Com produção diversificada e qualidade consolidada, Sementes Gaúcha moderniza marca

A empresa de Patos de Minas, Sementes Gaúcha, dirigida por Rogério Luiz Seibt, está de cara nova.

publicado em 02/12/2014,


A Sementes Gaúcha está completando 38 anos de história.

A empresa de Patos de Minas, Sementes Gaúcha, dirigida por Rogério Luiz Seibt, está de cara nova. Com quase 40 anos no mercado, a empresa modernizou sua marca com nova imagem visual que possibilitará uma melhor comunicação com os clientes.  

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

A Sementes Gaúcha está completando 38 anos de história e se orgulha de ter você agricultor como principal motivo para acreditar no potencial agrícola brasileiro e continuar sempre buscando a melhor semente.

A empresa tem uma produção de soja em larga escala, mantendo parcerias com a, Soytech, Monsoy, Brasmax, Embrapa, Epamig, Fundação Triângulo de Pesquisa e Desenvolvimento garantindo o desenvolvimento de novas cultivares, cada vez mais resistentes a pragas e doenças. 

A história da Fazenda Gaúcha teve início em 1976, quando aos 23 anos de idade o gaúcho de Não Me Toque/RS, Rogério Luiz Seibt, adquiriu sua primeira gleba de terras nos chapadões de São Pedro da Ponte Firme, município de Presidente Olegário-MG, a 75 km de Patos de Minas, cidade pólo da região, ligada à época por estrada de terra de precárias condições de uso. 

O cultivo da soja foi nos primeiros anos o carro chefe da exploração rural. "A soja é ainda hoje o principal produto cultivado, no entanto, a diversificação das atividades incorporou novas culturas ao processo produtivo, como milho, café tipo exportação, pecuária leiteira e de corte", explicou Alexandre Seibt, engenheiro agrônomo.

Para Lauro Noronha, gerente comercial da empresa, o grande feito da Sementes Gaúcha é estar de forma otimizada num mercado cada vez mais exigente, como o das sementes de soja, onde o cliente entende cada vez mais de cada detalhe, tanto do cultivo quanto da aplicação da tecnologia, para o aprimoramento do produto comercializado. 

Imagens atualizado em 02/12/2014 • 11 fotos

"Na Pecuária Leiteira, a Sementes Gaúcha se destaca pelo alto potencial genético de suas matrizes, a totalidade de vacas da raça holandesa, aliados a sua moderna estrutura para ordenha/manejo de animais, assim como barracões Free-Stall que oferece aos animais o conforto necessário para a maximização da produção. A totalidade dos dejetos produzidos no sistema é separada e tratada através de biodigestores, e utilizada como fertilizante orgânico nas lavouras de café. Na Pecuária Leiteira também é feita a venda permanente de reprodutores ( tourinhos) da raça holandesa", ressalta Wilson Faccin, gerente de Produção.

A modernização da marca foi uma decisão da administração para mostrar com maior objetividade e clareza todas as qualidades da empresa que é referência para a região com grande importância para o cenário agrícola e econômico da região. A nova logomarca ressalta o vigor da produtividade da Sementes Gaúcha.

A diretora administrativa, Caroline Seibt  destacou que a marca Sementes Gaúcha se consolidou como sinônimo de qualidade, confiança e credibilidade dentro do mercado nacional de sementes, aumentando a cada ano a excelência da semente produzida. O diretor operacional e engenheiro agrônomo Felipe Seibt, explicou que os vários anos de mercado e a grande estrutura de produção aliados ao critério rigoroso na seleção das sementes são alguns dos fatores que tornam a Sementes Gaúcha uma das empresas mais reconhecidas em toda a região.

Para saber mais sobre a Sementes Gaúcha, as pessoas podem acessar o novo site da empresa www.sementesgaucha.com.br

Informe Puclicitário

Autor: Farley Rocha

Postado em 02/12/2014
Compartilhe: