de Minas foi o único município a apresentar aumento na produção. O município de Castro no Estado do Paraná apresentou redução de 4,5% na produção, mas manteve a liderança nacional de produtividade de leite, alcançando a marca de 280 milhões de litros. 

Minas Gerais continuou sendo o maior produtor de leite do país, com  cerca de 9 bilhões de litros, o dobro do segundo colocado que é o Paraná. A região tem papel importante neste resultado. Além de Patos de Minas que é o maior produtor de leite do Estado e  segundo no ranking nacional, também estão na lista dos maiores produtores de Minas os municípios de Ibiá (2º), Unaí (3º), Patrocínio (4º) e Coromandel (9º). 

O presidente da Coopatos, José Francelino, que também é um dos maiores produtores de leite do país, destacou a importância da atividade para a região. “É uma atividade que tem o poder de fixar o homem no campo com mais intensidade. É uma atividade explorada em sua maioria em regime de agricultura familiar e de pequenas propriedades,  enfim é uma importância enorme para a questão social e econômica. Apesar das dificuldades e desafios, ter a vocação para a atividade leiteira é um privilégio da região porque reduz o desemprego, aumenta a renda, aumenta qualidade de vida, realmente é algo muito importante”, concluiu.

Imagens atualizado em 20/10/2020 • 8 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 20/10/2020
Compartilhe:

18 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • SAILE | 1 mês atrás

    É com tantos litros de leite, ainda querem barrar o laticínio que iria lá pra Santana de patos é broca viu

    0 0 Responder

  • Jacinta | 1 mês, 1 semana atrás

    Vacas sem chifres, bem diferente do dono.

    1 1 Responder

  • Roceiro | 1 mês, 1 semana atrás

    Senti falta das fotos das vacas no pasto. Menor custo de produção.... Vaca em barracão alto custo e sobra pouco dinheiro.

    0 0 Responder

  • Mimosa | 1 mês, 1 semana atrás

    A reportagem está cheia de fotos dos eleitores do Bolsonaro e do Lula. Incrível!!!

    0 1 Responder

  • Eu | 1 mês, 1 semana atrás

    Grande coisa,o leite ,a mussarela e todos os derivados do leite estão com os preços nas alturas e parece que não que não vão abaixar tão fácil, uns ganham e os consumidores se lascar!



    4 2 Responder

  • Filipi | 1 mês, 1 semana atrás

    Óia só, sô! Que trêim mais bunito vê os bixom cumeno que só, tá tudo bem tratado sim sinhô, carsuquê aqui na sinhá rossinha num tem vaca nem boi.

    0 3 Responder

  • Zé Bola | 1 mês, 1 semana atrás

    Será que não está sendo contado o leite dos municípios em redor de Patos mas que é entregado aqui para as cooperativas e para a Nestle?

    2 1 Responder

  • truck | 1 mês, 1 semana atrás

    Terra do milho e do leite se misturar fica muito bom.

    4 2 Responder

  • Fazendeiro | 1 mês, 1 semana atrás

    Destaque nacional, mas a realidade que vivemos com nossas estradas, os descasos de políticos e governantes, que não dão valor nos produtores, trabalhando de domingo a domingo, faça chuva e faça sol, só mostra a força que vem do agro. É época de política, talvez agora quem for entrar, possa olhar com carinho, pelo menos em arrumar nossas estradas, porque essa gestão de José Eustáquio e Cia, foi pífia, nem siquer passou uma máquina na nossa região..

    3 1 Responder

  • jacinto | 1 mês, 1 semana atrás

    o maior produtor de leite em nível nacional e vendendo leite a 4,75

    4 1 Responder

  • Forasteiro | 1 mês, 1 semana atrás

    Leite so ilusao escravo do laticinio e da fabrica de ração...produtor rural so fica com o serviço...

    1 0 Responder

  • Produtor | 1 mês, 1 semana atrás

    Agr só faltam os laticínios pagarem um valor adequado para o produtor não ficar no prejuízo

    4 0 Responder

  • PENSATIVO | 1 mês, 1 semana atrás

    Que legal!! Aumentou a produção, ajudou na economia. E a lei da oferta e da procura??? Se tem pouco o preço sobe, se tem muito o preço cai... Fui comprar um tipo de queijo em um supermercado e me deparei com o valor de R$59,90 o kilo... Ajudou so o produtor ficar um pouquinho, mais rico. Pq o pobre continua nao conseguir comprar um queijo diferente 1 vez no ano...

    4 3 Responder

    Maria - 1 mês, 1 semana atrás

    Consertando seu comentário "ajudando o laticínio e o atravessador a ficarem um pouquinho mais rico." Porque pode ter certeza o que menos ganha é o produtor...

    2 0

  • Beda Venerável | 1 mês, 1 semana atrás

    :rage: :rage:A coopatos retirou o leite desnatado de circulação desde o início da pandemia. Quem toma remédio forte para colesterol, ou quem é cardiopata não pode ficar tomando leite gordo! Coopatos, por favor, retorne com o leite desnatado. É caso de saúde pública!! :rage:

    13 8 Responder

    . - 1 mês, 1 semana atrás

    compra CEMIL

    0 0

    Éric - 1 mês, 1 semana atrás

    Fica firme, coopatos pois há um leite de outra marca atuando aqui em Patos e o produto tem tido excelente aceitação pelos consumidores.

    2 0

    Alimentos - 1 mês, 1 semana atrás

    Leite desnatado não tem saída no mercado... não vende. É por isso que estão fabricando pouco.

    1 0

carregar mais comentários