Decreto que facilita posse de armas deve incluir anistia para quem não renovou registro, diz Fraga

O governo federal deve incluir no decreto que pretende flexibilizar a posse de armas de fogo uma anistia e um recadastramento para quem possui arma.

publicado em 08/01/2019,

O governo federal deve incluir no decreto que pretende flexibilizar a posse de armas de fogo uma anistia e um recadastramento para quem possui arma mas perdeu o prazo de renovação da posse de armas de fogo, além de aumentar para 10 anos a validade do registro, disse nesta segunda-feira o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), depois de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

“Hoje existem milhões que têm arma em casa e perderam o prazo de renovação (do registro). Então, essas pessoas, ao serem anistiadas, poderão se recadastrar, regulariza a situação. Ele concordou, desci e falei com o Onyx (Lorenzoni, ministro da Casa Civil) e eles vão colocar isso também”, disse Fraga.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Medic Imagem

A legislação atual exige que o registro da posse seja renovado a cada cinco anos. O decreto que o governo deve editar nos próximos dias amplia também esse prazo para 10 anos.

Fraga informou ainda que já está decidido também que a declaração da necessidade da posse da arma passará a ser uma declaração de próprio punho de quem pretende possuir uma arma de fogo esclarecendo o porquê da sua necessidade. Hoje, explicou o deputado, a Polícia Federal —responsável por expedir a autorização de posse— exige uma comprovação dessa necessidade.

Mantém-se as restrições à posse de armas para quem tiver antecedentes criminais, for barrado em exame psicotécnico ou não comprovar a realização de curso de tiro.

A facilitação da posse e do porte de armas de fogo é uma das promessas de campanha de Bolsonaro. A alteração do porte de armas precisa passar pelo Congresso. A facilitação da posse, no entanto, tem trechos que podem ser alterados por decreto, como o presidente pretende fazer, e deve ser uma das primeiras medidas a serem anunciadas pelo governo.

“Eles querem anunciar logo. A primeira medida deve ser essa mesmo, em princípio”, disse o deputado.

Fonte: Agência Reuters

Postado em 08/01/2019
Compartilhe:

2 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Policial | 1 semana, 5 dias atrás

    Parabéns presidente, seus amigos da indústria bélica agradecem! Para nós policiais a tensão só aumenta com mais armas em circulação.

    1 3 Responder

    O Debochador - 1 semana, 3 dias atrás

    Como esse Boso acha que deve imitar os EUA, o brasileiro comum , trabalhador não tem dinheiro nem tempo de fazer curso de Tiro, Fazer curso aonde aqui Patos, sob qual orientação ? Da PC,? ou PM ?, Com tantos problemas que o Brasil tem esse deveria ser o último a ser olhado, mas como tem vaidade o Boso, ele quero Brasil parecido om os EUA, ainda não temos estrutura para isso. Pelo andar da carruagem, somente os ricos terão acesso a posse e ao porte. O Boso tem que cuidar é do Queiroz, obrigar o Flávio a depor, o Queiroz também, e quem será que está pagando 3 mil por dia para o Queiroz ficar no hospital?

    0 0