Escritora patense Liz Vecci lança romance com pacto entre casal de nunca mentir

Advogada tributarista, Liz Vecci de 43 anos nasceu no Hospital Vera Cruz, mas foi bem cedo morar em Goiânia/GO.

publicado em 19/11/2020, por Farley Rocha


Liz Vecci está lançando sua primeira obra literária.

A escritora patense Liz Vecci está lançando sua primeira obra literária. O livro Farol de Bill Baggs conta a história dos personagens André e Carol e, algumas vezes, coloca à prova a lealdade dentro do relacionamento. Advogada tributarista, Liz Vecci de 43 anos nasceu no Hospital Vera Cruz, mas foi bem cedo morar em Goiânia/GO. Os familiares ainda residem na Capital do Milho. 

Liz contou que, quando nasceu, a mãe já morava em Goiânia, mas a avó sempre morou em Patos de Minas, no Bairro Guanabara. “Eu e meus irmãos nascemos em Patos de Minas. Minha tia, Elisa Guedes, e meus sobrinhos, filhos do meu irmão, também moram em Patos de Minas”, ressaltou. A obra de 352 páginas é uma produção independente. 

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

“O Farol de Bill Baggs” é um romance com pano de fundo policial que traz a história de André e Carol, que traz situações em que a lealdade dentro de um relacionamento amoroso é colocada à prova. Lançado pela escritora Liz Vecci, a obra independente é rica em detalhes, com um texto bem próximo dos leitores. Aliás, leitoras, seu principal público.

O título remete ao cenário do Parque Estadual Bill Baggs Cape, em Key Biscayne, na Flórida (Estados Unidos), onde a autora visitou em 2019. O personagem André, policial civil, coleciona viagens realizadas durante sua carreira e compara os olhos da sua amada, Carol, com a cor da vegetação verde e palha misturados com o azul do mar.

Essa imagem bucólica e romântica do farol lembra a personalidade da Carol, uma publicitária doce, mas que tem uma força em si mesma. André se interessou por essa ambiguidade que ele mesmo sentiu quando conheceu o parque. Já o policial se descreve como um marinheiro em busca de um porto seguro, afinal teve um passado marcado por um relacionamento tóxico.

No romance, a autora revela o pacto entre o casal, de nunca mentirem um para o outro. Porém, Carol, já machucada por conta de outro parceiro, presencia um diálogo que deixa no ar uma possível traição do André com a delegada colega de trabalho. “É quando acontece um afastamento permeado de tragédias inesperadas e eles têm que repensar o quanto estão dispostos a ceder e depositar fé na história construída”, explica a autora.

A escritora descreve com riqueza diálogos e características dos personagens, inspirados em pessoas reais. “Me lembro de estar em um local com vários membros da polícia civil presentes, mulheres bonitas, fortes, e homens bem parecidos com André. Ele com certeza saiu daquela reunião, de forma abstrata, mas inspirada por todos eles”, explica.

Primeiro livro de Liz Vecci, ela se preparou muito para a produção. Além dos cursos de escrita, teve aulas em uma academia de tiro com o único intuito de falar com mais verossimilhança sobre armas, tiros e ferimentos. Contou também com a ajuda de amigos, um delegado civil e um promotor de justiça. “Eles responderam pacientemente várias perguntas que fiz sobre o procedimento em operações especiais”, conta.

A autora

Nascida em Patos de Minas, a advogada tributarista com atuação em Goiás é mãe de duas filhas. Liz Vecci cresceu em uma casa cheia de livros e leitores. “Quando criança escrevi, editei e comercializei uma revista, a Livridade. Ler é entretenimento e também trabalho para mim”, conta a escritora, que lê até dois livros por semana. Quando começou a escrever “O Farol de Bill Baggs” se surpreendeu com a fluidez do processo criativo, terminando a obra em nove meses.

Apesar de ter começado agora sua carreira de escritora, Liz já tem praticamente uma trilogia. “Atualmente estou escrevendo o terceiro romance da série do Farol. O segundo está em fase de revisão por uma editora do Rio de Janeiro e ficou um livro bem divertido com personagens que estavam no Farol, o Emílio e a Tata”
E não para por aí. “O objetivo é publicar meus livros em inglês também, afinal, sonhar pequeno e grande dá o mesmo trabalho. Então, decidi sonhar grande pois sou uma pessoa de fé”. A autora busca cativar leitores já existentes e, principalmente, despertar o interesse de quem não tem ainda o hábito de ler.

O e-book está disponível na Amazon. Já o livro físico pode ser adquirido pelo site ww.ofaroldebillbaggs.com.br

Autor: Farley Rocha Postado em 19/11/2020
Compartilhe:

3 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Amigo oculto | 6 dias, 19 horas atrás

    Nossa. Nasceu no Vera Cruz. Quantas pessoas que dizem ter nascidos em "hospital tal"? Nasceu em Patos de Minas. Modéstia á falta, quer dizer, à parte.

    0 0 Responder

  • Creed | 1 semana atrás

    Parabéns, me parece ser um excelente livro, assim que eu tiver oportunidade vou comprar um.

    1 0 Responder

  • Gsudhdndjdjdbdbdbdbdbdbdbdb | 1 semana atrás

    Nunca mentir... já começou mentindo

    1 0 Responder