Patenses sofrem com superlotação da UPA e pedem providências urgentes em Patos de Minas

Outras pessoas esperam atendimento desde as 05h00 e não sabem até que horas ficarão aguardando.

publicado em 05/04/2019, por Maurício Fernandes


O sistema operacional da unidade de saúde ficou fora do ar durante toda a manhã.

Nossa equipe de reportagem foi até a Unidade de Pronto Atendimento na tarde desta sexta-feira (05) e registrou a situação em que se encontrava o local. Algumas pessoas estão sentadas no chão, pois não há espaço dentro da unidade hospitalar. Outras pessoas esperam atendimento desde as 05h00 e não sabem até que horas ficarão aguardando.

A reportagem do Patos Hoje conversou com vários pacientes em relação ao atendimento na UPA do Bairro Jardim Peluzzo. Nós chegamos ao local por volta de 13h00 e registramos dezenas de pessoas do lado de fora, pois não havia mais espaço dentro da unidade. Cadeiras de bares vizinhos foram usados pelos pacientes. Uma paciente disse à nossa reportagem que se a antiga UPA da Avenida Marabá não tivesse sido fechada, nada disto estaria acontecendo.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Actual Hospital - Especial Notícias

Havia uma grande movimentação do lado de fora e no interior da UPA, além de não ter mais assentos disponíveis, uma grande fila se formou no balcão da recepção. Um motorista de aplicativo disse, em conversa com o Patos Hoje, que chegou à unidade com a irmã doente e aguarda atendimento desde às 05h00. Segundo ele, a irmã foi chamada apenas para a triagem e desde então esperam pelo atendimento médico.

Outra reclamação dos pacientes é que o sistema operacional da unidade de saúde ficou fora do ar durante toda a manhã, impossibilitando que as pessoas pudessem realizar seus cadastros e preencher suas fichas. Os pacientes reclamaram também da forma grosseira com que são tratados pelos trabalhadores do local, principalmente pela equipe de vigilância. Nós entramos em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal que respondeu com a seguinte nota:

“A demora no atendimento pode se dever a vários fatores. Um deles é a triagem pelo Protocolo de Manchester, que organiza a fila de atendimento de acordo com as emergências e urgências. A UPA porte VIII atual é a mesma da Marabá, que só mudou de endereço para um local maior, mas bem equipado e mais apropriado. O prédio aonde era a antiga UPA Marabá hoje abriga outros serviços de saúde, a dizer Clínica de Reabilitação Totó Veloso, que em breve será transferida para o CER II, e está havendo reforma de outra parte para abrigar o CAPS.

Sobre a queda dos servidores, a Assessoria da Prefeitura disse que houve uma atualização do servidor do sistema Vivver. E que às 09h30 tudo já estava funcionando normalmente. Quanto aos relatos de grosseiria por parte dos funcionários, a assessoria disse que repassou a informação para o setor de RH e que será tomada as devidas providências.”

Imagens atualizado em 05/04/2019 • 17 fotos

Autor: Maurício Fernandes Postado em 05/04/2019
Compartilhe:

58 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • CEBOLINHA | 5 meses, 1 semana atrás

    ACHANDO RUIM AQUI? VÁ PARA AS UAIS EM UBERLANDIA E AÍ VERÃO O QUE É ESPERA E SUPERLOTAÇÃO.

    0 0 Responder

  • Taquim | 5 meses, 1 semana atrás

    Queria ter sido feito de aço pra não pisar naquele lugar

    1 0 Responder

  • Luis | 5 meses, 1 semana atrás

    As super lotação o erro está na secretaria de saúde.Devido forma de contratação dos médicos. E possivel um médico trabalhar 36 horas.Ai vocês vê a ingerência do município em fazer um contrato com essa carga horária de trabalho.Cade o ministério público o ministério do trabalho.

    2 0 Responder

    Barbosa - 5 meses, 1 semana atrás

    Você não sabe nem o que está falando! Médico tem contrato de 24 horas semanais!

    2 1

  • Zé pequeno do consumidor | 5 meses, 2 semanas atrás

    Na minha opinião , o povo é muito ingrato . Temos uma unidade de pronto atendimento , somos muito bem atendidos . A população patense é muito irracional , não sabem esperar um atendimento , não tem paciência . Todos deveriam pensar que a Upa atende toda a região que abrange outros municípios e que não temos suporte para aguentar tanta gente . Primeiro , à UPA ( unidade de pronto atendimento ) foi projeta para atender emergência e urgência e não dor a três meses e pessoas que vão consultar para pegar atestado e não ir ao trabalho . Segundo , se vocês estão reclamando do atendimento da Upa , pague uma consulta particular . Enfim , vamos ter mais compreensão e se queremos mudança vamos falar com quem realmente vai nos ajudar a mudar nosso sistema de saúde e não reclamar do serviço público .

    8 4 Responder

    Real - 5 meses, 1 semana atrás

    Nunca precisou ser atendida na UPA

    1 5

  • Cacilda | 5 meses, 2 semanas atrás

    Anem o povo de Patos é tão chik essas filas horríveis de UPA não combina com eles, que feio , o prefeito deveria colocar mais cadeiras e colchonetes para o pessoal esperar de forma mais confortável, ops e distribuir cafezinho com bolacha ....

    8 0 Responder

  • contador | 5 meses, 2 semanas atrás

    O valor gasto com a upa é o mesmo que é gasto com a camara de vereadores.. Por isso a saude esta como esta. Se nao mexer na constituição e mudar isso nao tem solução.

    4 0 Responder

  • Realista e bem informada | 5 meses, 2 semanas atrás

    Ainda temos sorte que a nossa Prefeitura é séria, está bancando a UPA sozinha sem dinheiro do Estado e Federal desde 2015. Várias prefeituras já fecharam suas emergências. Não adianta falar do prefeito e defender o governo federal que foi o grande responsável pelo corte de verbas na saúde e educação. Bem vindos aos anos 70, 80 e 90!!!!!

    5 3 Responder

    Creuza - 5 meses, 1 semana atrás

    Tem que bancar mesmo uma mísera UPA , o município deveria ter um hospital MUNICIPAL, o município nada faz pela saúde, só mama nas tetas do hospital Regional.

    3 0

  • Triste | 5 meses, 2 semanas atrás

    Misericórdia!!!!!O pobre não pode nem ficar doente ,que só de pensar em ir pra upa ele morre de desgosto

    2 0 Responder

  • Lia | 5 meses, 2 semanas atrás

    O povo tem o prefeito que merece.Zé Estaca, O prefeito das multas...

    3 2 Responder

  • Mf | 5 meses, 2 semanas atrás

    Mais de semana q nao tem pediatra, fiquei 6 horas com meu filho doente la ontem

    2 1 Responder

carregar mais comentários