Patenses são homenageados com medalhas da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira

A OCIM é uma das mais antigas organizações não governamentais do país e segue os princípios da Ordem dos Cavaleiros Hospitalares de Vila Rica, que em 1789 deu origem a Inconfidência Mineira.

publicado em 07/05/2018, por Maurício Rocha


 Homens e mulheres, civis e militares que prestaram serviços à história, a cultura e a sociedade receberam medalhas e diplomas.

A Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira inaugurou suas atividades no último sábado (05) em Patos de Minas com uma noite de homenagens. Homens e mulheres, civis e militares que prestaram serviços à história, a cultura e a sociedade receberam medalhas e diplomas. Júlio Cesar Vilela, capitão da Polícia Militar, foi empossado como representante da ordem na cidade.

A Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira é uma instituição cívica, filantrópica e cultural que tem na Inconfidência Mineira o pilar do seu objetivo social. A OCIM é uma das mais antigas organizações não governamentais do país e segue os princípios da Ordem dos Cavaleiros Hospitalares de Vila Rica, que em 1789 deu origem a Inconfidência Mineira.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Atualmente, a Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira se dedica para promover a paz, a cidadania e justiça social. Em sua filantropia arrecada e distribui roupas, remédios, cestas básicas, apoio residencial, apoio a deficientes e operações emergenciais. Entre as ações mais expressivas está a construção de um hospital de 25 mil metros quadrados que estava abandonado na região metropolitana de Belo Horizonte.

Além de promover ações de filantropia, a OCIM também reconhece trabalhos sociais feitos por pessoas físicas e jurídicas. No âmbito militar, por exemplo, é quesito importante no curriculum. No âmbito civil tem o conceito e o respeito de toda sociedade como o “dever cumprido” enquanto cidadão de bem.

Em Patos de Minas, a Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira agraciou pessoas da comunidade com a Medalha da Vitória e com a Medalha da Conquista. O reitor do Centro Universitário de Patos de Minas, Milton Roberto de Castro Teixeira, falou em nome dos homenageados e destacou a importância das ações desenvolvidas pela OCIM neste momento difícil em que o país está enfrentando.

Imagens atualizado em 07/05/2018 • 127 fotos

Autor: Maurício Rocha Postado em 07/05/2018
Compartilhe:

11 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Realidade nua e crua | 1 ano, 6 meses atrás

    Só vi Puxa-Saco e Baba-Ovo nesse evento. Impressionante.

    2 0 Responder

  • QUEM AJUDA NÃO PRECISA APARECER | 1 ano, 6 meses atrás

    Quem quer ajudar não precisa desse tipo de espetáculo é ainda chamar a imprensa. Lamentável.

    3 0 Responder

  • Jairo Brandão Areal | 1 ano, 6 meses atrás

    Quero parabenizar a todas estas pessoas que fazem parte desta instituição e dizer que nesse mundo se meu "DEUS" ,ainda tem pessoas do bem.Não esmoreça, perseverar sempre . Um TFA. á todos. Jairo B.Areal-Carangola-MG.

    0 3 Responder

  • "Omenageado" | 1 ano, 6 meses atrás

    Putz!!! Tem muita gente boa aí, mas tem cada mala...!

    6 3 Responder

  • CEBOLINHA | 1 ano, 6 meses atrás

    Quem estuda historia em busca da verdade, sabe que Tiradentes foi um impostor, FAKE HERO, desenharam pra ele uma imagem parecida com a de jesus cristo e o tornaram martir sem o ser! Não passou de um alferes que efetivamente participou da conjuração mineira, mas nada alem disso! Virou herói porque os demais foram degredados e ele foi escolhido por D Maria I, rainha de portugal, para ser enforcado e esquartejado, nada mais do que isso!

    7 8 Responder

  • maria Beatriz Portugal | 1 ano, 6 meses atrás

    sei de pessoas que praticam caridade a vida toda , ajuda sem querer nada em troca ,doam tempo que muitas das vezes nem tem em proo de terceiros e , nunca são lembrados por ninguém .já outras só porque são de alguma entidade publica e ,recebem muito bem um salario , muitas vezes por um serviço que é de sua obrigação e mal executado e, vivem ganhando homenagens e medalhas a troco de nada .prefiro seguir meus conceitos de que valores se deve ter pra quem realmente merece .

    39 5 Responder

    aaa - 1 ano, 6 meses atrás

    E você conhece todas essas pessoas, sabe o que elas fazem? Julga se são ou não merecedoras? Certamente que há pessoas que merecem e não foram homenageadas, contudo desmerecer as que foram seria uma injustiça.

    6 19

    Desordem e Regresso - 1 ano, 6 meses atrás

    Tudo politicagem, nada mais que isso.

    2 1

  • Parabéns | 1 ano, 6 meses atrás

    OS QUE CONHEÇO É O QUE TEM DE MELHOR NESSA CIDADE.

    12 9 Responder

  • Sr. Verdade | 1 ano, 6 meses atrás

    Um monte de cara rico dando medalhas pra gente rica que não faz nada de mais além de serem ricos e terem status

    37 5 Responder

  • filosofo | 1 ano, 6 meses atrás

    Uai...cade os nomes dos homenageados???

    23 3 Responder