349669 2216 Ok
Baile do Hawaii
Publicado em 11/07/2017
Compartilhe:

Procon notifica empresas de ônibus que operam na rodoviária de Patos de Minas

O órgão pretende verificar se está havendo o cumprimento da política de gratuidade e descontos na venda de passagens para idosos.

Rafael Godinho Nogueira - Coordenador do Procon.

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de Patos de Minas (Procon) abriu, ontem (11), um Procedimento de Investigação para apurar a conduta das empresas de ônibus que operam no Terminal Rodoviário José Rangel. A ação se deu depois que o órgão recebeu algumas reclamações de idosos que denunciaram o não comprimento da política de gratuidade e descontos na venda de passagens, como regulamenta o Decreto nº 5.934, de 18 de outubro de 2006.

Para apurar a denúncia, o coordenador do Procon, Rafael Godinho Nogueira, instaurou a Investigação n°01/2017, cujo primeiro passo consiste na solicitação, junto às empresas que operam no Terminal Rodoviário de Patos de Minas, de série de documentos relacionados à comercialização das passagens, principalmente, àquelas destinadas aos idosos. A notificação foi entregue às onze empresas que fazem o transporte interestadual e intermunicipal em Patos de Minas, sendo concedido o prazo de dez dias úteis para resposta.

De acordo com o decreto, o passageiro que for idoso e que tiver renda máxima de até dois salários mínimos, pode viajar gratuitamente ou obter 50% de desconto no preço do bilhete de passagem. Cada ônibus é obrigado, pela legislação, a conceder duas passagens gratuitas a idosos. A lei não determina, no entanto, quantas passagens terão o desconto de 50%. Para utilizar o benefício, o interessado deve solicitar a reserva do Bilhete de Viagem do Idoso, diretamente nos pontos de venda da transportadora com, no mínimo, três horas de antecedência da data da viagem, contados do horário previsto para a partida do veículo, mediante a apresentação do RG, CPF e comprovante de renda.

Já para a concessão do desconto de 50% do valor da passagem, o idoso deverá comprar o bilhete com antecedência de, no máximo, seis horas, para viagens de até 500 km, ou de doze horas, para viagens acima de 500 km de distância. Vale ressaltar que não estão incluídas no benefício as tarifas de pedágio e de utilização dos terminais e as despesas com alimentação.

As penas para as empresas que não cumprirem as normas variam entre advertência, multa, suspensão, cassação, declaração de inidoneidade e perca do veículo. Por enquanto, o processo está em fase de investigação e, caso se comprove o descumprimento, o Procon tomará as medidas necessária de defesa do consumidor, previstas na lei.

Fonte: Ascom Patos de Minas

Rovan - Super Banner Rodape - inicio 11-07-17
Postado em 11/07/2017
Compartilhe:

6 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • duvida | 2 meses, 1 semana atrás

    Essa gratuidade da passagem e só interestadual ....me falaram que pra dentro do estado tbem tem direito....verdade ou mentira ....muita gente nao sabe?

    3 0 Responder

  • Consumidora | 2 meses, 1 semana atrás

    Quando ocorre algum problema que é necessário recorrer ao Procon, é fundamental a persistência e insistência. Eles resolvem, porém o caminho é árduo e demorado, por isso muitas vezes as pessoas não se conseguem os seus direitos, por desistir. Falo isso como consumidora, depois de longos 03 meses tive meu problema resolvido.

    18 0 Responder

  • Suputuba | 2 meses, 1 semana atrás

    Investigação 01/2017? Isso mostra que esta é a primeira atuação do PROCON dentre milhares de reclamações.

    9 16 Responder

    ATENÇÃO - 2 meses, 1 semana atrás

    Processo de investigação não é reclamação!! As reclamações são feitas por notificações, eu já perguntei eles uma vez.

    15 0

  • Marcelo | 2 meses, 1 semana atrás

    Esse Procon é... um dia desses fui lá fazer uma reclamação de uma compra que fiz em uma loja grande aqui em patos . Como loja e grande de conhecida eles falou q loja era parceiro deles é que eles não podia fazer protocolo q reclamação não porque loja e parceiro deles (ou seja se loja e parceiro deles eles não pode ajudar se fosse uma loja que não tem nome eles ligava lá e tinha resolver na HR para o consumidor )tudo farinha do mesmo saco esse Procon

    28 22 Responder

    CONSUMIDORA ATIVA - 2 meses, 1 semana atrás

    MARCELO, ACHO QUE VOCÊ ENTENDEU ERRADO! UMA VEZ FUI ATÉ O PROCON E MEU PROBLEMA FOI RESOLVIDO JUSTAMENTE PQ A EMPRESA ERA PARCEIRA E FOI ATÉ O PROCON PARA JUNTAMENTE COMIGO RESOLVERMOS O PROBLEMA QUE EU TINHA. RESOLVER NA HORA? O MUNDO NÃO TEM SÓ VOCÊ COM PROBLEMA PARA SER RESOLVIDO!

    15 1