Comércio ambulante de comidas passa a fazer parte da “Onda Verde” e fica liberado em Minas

A reclassificação foi deliberada durante reunião do Comitê Executivo por se tratar de ação realizada em ambiente aberto e similar às feiras livres.

publicado em 04/07/2020, por Maurício Rocha


Caminhão de lanches durante festival em Patos de Minas. ( Foto: Arquivo Patos Hoje/Ilustração)

Pipoqueiros, carrinhos de cachorro-quente e food trucks vão poder retomar suas atividades em Minas Gerais. Os vendedores ambulantes de alimentos foram incluídos na “Onda Verde” do Plano Minas Consciente do Governo de Minas. A reclassificação foi deliberada durante reunião do Comitê Executivo por se tratar de ação realizada em ambiente aberto e similar às feiras livres.

O funcionamento do comércio ambulante de alimentos deverá ser feito pelo sistema de retirada do produto no local ou método de entrega, seguindo o protocolo de restaurantes, bares e padarias.  O secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico do Governo de Minas, Fernando Passalio, destaca que, para a tomada de decisão, o grupo analisou a situação em todas as macrorregiões.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Os vendedores ambulantes de alimentos podem acessar o site do Minas Consciente para ver o protocolo que deve ser adotado. O documento descreve as orientações para os funcionários e para os clientes, obedecendo a regras de higiene e segurança.

Ondas

O Minas Consciente setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – serviços essenciais; onda branca – primeira fase; onda amarela – segunda fase; onda vermelha – terceira fase) a serem liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença.

Ressalta-se que existem setores econômicos que, devido ao grande risco de propagação da doença, compõem um grupo à parte, que só poderá ter suas atividades retomadas após normalização da situação pandêmica no Brasil. A partir desta iniciativa, o Governo de Minas busca conduzir a atuação dos municípios de forma coordenada, trazendo mais controle e efetividade para o enfrentamento da situação atual.

Autor: Maurício Rocha Postado em 04/07/2020
Compartilhe:

8 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Fritos | 1 mês atrás

    Nós estamos é fritos com essa desordem na gestão da pandemia no Brasil. Lojas fechadas e supermercados lotados de gente comprando carne e bebida pra aglomeram em casa. Salões de Beleza não podem abrir, mas lojas de cosméticos sim. Escritórios onde não ocorre aglomeração fechados. Feira livre e foodtruck liberados. Querem mais aglomeração que isso? Alguém me explica a lógica? Enquanto esses gestores não adotarem um posicionamento técnico no controle das aglomerações continuaremos assim, pessoas proibidas de trabalhar e os números só crescendo. E a gente ainda tem que ver pre-candidatos usando a pandemia de palanque eleitoral. Só no Brasil mesmo.

    8 2 Responder

  • Aglomeração | 1 mês atrás

    Truco rolando a td vapor na Aristeu Caetano de Andrade 1643 laranjeiras,a rua latetal lotada d carro e muita gritaria.

    3 7 Responder

  • Filipi | 1 mês atrás

    Esses foditruque é quês caminhãozim que vende cumida? É os buteco móvel, compra uma cerveginha gelafa e ir lá cumê uns ispetim e caxôrro quente. Pronto, burlô a quarentena.

    0 20 Responder

  • italiano | 1 mês atrás

    so falta abrir os bares,e o principal,so to esperando os butecos abrirem,que começe o mimimi.....

    7 27 Responder

  • Renato | 1 mês atrás

    Olha a salmonela fresquinha aí povão!

    16 36 Responder

  • Vivi | 1 mês atrás

    Este tipo de comida é cara, porca e suja. Melhor ficar fechado.

    23 43 Responder

  • ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO E SANITÁRIO | 1 mês atrás

    Mas pra funcionar os ambulantes tem que ter o Alvará de funcionamento e o Alvará sanitário da vigilância sanitária . Patos tA cheia de clandestinos sem Alvará e sem higiene

    19 39 Responder

    Xico - 1 mês atrás

    O burro , ambulante não precisa de alvará de funcionamento não, vai estudar mais um pouquinho

    2 6