349669 2216 Ok
Cemil 2017
Postado em 18/04/2017
Compartilhe:

Encontro discute ações para combater o trabalho infantil em Patos de Minas

O objetivo do encontro é discutir estratégias para que menores de 9 a 16 anos sejam retirados das ruas.

O encontro aconteceu nesta terça-feira (18) no Rotary Clube. ( Foto: Maurício Fernandes )

Está cada dia mais comum ver nas ruas da cidade crianças e adolescentes trabalhando quando deviam estar na escola. Quem nunca se deparou com eles no trânsito vendendo guloseimas durante o dia e muitas vezes durante a noite e madrugada a dentro.

Pensando nisso, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) realizou nesta terça-feira (18), no Rotary Clube o primeiro encontro municipal para discutir ações para minimizar os casos de trabalho infantil em Patos de Minas.

O objetivo do encontro foi discutir estratégias para que menores de 9 a 16 anos sejam identificados, retirados das ruas e inseridos dentro do programa. O programa oferece assistência tanto ao menor e suas famílias, que de acordo com a renda entrará no subsidio do bolsa família oferecido pelo Governo Federal.

A criança e o adolescente assistidos pelo PETI recebem assistências com psicólogos, assistentes sociais além de participar de oficinas de música e artes oferecidas pelo programa em parceria com o CREAS.

O tempo mínimo de permanência do menor no programa é de 6 meses. Assim que, especialistas perceberem a transformação do menor, ele é encaminhado ao CRAS (Centro de Referência à Assistência Social ), onde dará segmento ao desenvolvimento.

Segundo dado do IBGE, só na nossa região, existem mais de 800 casos de trabalho infantil. Atualmente dentro do PETI são assistidas 9 crianças com idade entre 9 e 15 anos. Esses menores são descobertos através de busca ativa pelas ruas da cidade e em alguns casos são encaminhados pelo Conselho Tutelar ou pela Vara da Infância e Juventude.

O apoio da população é muito importante, para que não alimentem o trabalho infantil em Patos de Minas.

Autor: Maurício Fernandes

Nego Duro - Rodapé Notícias
Postado em 18/04/2017
Compartilhe:

44 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • REFLETIR | 1 mês, 1 semana atrás

    ME DESCULPA PREFIRO VER CRIANÇA TRABALHANDO DO QUE VER ELAS VIRANDO MARGINAL .SO AQUI NO BRASIL E QUE TEM ISSO. NESTA REPORTAGEM DO G1 => http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2017/04/bacalhau-vem-da-noruega-para-mesa-do-brasileiro-na-semana-santa.html MOSTROU AS CRIANÇAS TRABALHANDO RETIRANDO A CABEÇA DOS PEIXES .E ELAS JA FAZIAM ATE PLANOS DE GUARDA O DINHEIRO PARA SUA FACULDADE.. TRABALHO NÃO MATA NINGUEM FAZ E TRANSFORMAR NUMA PESSOA DE BOM CARATER . PODE VER OS EXEMPLO DE NOSSO ANTEPASSADOS. SINTO VERGONHA DE MUITOS JOVENS DE HOJE .E SO VER A REALIDADE QUE VIVEMOS. E QUE ESTES PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (PETI) . SO TA CRIANDO MARGINAL.

    7 0 Responder

  • ue | 1 mês, 1 semana atrás

    Realmente é um absurdo uma criança trabalhar pra ter seu dinheiro. Tenha dó! Tem que trabalhar sim, é nessa idade que o jovem quer ganhar dinheiro, depois que entra na criminalidade e começa a ganhar 10X mais do que ganharia trabalhando o mês é obvio que ele não vai querer trabalhar mesmo.

    7 0 Responder

  • a volta do todo poderoso | 1 mês, 1 semana atrás

    baleia azul pra esse tal de PETI

    9 0 Responder

  • Paulo | 1 mês, 1 semana atrás

    "O tempo mínimo de permanência do menor no programa é de 6 meses. Assim que, especialistas perceberem a transformação do menor, ele é encaminhado ao CRAS (Centro de Referência à Assistência Social ), onde dará segmento ao desenvolvimento." TRADUZINDO: ASSIM QUE OS ESPECIALISTAS PERCEBEM QUE O MENOR TRABALHADOR É TRANSFORMADO EM UM AVIÃOZINHO DE TRAFICANTES, ELE JÁ NÃO É MAIS ASSUNTO DO PETI, PORQUE, TRAFICAR, ROUBAR E MATAR PODE. O TRABALHO É QUE É PREJUDICIAL PRAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES.

    6 0 Responder

  • PAPO FURADO | 1 mês, 1 semana atrás

    Isso é papo furado, digo isso porque a geração que hoje está trabalhando é casada e tem filhos, trabalhou desde os 10 ou 12 anos de idade, e venceram muito bem, não usaram drogas, nao fizeram tatuagens e não tinha esses celularzinhos modernos. Venceram na vida trabalhando desde pequenos. Sou contra e meu filho vai se possível trabalhar desde cedo porque é bom, porque é correto, porque eu mando na minha casa mais minha esposa.

    13 0 Responder

  • mariane | 1 mês, 1 semana atrás

    Trabalhar nao pode mais roubar e vender drogas pode ne?eu acho isso uma palhaçada se eles estao trabalhando é pq quer ajudar os pais em casa.To tomando odio dessa cidade.Nao tem nada nessa merda e esse imbecil desse prefeito de merda...

    6 1 Responder

  • lingua quente | 1 mês, 1 semana atrás

    Sabem quando esse problema será resolvido? Quando todas as escolas oferecerem um contraturno de qualidade, aí a garotada ficará protegida das ruas e de tudo que nelas existe como as drogas e a prostituição. Agora, a idade para iniciar a trabalhar tinha que ser reduzida para os 16 anos, se já podem votar, podem trabalhar e não ficam na ociosidade.

    3 0 Responder

  • Diversão | 1 mês, 1 semana atrás

    Tráfico, vagabundagem, uso de drogas e roubos não podem ser classificados como trabalho. Então, pode. :facepunch: :facepunch: :facepunch:

    8 0 Responder

  • AMORIM | 1 mês, 1 semana atrás

    ESTA PET SO QUER ARRECADAR DINHEIRO GENTE É IGUAL SINDICATOS SO LEVA VANTAGEN

    9 0 Responder

  • Chacall Originall | 1 mês, 1 semana atrás

    Estes administradores de patos estão iguais Caranguejo só anda pra trás. Lembram do que acontecem com os jovens trabalhando no faixa azul. Proibiram os menores de trabalhar tirando deles a oportunidade de ganharem.meio salário mínimo.

    14 1 Responder

    Vergonha - 1 mês, 1 semana atrás

    Que falta de serviço deste tal peti......hoje em Patos de Minas, dizendo melhor, há anos não vejo ninguém vendendo guloseimas, pelo contrário, tem que combater os aviões da droga. Parem com cinismo pessoal, vai ´procurar o que fazer. Devem combater a criminalidade e os ...de menor....usando e vendendo drogas, assaltando, e praticando toda espécie de crime. Este é o resultado de proibí-los de trabalhar. Todas que trabalharam, a maioria são homens, pais de família que deram exemplos de cidadania e honradez. O que se vê, são jovens safados, praticando ilícitos e dando trabalho para polícia. Sinto vergonha de vocês Peti......foram infelizes com a matéria, basta ver a participação dos internautas.....que coisa vexatória....

    13 0

carregar mais comentários