Inflação tem maior nível para março em 4 anos e supera centro da meta em 12 meses

O índice acumulado em 12 meses passou a registrar avanço de 4,58 por cento

publicado em 10/04/2019,


A inflação oficial brasileira acelerou a alta com força em março e registrou o maior nível para o mês em quatro anos, levando o acumulado em 12 meses a superar o centro da meta oficial pela primeira vez desde outubro.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

Em março, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 0,75 por cento, depois de ter subido em fevereiro 0,43 por cento, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

Esse é o nível mais alto do índice desde junho de 2018 (1,26 por cento) e o mais forte para o mês de março desde a taxa de 1,32 por cento registrada em 2015.

Com isso, o índice acumulado em 12 meses passou a registrar avanço de 4,58 por cento, sobre 3,89 por cento no mês anterior, o que representa o maior nível desde fevereiro de 2017 (4,76 por cento).

Assim, o IPCA supera o centro da meta oficial de inflação do governo para 2019, de 4,25 por cento pelo IPCA, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos. É a primeira vez que isso acontece desde outubro do ano passado, quando o objetivo era de 4,5 por cento.

No mês passado, o Banco Central antecipou que a inflação acumulada em 12 meses deve atingir um pico em torno de abril ou maio, para depois recuar para patamar abaixo do centro da meta deste ano.

GASOLINA E TOMATE

Em março, a pressão veio de alimentos e transportes, que juntos representam 43 por cento das despesas das famílias e responderam por 80 por cento do índice do mês.

“O lado positivo da alta de março é que ela foi concentrada, e não espalhada. Isso mostra que ela pode ir e voltar. Temos que acompanhar o clima para os próximos meses”, disse o economista do IBGE Fernando Gonçalves.

Os preços de alimentação e bebidas aceleraram a alta a 1,37 por cento, de 0,78 por cento em fevereiro, com os alimentos para consumo no domicílio subindo 2,07 por cento e tomate (31,84 por cento por cento), batata-inglesa (21,11 por cento), feijão-carioca (12,93 por cento) e frutas (4,26 por cento) pesando.

Já os custos de transportes aumentaram 1,44 por cento em março, deixando para trás a queda de 0,34 por cento no mês anterior. O avanço de 3,49 por cento nos preços dos combustíveis foi o principal responsável pelo resultado, com a gasolina custando 2,88 por cento a mais.

A inflação de serviços, por sua vez, desacelerou levemente com taxa de 0,32 por cento, de 0,39 por cento em fevereiro.

Apesar da maior pressão em 12 meses, o cenário para a inflação é confortável, diante do quadro de recuperação lenta e gradual da economia e do mercado de trabalho ainda fraco, mantendo a perspectiva de manutenção dos juros básicos este ano.

Após manter a Selic na mínima histórica de 6,5 por cento, o BC indicou que, diante da retomada econômica abaixo do esperado, o balanço de riscos para a inflação passou a ter pesos iguais tanto para cima quanto para baixo, o que tirou o impedimento explícito que o BC vinha apontando para eventualmente diminuir os juros à frente.

A pesquisa Focus mais recente realizada pelo BC mostra que os economistas projetam alta do IPCA este ano de 3,90 por cento, indo a 4 por cento em 2020.

Fonte: Reuters

Postado em 10/04/2019
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Forasteiro | 2 meses atrás

    Ficar esperto povão este governo laranja tá propondo corrigir os salários dos beneficiários do INSS sem inflação ...Isto tá na reforma proposta ...

    0 0 Responder

  • O Debochador | 2 meses, 1 semana atrás

    Aos invejosos contra o Bolsonaro eu rebato: ele em 3 meses editou muitas propostas para o desenvolvimento do país em geral, mas os inconformados com tudo, alegam que ele só preocupa em tuitar nas redes sociais junto com o Carluxo bobagens. Mas ciente que não passa de intriga da oposição, permaneço contente. Agora inventaram que ele cedeu a Amazônia para os EUA, ora, será que esse povo burro não sabe que o Bolsonaro é consciente da riqueza da Amazônia ? Melhor Governo que o Capitão nunca teve. Ok ? às vezes vejo gente da alta intelectualidade dizer um absurdo: dizer queo Lula foi o Melhor de todos os tempos, vejam só ele não fez nada para os pobres nem pela saúde a não ser o SAMU , pela Educação não fez nada além de Universidades e Escolas. Nó precisamos é de proteção independente, de armas boas para mandar bala nos bandidos, bandido bom é bandido morto. Outra coisa, tirou os radares, para não perturbar o desenvolvimento da viajem, fica mais rápida e não aumenta o perigo nada. Outra boa coisa do nosso querido presidente, ele vai tentar aumentar validade da CNH para 10 anos, ele só pensa em coisa boa para o País.

    5 5 Responder