Comerciantes que trabalharam na Fenamilho relatam fracasso nas vendas e grande prejuízo

Nesse domingo (03), antes mesmo do encerramento das atividades, os comerciantes já contabilizavam os prejuízos.

publicado em 04/06/2018, por Maurício Rocha


O José Geraldo alugou um espaço em frente a Arena e vai tentar negociar para amenizar as perdas.

Comerciantes que apostaram na Fenamilho deste ano para ganhar um dinheiro extra acabaram se dando mal. O público prometido para a comemoração dos 60 anos de festa não compareceu ao Parque de Exposições e os negócios fracassaram. Nesse domingo (03), antes mesmo do encerramento das atividades, os comerciantes já contabilizavam os prejuízos.  

“Eu trabalho aqui há 38 anos e esta festa vai ficar na história. Festa que acabou com todos os barraqueiros. Não vai pagar o aluguel”, relata Sônia dos Reis Castro Lúcio, que este ano montou uma barraca de cachorro quente do lado de fora do Parque. O balanço negativo é compartilhado por Fernando de Assis, que também trabalhou do lado de fora do Parque.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Orthodontic - Especial Notícias

Outro que contabiliza prejuízos é Jean Carlos, que todos os anos aluga imóveis ao redor do Parque de Exposições e oferece estacionamentos para os proprietários de veículos. Sem dinheiro nem para pagar o valor cobrado de aluguel pelos donos dos lotes, ele disse que vai tentar negociar para amenizar os prejuízos.

Se a festa foi ruim para quem trabalhou do lado de fora, para os comerciantes que optaram por alugar os espaços dentro do Parque de Exposições, o prejuízo foi ainda maior. O José Geraldo alugou um espaço em frente a Arena para vender comida. Ele pagou R$ 15 mil pelo ponto e a esperança de ajudar a família foi por água abaixo. O comerciante também vai tentar negociar para amenizar as perdas.

Mais prejuízo ainda tiveram os comerciantes que vieram de outras cidades. No pequeno shopping montado no interior do Parque a reclamação era geral. Os proprietários do Armazém Nordestino, que vieram de Goiânia, reclamaram da programação e do funcionamento do Parque de Exposições e disseram que não voltam mais a Patos de Minas.

Para os comerciantes, além do grande prejuízo financeiro da Fenamilho 60 anos, restou também a frustração de um trabalho árduo, durante dias e noites, sem nenhum resultado.

O balanço negativo é compartilhado por Fernando de Assis, que também trabalhou do lado de fora do Parque.
 
Segundo Dona Sônia essa foi uma das piores festas da história da Fenamilho.
Outro que contabiliza prejuízos é Jean Carlos.
Os proprietários do Armazém Nordestino, que vieram de Goiânia, reclamaram da programação e do funcionamento do Parque de Exposições
Autor: Maurício Rocha Postado em 04/06/2018
Compartilhe:

181 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Fenamico 2018 | 1 ano atrás

    Vem aí a fenamico 2019!

    0 0 Responder

  • Valmir | 1 ano atrás

    Galera, concordo com quase todos comentários, nao e á toa que apelidaram lá de parque de exploraçao! Quem lucra sempre e muito com essa Infernamilho sao os burguesinhos filhinhos dos exploradores dessa cidade! Sao os mesmos que nos exploram desde que aqui era um vila (nao mudou muito ne). Sao os latifundiários, donos de 70% dos imoveis da cidade! Exploram os empresários c alugueis absurdos, sem falar nos estacionamentos centrais. Bando de folgados! Achei foi pouco esse vexame dessa festa nojenta! Ah... e os bonitoes dos cantores tb sao um bando de exploradores de gente da mente fraca que paga uma fortuna p ver esses showzinhos pobres e de mal gosto! Pronto! Falei!

    3 0 Responder

  • Sindicatos são o atraso do Brasil | 1 ano atrás

    Onde tem essa palavra SINDICATO eu tô fora. É isso que acaba com o Brasil. Pode ser sindicato de patrões ou de empregados, que não contribuem com nada para o Brasil melhorar. Só espertalhões mexem com sindicatos. Quem não gosta de suar a camisa, vai mexer com sindicato. A gente não vê uma pessoa muito trabalhadora mexendo com sindicato.

    15 1 Responder

  • Barraqueiro gosta de apanhar mesmo! | 1 ano atrás

    Barraqueiro da fenamilho é igual mulher de bandido. Apanha todo dia, mas não larga! Esse povo tem que criar brio e largar de ficar enriquecendo com o suor deles uma meia dúzia de aloprados espertalhões. No ano que vem tá todo mundo lá disputando no tapa uma vaga pra barraca pra levar prejuízo de novo. Que povo besta, viu! Barraqueiro é assim: quanto mais apanha, mais ama o sindicato rural.

    13 1 Responder

  • Carlão | 1 ano atrás

    Público a fenamilho tem porém valores cobrados são muito altos. Valores de barraca e comerciantes preços das bebidas e comidas um abisurdo de caro e o pior qui eu achei um abisurdo preço do camarote do paiolão 250 reais . 250 reais eu gastei na lagoa Formosa em dois dias de festa pague 60 reais pra entra no parque e 80 reais pra entra no pavilhão, não tô fazendo propaganda não tô fazendo uma observação pq eu gosto muito de festa mais aqui em Patos de Minas perderão a noção fui esse ano na fenamilho porque não consegui vender o meu passaporte e fui só 6 dias por causa dos valores caros e duvido qui o prejuízo dessa festa seja menos qui 500 mil reais o ano qui vem prefiro ir pra lagoa Formosa na festa do feijão qui e bem mais barato do que pra fenamilho. Então sindicato e grupo AGT abaixe seus valores tragão a antiga fenamilho com exposições de máquinas valores de entrada do parque e do paiolão mais acessíveis si vcs não fizerem isso o ano qui vem vai ser pior vai pra milhões do que esse ano prejuízo tá em mil ainda

    7 0 Responder

  • patense | 1 ano atrás

    Só abaixar os preços que a festa enche

    5 4 Responder

  • Ditinho | 1 ano atrás

    Pobre só sabe chorar. Aquilo ali é lei de mercado. Se os barraqueiros tivessem lucrado 100 mil reais cada um, eles não iriam devolver um pouco do lucro para o sindicato. Se eles arriscaram e perderam dinheiro, isso é problema deles e não do sindicato. Eles pagaram pelo espaço por livre e espontânea vontade. Isso chama-se livre mercado.

    12 11 Responder

  • Atestado de doente terminal | 1 ano atrás

    Essas festas são 100% bregas e fuleiras a começar pelos trajes das mulheres principalmente. Depois, vem o submundo da "música" fazendo barulho pra quem não entende nada e só fica feliz, se tiver embriagado. Que "festinha" fuleira! Isso é no país inteiro que está em crise. Tem outras festas mais legais e de bom nível pra frequentar. Chega de peões e peoas e uma turma de analfabetos fazendo grunhidos nos microfones na condição de "artistas". Além do mais, rodeío é de uma ignorância sem tamanho. Coisa de gente atrasada.

    22 7 Responder

  • Coloquem música no parque e tirem esses grunhidos! | 1 ano atrás

    Essa festa provou que a "Era dos cowboys e cowgirls" com suas fivelas, botas e chapéus está esgotada. Ninguém quer pagar esse mico de se vestir igual alguém que vai pular carnaval! O povo acordou. Não quer saber dessa palhaçada toda incluindo esses grunhidos que muita gente chama de "música sertaneja universitária". Esses gritinhos de pseudo-cantores estão com os dias contados.

    20 8 Responder

  • Franqueza | 1 ano atrás

    Essa é a nossa FENARICO! A FENAPOBRE acontece na praça .

    6 1 Responder

    Marie - 5 meses, 3 semanas atrás

    À sua atenção, Sra. E Sr! Para mim, o empréstimo entre indivíduo nunca existiu. Mas por ouvir falar de alguns credores que pareciam sérios sobre os fóruns e sites, minha escolha foi dirigida a uma senhora honesta chamada Piton Pirone. Ela me concedeu sem preocupações meu crédito com uma taxa de 2% de acordo com a lei européia na França. Eu aconselho você a fazer a escolha certa para não cair nos credores falsos da internet. Você pode rapidamente contatá-la sem medo e ela irá ajudá-lo a gostar de mim. Aqui está o seu contato: E-mail: [email protected] Obrigado a todos que testemunharem a ela.

    0 0

carregar mais comentários