Moradores da Casa da Promoção Humana relatam histórias de superação e revelam sonhos

Teve vários agradecimentos, troca de elogios e pedidos de perdão.

publicado em 08/11/2019, por Maurício Fernandes


Maria Luiza, Diretora de Proteção Social Especial e os abrigados da Casa de Promoção Humana.

Nossa reportagem foi até a Casa de Promoção Humana na tarde dessa quinta-feira (07) e conheceu a história de algumas pessoas que estão no local. São histórias de superação e de arrependimentos. Conhecemos também um pouco do trabalho que é feito na casa. Teve vários agradecimentos, troca de elogios e pedidos de perdão. Um dos atuais moradores da casa disse que o sonho é abraçar a mãe novamente.

A Casa de Promoção Humana funciona como uma espécie de abrigo para pessoas que não têm onde ficar. Na maioria das vezes, são migrantes que chegam à cidade e não têm dinheiro para pagar por uma hospedagem. A entidade é mantida por doações da comunidade e por verbas de subvenção do poder público. No conversamos com o Marcos Gonçalves de 33 anos que disse que a casa mudou sua vida. Segundo ele, quando já não lhe restava mais esperanças, ele encontrou uma oportunidade na casa de promoção humana.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Clinica Medic Imagem

“Eu perdi tudo o que eu tinha por causa das drogas e foi aqui, nesta casa, que consegui me recuperar e hoje eu sou outra pessoa”. Marquinho, como é carinhosamente chamado por todos na casa, contou que chegou o local pedindo ajuda e hoje está como coordenador do local.

Nós conversamos também com o Júlio César de Oliveira de 41 anos. Júlio contou que ficou muitos anos preso e também sofreu com o envolvimento com drogas. Ele contou que chegou na casa de promoção humana sem nenhum documento em mãos. Com a ajuda do pessoal da casa, ele conseguiu refazer os documentos e, o que mais chamou a atenção, é que Júlio possui CNH categoria D. Ele recebeu uma proposta de emprego em uma fazenda com promessa de tomar conta da frota de caminhões. Bastante emocionado, Júlio disse ainda que gostaria muito de abraçar a mãe e só não fez isso ainda por vergonha.

A casa de promoção humana recebeu também, um homem chamado Jorge Honondino Manoel de 58 anos. Ele possui certo distúrbio e o pessoal teve muito trabalho para conseguir se comunicar com ele. De acordo com a Diretora de Proteção Social Especial, Maria Luiza, quando Jorge chegou à casa, ela até pensou que ele fosse estrangeiro. “Nós não tínhamos nenhuma informação e também não conseguíamos compreender o que ele estava tentando dizer. Chegamos a pensar que ele fosse de outro país”. Maria contou que, após muita pesquisa e trabalho, conseguiu identifica-lo e aí sim deu início a buscas por sua família.

“A gente descobriu que ele é de Santa Catarina e que também passou em um abrigo por lá. Através disso, conseguimos o contato com a família dele e eles se recusam a recebê-lo de volta. Conversei com uma familiar e ela simplesmente ignorou minhas mensagens. Agora a gente está trabalhando para conseguir fazer com que ele volte para a terra dele”. Maria Luiza contou ainda que a casa é mantida pelo município e rebe doações da comunidade também. Ela aproveitou para agradecer a população e pedir para que todos tenham um olhar mais carinhoso para com as pessoas, pois todos merecem uma segunda chance.

Uma história que chamou muito a atenção da nossa reportagem foi a do Idelbrando Scuiziani de Souza de 42 anos. Depois que chegou à casa de promoção humana, Idelbrando conseguiu um emprego em uma pizzaria e essa semana, recebeu seu primeiro salário. “Eu vou poder encontrar um lugar pra eu recomeçar novamente, mas eu sempre vou vim aqui porque eu fiz grandes amigos.

Além disso, o homem ainda possui uma ferida no coração. Ele disse que seu maior sonho é reencontrar e abraçar novamente sua mãe. Idelbrando contou que aprontou bastante e que por isso a família o rejeitou. “Eu fiz muitas coisas erradas graças a assistência que a gente tem aqui, eu mudei. Eu quero muito olhar pra minha mãe, pedir perdão e dar um abraço nela” contou o rapaz com lágrimas nos olhos.

Autor: Maurício Fernandes Postado em 08/11/2019
Compartilhe:

35 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Gato escaldado | 5 dias, 5 horas atrás

    Huummn, sei não viu.Faz 5 anos que me mudei de Patos, mas conheço essas peças aí.Foi só bater o olho, tá na cara que Júlio César continua o mesmo ,o tal do Marquinho nem se fala, tudo conversa pra boi dormir.Pilantragem aí é mato. Cuidado.

    6 3 Responder

  • Mario | 5 dias, 13 horas atrás

    Deus abençoe essas pessoas que estão nesta causa,pois todos se diz consentido ,Mas ir e tomar a iniciativa são poucos que fazem.

    3 0 Responder

  • | 5 dias, 23 horas atrás

    Deus venha abençoar a vida de cada um deles e os coordenadores q tiveram essa iniciativa.pra julgar apontar tem milhões pra tomar uma iniciativa em poder ajudar o próximo não aparece um...tem nunca errou atire a primeira pedra...imagina esses q já está arrependidos q está emprega.imagina pra um patrão lendo tantos comentários maldosos...se não pode ajudar não atrapalha...Lembre_se gente quem pode e vai nos julgar é somente Deus...fico tão feliz em ver essas pessoas assim sendo acolhidas tendo a oportunidade de mudar... não importa se teve um recaída...o importante mesmo é teve a coragem de erguer.

    4 5 Responder

  • Papo reto | 6 dias atrás

    Kkkkkk tratando desses noi**dos nao trabalham porque nao quer fica pedindo dinheiro os outros para comprar pedra e usar ai mesmo na casa da.promoção

    9 3 Responder

  • Sirlene | 6 dias, 3 horas atrás

    Conheço o Deublando ótimo amigo torço muito por ele E pra todos que tão lá na casa

    3 0 Responder

  • O bao 6 dias, 6 horas atrás

    Comentário removido pelos leitores. Este comentário foi retirado porque recebeu 20 votos negativos a mais que os positivos.

    TOM ANUKU - 6 dias, 1 hora atrás

    Sabia que era peteba... seus comentários já o denunciava.

    1 2

    Debochador - 5 dias, 8 horas atrás

    Cala a boca bolsota, essa tática sua não funciona, querer se passar por gente, vc é fake igual os seus ídolos.

    2 0

  • Sincero | 6 dias, 6 horas atrás

    Sociedade e foda oportunidade para pai de família desempregado Ninguém quer dar agora esses aí só fica correndo atrás de drogas vai nois até os caminhões esse Marquinho até drogas aí ele vende é difícil

    15 5 Responder

    Maria - 6 dias, 5 horas atrás

    O pior viu esse marquinho e maior safado so fica lá no Cristo noiando e levando as novinhas pra fazer programas esse Julião tbm tudo Noia ladrão safado so vai pra casa promoção quando q descanso e alimentação tudo pilantra não tem e vergonha de falar q parou com as drogas

    11 0

  • Cadico | 6 dias, 8 horas atrás

    A imprensa deveria ter pesquisado melhor sobre essas pessoas antes de divulgar a matéria. Nem todos são apenas vítimas nessa turma... alguns aí são barra pesada mesmo.

    15 1 Responder

  • Triste | 6 dias, 11 horas atrás

    Abraça sua mãe Júlio, aproveita enquanto você pode,pois quando ela se for você vai ficar só no sonho e pode arrepender muito de não ter feito isso,abraça ela pede perdão e disse que você a ama,às vezes ela tá esperando isso de você a muito tempo. Faça isso o mais rápido possível!Que Deus em sua infinita bondade esteja com vocês .Parabéns aos responsáveis pela casa pelo gesto de humanidade e de amor ao próximo

    8 5 Responder

  • Santa do Quebec | 6 dias, 12 horas atrás

    Esse Júlio Cesar quer enganar quem? kkkk

    26 4 Responder

carregar mais comentários