Contraponto recebe médicos que defendem tratamento precoce e remédios contra a Covid-19

AO VIVO!

publicado em 16/07/2020,


Postado em 16/07/2020
Compartilhe:

28 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Zé do Burro | 3 semanas, 4 dias atrás

    Imorais esses doutores. Cínicos ao tentar ludibriar cidadãos que buscam uma tábua de salvação para a covid-19, ignorando instituições e autoridades médicas e de pesquisas do país e do mundo e se utilizando de notícias falsas, distorcidas e sofismas para embasar seus argumentos mentirosos. O que há por trás disso? Incompetência? Politização criminosa de uma doença? Fama? Lucro velado? Seja lá o que for, o Ministério Público deve investigar. Basta de falsidade.

    10 4 Responder

  • Isabel | 3 semanas, 4 dias atrás

    Quantos argumentos que dizem se basear em ciência sem, de fato, apoiarem-se nela. A serviço de quem atuam? A hidroxicloroquina e azitromicina curam e, quem diz o contrário, faz o seguinte: se pegar o Vírus Chinês, tenham a hombridade de não a usarem. Sejam, ao menos, honestos!

    4 12 Responder

  • Blá blá blá | 3 semanas, 5 dias atrás

    Esse blá blá blá da "Doutora" é tão sem sentido...e ela querer justificar que o povo tem direito à informação vai na contra mão do que estão fazendo.O povo tem,sim,direito a informações...mas informações precisas, verídicas,de fontes seguras,e não baseadas em "achismo" ou em "pesquisas furadas" como enche a boca pra falar... aliás,pra falar ela é excelente... onde ela estudou?Ela fez doutorado? Se esse tratamento fosse incrível,fabuloso, miraculoso,os países desenvolvidos já teriam aderido. Agora falar que 3 ou 5 médicos daqui estão com a razão,e o resto do mundo não.. é acreditar em folclore mesmo...

    13 6 Responder

  • carlla | 3 semanas, 5 dias atrás

    Tinham era que cassar o CRM desses ...

    8 4 Responder

  • Hipocrates | 3 semanas, 5 dias atrás

    Como são arrogantes esses médicos. Nao conhecem e desprezam o método cientifico. Trabalho observacional não é ciência e não serve de embasamento. Sao extremamente desonestos e fazem um malabarismo retorico gigante para justificar suas opiniões. No fundo não querem salvar ou ajudar ninguém, só estão pensando no Ego, tanto que a Lorena ficou se vangloriando de ter participado de uma live que foi muito acessada. Anotem aí: Esses dois e mais todos outros médicos que estão prescrevendo esses tratamentos que notoriamente não funcionam e ainda levam riscos à população irão para a lata de lixo da historia e serão cobrados por isso. Existem bons médicos também, procurem por eles e torçam para nao precisar desses "curandeiros" com CRM.

    14 8 Responder

  • Petrúkio | 3 semanas, 5 dias atrás

    Quando o cidadão falou "houveram duas motivações", eu desliguei.

    6 1 Responder

  • Paula | 3 semanas, 5 dias atrás

    Sugiro que as pessoas pesquisem a notícia de ontem no UOL o que aconteceu com o médico goiano defensor do uso do vermifugo. Escutem a ciência o espaço disponibilizado podia ter sido usado para bons esclarecimentos prestou um desserviço.

    9 4 Responder

  • Dr. Junio | 3 semanas, 5 dias atrás

    O Conselho de Medicina deveria atuar no sentido de impedir que profissionais de saúde propagandeiem tratamentos não comprovados como se fosse a salvação de um problema mundial. Além de ser totalmente antiético é ilícito recomendar algo que mais uma vez já foi demonstrado em pelo menos 3 estudos randomizados que cloroquina não funciona no tratamento de Covid-19. As pessoas devem escutar a ciência. Quando não havia nem uma morte no Brasil, a OMS já havia declarado uma pandemia mundial! Em base em quê, ciência! Como foi contido o avanço do vírus no resto do mundo, através da ciência. Desculpa, doutores, estão fazendo um péssimo serviço para a sociedade. Cuidem-se, a Covid-19 mata!

    18 8 Responder

    Ainda tem a cara de madeira - 3 semanas, 5 dias atrás

    Além de tudo,ainda tem a capacidade de se justificar que o povo tem direito à informação.Obviamente que sim,o povo tem direito...mas à informação VERDADEIRA... não a esse discurso verborrágico,que só serve para iludir os ignorantes. No "Blá blá blá" ela pode ser considerada uma "doutora"mesmo,agora no.ramo da Medicina ela tá longe disso... é uma afronta aos profissionais médicos chamar essa maritaca de doutora... aliás,ela fez doutorado?

    9 2

  • Socorrista!! | 3 semanas, 5 dias atrás

    Acredito em pesquisadores!!! Falar coisas baseadas em seu próprio entendimento é confundir a cabeça do povo. Daqui a pouco vão dizer que tem a cura tbm.

    15 5 Responder

  • Tony Soprano | 3 semanas, 5 dias atrás

    Quando a médica Lorena diz que o banco de dados usado no estudo publicado pela The Lancet foi forjado, ela está faltando com a verdade. A Lancet se retratou do estudo pois o banco de dados usado não poderia ser aberto para verificação por pares por uma questão legal, que impede que dados médicos dos pacientes sejam compartilhados com terceiros. O que impede isso é a Lei Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR). Ela diz que o banco de dados foi forjado para desqualificar o estudo e insistir no uso desse remédio que não funciona. Se, além da medicina, ela tivesse estudado estatística teria mais facilidade em entender pq o remédio não é útil.

    19 7 Responder

    Lara - 3 semanas, 4 dias atrás

    E tambem está faltando com a verdade ao falar das doses usadas pelo trabalho conduzido em Manaus: os acusam de má fé por utilizar uma dose de 12 g, porém essa foi a dose total durante 12 dias de tratamento (1,2 g/dia), comparando com a dose normal recomendada de 400 mg, duas vezes ao dia (0,8 g ao dia, por quantos dias?) E um detalhe: este trabalho, por ela tão criticado, avaliou a dose de 450 mg/dia, e a mortalidade tambem foi altissima O "remédio não deve ser pior que a doença"

    1 2

carregar mais comentários