Mulher atropelada por moto no bairro Jardim Peluzzo não resiste e morre no Hospital Regional

O condutor da motocicleta de 22 anos teve escoriações pelo corpo e corte no rosto.

publicado em 26/06/2019, por Maurício Rocha


O acidente foi na rua Aragão.

A mulher que foi atropelada por um motociclista no início da noite dessa terça-feira (25) no bairro Jardim Peluzzo em Patos de Minas não resistiu aos ferimentos e morreu nesta madrugada no Hospital Regional. Ela havia sofrimento ferimentos graves pelo corpo e traumatismo craniano. O condutor da motocicleta de 22 anos teve escoriações pelo corpo e corte no rosto.

O acidente foi na rua Aragão. O condutor da motocicleta, o entregador Lucas Peres Pacheco, de 22 anos, disse que seguia em direção à avenida Fátima Porto e, pouco depois de passar pelo cruzamento com a rua Marte, deparou com a idosa tentando atravessar a pista. Ele informou que ainda tentou desviar, mas que a mulher foi para o mesmo lado e os dois acabaram batendo.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

Com o impacto, a idosa foi arremessada ao solo e sofreu um traumatismo craniano. A reportagem do Patos Hoje esteve no local e encontrou muito sangue próximo ao meio fio. Maura das Graças de Souza foi levada às pressas para o Hospital Regional. Ela recebeu os primeiros cuidados, mas não resistiu aos ferimentos. O óbito foi confirmado por volta de 1h da madrugada desta quarta-feira (26).

A Polícia Militar registrou a ocorrência e acionou a perícia da Polícia Civil. Os trabalhos periciais feitos no local vão ajudar a elucidar as circunstâncias do acidente e o que de fato aconteceu. A motocicleta conduzida por Lucas Pacheco estava com a documentação regular e foi liberada para o proprietário.

O corpo de Maura das Graças foi encaminhado para o IML de Patos de Minas para ser constatada a causa da morte. É mais um acidente com vítima fatal registrado no perímetro urbano de Patos de Minas. Levantamento feito pelo Patos Hoje mostra que esta é a 9ª morte no trânsito somente neste primeiro semestre de 2019 na cidade. 

Autor: Maurício Rocha Postado em 26/06/2019
Compartilhe:

67 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Moradora da Aragão | 3 meses, 2 semanas atrás

    Quem mora aqui na rua sabe como ela é movimentada e a quantidade de buracos que a rua tem, bem no local do acidente tem um buraco enorme faz anos que ninguém achou relevante citar na reportagem, abaixo um pouco do local próximo a pizzaria Fique Cheio tem outro buraco que faz com que os carros esbarrem nos outros estacionados, a via é muito movimentada e tomar cuidado pra atravessar, certificar que não vem nenhum veículo é essencial para a segurança, não é o primeiro acidente e nem vai ser o último, infelizmente ocorreu uma fatalidade mas não acho justo julgar o rapaz que conduzia a moto, não foi culpa dele, se ele tivesse correndo tanto ela teria sido arremessada a uma distância muito maior, infelizmente foi uma fatalidade e eu tenho certeza que o rapaz deve estar bem sentido com o que ouve.

    2 0 Responder

  • Amor ao próximo ! | 3 meses, 2 semanas atrás

    não conheço esse motoqueiro nunca nem vir, mais nesse dia o acontecido foi com ele,e hoje ou amanhã pode ser comigo ou com qualquer um que esta aqui descriminando ele. Deus que abençoe e proteja a cada um de vocês que estão julgando o próximo. Pois tenho a certeza que nem a família da vitima e nem esse motoqueiro estão em um momento bom da vida. vamos respeitar a dor do próximo Por que esse dia foi ele e amanha pode ser um de nós !

    3 0 Responder

    Mônica Santos - 3 meses, 2 semanas atrás

    Isso é fato! No dia 10/02/17 Meu esposo faleceu em um acidente de trânsito em Uberlândia. O motorista não teve culpa do meu esposo Deus ter o chamado, mais vcs não imagina o quanto nós da família o condenava esse senhor por ter ocasionando este acidente. E quando foi o ano passado 2018 o meu cunhado irmão do meu esposo que também o criticava o senhor por ter atropelado meu esposo , se envolveu em um acidente na avenida maraba em patos de minas e infelizmente sem querer veio tirar a vida de dsuas pessoas em um acidente de carro, onde as vítimas estavam de moto. Isso é fato, não julguem, não fale mal do próximo. Porque amanhã realmente pode ser vc!

    6 0

  • Joao | 3 meses, 2 semanas atrás

    Se vocês soubessem a historia seis poderia falar alguma coisa.Mais se não sabe de nada

    2 0 Responder

  • Cacilda | 3 meses, 2 semanas atrás

    Não posso acreditar que esse motoqueiro homicida ainda está solto....

    4 11 Responder

    Joao - 3 meses, 2 semanas atrás

    Cala a boca

    5 0

    falo mesmo - 3 meses, 2 semanas atrás

    Se for assim ela e suicida atravessar sem olhar .... presta atenção nas coisas q vc fala

    1 0

  • Creuza | 3 meses, 2 semanas atrás

    Esse motoqueiro cometeu HOMICÍDIO DOLOSO , cadeia nele......

    5 11 Responder

  • realidade | 3 meses, 2 semanas atrás

    Estava no local do acidente e vi quando tudo aconteceu, tem 3 quebra molas sequenciais e o motociclista estava passando pelo segundo, tinha o quebra mola, um buraco e ainda a senhora que atravessou do nada e sem olhar pro lado da moto, estava vindo um carro do outro lado. o motociclista estava na velocidade normal mas a senhora atravessou sem olhar, e no meu ponto de vista o que levou a causa da morte dela foi o fato dela bater a cabeça no meio fil. e infelizmente foi fatal. podemos falar que a maioria dos entregadores corre, mas esse estava na velocidade normal no momento do acidente. e vamos para de julgar pessoal, a gente nunca sabe o dia de amanhã, que Deus conforte a familia dela, e de saude ao motociclista. :pray:

    30 0 Responder

  • Cauteloso | 3 meses, 2 semanas atrás

    Falo com a consciência tranquila, sem sombra de dúvidas. Esses entregadores chamados de motoboy só andam acima da velocidade permitida pela via, e quando deparam com uma situação dessas é morte na certa, eles só tiram a carteira e pronto. Nunca ouviram falar em direção defensiva. Infelizmente não vai servir como lição, porque as penas são muito brandas nesse país.

    5 9 Responder

  • Carreira | 3 meses, 2 semanas atrás

    UAI mano engraçado q todo mundo fala a os motoboy e aquilo e aquilo outro ne mais na hora de pedir um lanchinho ou pede rpa entrega algo quer q chega logo na porta da casa se n tem oq fala tem q fika e calado se os motoboys parasse um dia sem fazer entrega nenhuma eu queria ver mano

    10 5 Responder

  • Marianne | 3 meses, 2 semanas atrás

    Eu ando de moto, não sou entregadora... faço tudo certo, ando no limite, tenho cnh nunca sofri nenhum acidente, mas não sofri por andar devagar. Porque os carros não tem respeito nenhum, não estou questionando se os entregadores andam ou não rápido, eu sei do que eu passo no dia a dia indo e voltando do trabalho, quantas vezes já passei aperto porque carro não deu seta, entrou com tudo, ou por entregadores que não param na parada, acham que só uma olhadinha basta... o erro não é só dos entregadores são de todos, parem de culpar uns aos outros e façam sua parte! Vocês deveriam começar pensar que podem tirar a vida de um pai ou mãe de família, de um filho... são vidas! Vão desestruturara uma família inteira por causa de alguns minutos.

    8 1 Responder

  • Ao vivo e a cores | 3 meses, 2 semanas atrás

    Uma fatalidade, um acidente que poderia ter sido evitado, geralmente estes entregadores correm ( não por maldade) para entregar o mais rápido possível, muitos não obedecem placas pare, semáforo, sabem do risco mas mesmo assim o fazem, mas muitas pessoas insistem em atravessar a rua sem olhar ou atravessam tentando ser mais rápido de que o veículo. Neste acidente, infelizmente o motociclista ( entregador) e a idosa se encontraram, e infelizmente deu no que deu, na minha opinião ambos estão errados, mas ambos não queriam isso, ambos sabiam do risco. Não adianta negar, se não haver uma educação, respeito e conhecimento dos riscos afim de concientizar, os acidentes continuarão. E por favor, não se apóiem na desculpa de que fazem isso pq o cliente exige rapidez e que o motorista é obrigado a parar de qualquer jeito e lugar para ceder passagem. Estamos falando de vidas humanas e isso não tem preço e não há ressuscitação, morreu já era, fica a dor.

    3 2 Responder

carregar mais comentários