Bolsonaro anuncia general Braga Netto na Casa Civil e Onyx no Ministério da Cidadania

Osmar Terra, que comandava a Cidadania, voltará para a Câmara dos Deputados.

publicado em 14/02/2020,


 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira, em suas contas nas redes sociais, a nomeação do general Walter Braga Netto para a Casa Civil da Presidência da República, no lugar de Onyx Lorenzoni, que será deslocado para o Ministério da Cidadania.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

Osmar Terra, que comandava a Cidadania, voltará para a Câmara dos Deputados. De acordo com uma fonte próxima ao ministro, Bolsonaro teria oferecido uma embaixada a Terra, mas o ministro recusou porque teria que abrir mão de seu mandato de deputado federal.

Ex-interventor no Rio de Janeiro, Braga Netto era chefe do Estado Maior do Exército. Foi convidado esta semana pelo presidente para tocar uma Casa Civil que, nos últimos meses, perdeu a função de articulação política e, recentemente, a coordenação do Programa de Parcerias em Investimentos (PPI).

Bolsonaro queria para o lugar de Onyx uma pessoa “sem pretensões políticas”. Ao mesmo tempo, alguém com um perfil gerencial que pudesse, da Casa Civil, coordenar “gabinetes de crise” que geralmente caem para a pasta, como no caso do coronavírus. A avaliação é de que o general sabe líder com crises mantendo a discrição.

Com a chegada de Braga Netto, o primeiro escalão do Palácio do Planalto, com os ministros mais próximos ao presidente será tomado por militares. A Secretaria de Governo, responsável pela articulação política, está nas mãos de Luiz Eduardo Ramos, também general. Já o secretário-geral da Presidência, Jorge Oliveira, é major da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal.

REFORMA

Apesar das constantes negativas de que faria uma pequena reforma ministerial, Bolsonaro vinha negociando a troca de cadeiras no primeiro escalão há algumas semanas. Havia insatisfação com a atuação de Onyx na Casa Civil.

Bolsonaro queria encontrar uma vaga para o ministro —um dos mais fiéis ao presidente desde o início da campanha—, ao mesmo tempo em que já havia também uma vaga insatisfação com a performance de Terra frente à área social.

As informações de que Terra havia ignorado alertas da Controladoria Geral da União e firmou contratos de tecnologia com uma empresa investigada na operação Lava Jato, reforçaram a decisão do presidente de realocar Onyx para a Cidadania.

Ainda assim, Bolsonaro queria encontrar um lugar para Terra sem ofender o MDB, partido do ministro. Chegou a oferecer uma embaixada —o Fundo da Agricultura e Alimentação das Nações Unidas (FAO), em Roma, ou Ottawa (Canadá), mas o ministro não aceitou, já que precisaria renunciar ao mandato de deputado.

Através de sua assessoria Terra afirmou que estará “onde for mais importante para o governo e para o presidente Jair Bolsonaro.”

“Sou deputado no sexto mandato, com muito orgulho. Agradeço ter ajudado o Brasil e quero continuar ajudando onde estiver. Desejo sorte ao companheiro Onyx Lorenzoni”, completou.

Desde que chegou de férias, no final de janeiro, já com a informação de que não ficaria na Casa Civil, Onyx tem se dedicado a falar dos programas sociais do governo. Em várias entrevistas, fez questão de ressaltar que este seria “o ano do social” para o governo Bolsonaro —justamente a área que agora irá comandar.

“Presidente me entrega hoje uma nova missão, que vou cumprir com o mesmo zelo, com a mesma dedicação e o mesmo empenho para melhorar e transformar a vida dos brasileiros”, disse Onyx em um vídeo divulgado em suas redes sociais.

A posse dos novos ministros será na próxima terça-feira.

Postado em 14/02/2020
Compartilhe:

4 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Forasteiro | 1 mês, 1 semana atrás

    Brasil tem jeito não tem quarilha do triplex ...tem quadrikha do queiroz.... enquanto nao acabar com este negócio de releicao brasil nao consertar. ...Cara que nunca fez nada ....tem 30 anos na politica falando em nova politca este governo que esta ai e o pior que eu ja vir alem de tirar direito do povo discriminar os outros só não enxergar quem e cego..

    9 2 Responder

  • Riala Mafon | 1 mês, 1 semana atrás

    Contra senso um militar na Casa Civil. É um cargo eminentemente civil e portanto político, não basta querer é preciso conhecimento e habilidades para que toda a Política do Presidente flua naturalmente. Mas se tratando de Bolsonaro tudo é possível. O improviso é uma marca desse governo matusquela. Colocar um general na Casa Civil é semelhante a colocar um médico para comandar um Exército para uma batalha decisiva e o mais triste nesse enredo é que todos acham normal o Bolsonaro competir com o Guedes para ver quem mais fala e faz bobagens. Outro contra senso é agitação de certas pessoas da extrema direita se embirrando por cauda da aproximação do Lula com o Papa, que me parece completamente normal por ambos ter a mesma visão de mundo no tocante a lida com gente e meio ambiente, numa Política Global

    24 5 Responder

    Daniel - 1 mês, 1 semana atrás

    Lula tem a mesma visão nada falsario roubou todo mundo na cara dura, quebrou Brasil deixo mais e mais gente em condições de pobreza agora vem falar em ajudar os pobres, ele ajuda pobre e ignorantes com unico propósito se reeleger, só pessoas muito ingênuas pra acreditar jum pilantra ladrão desses

    5 18

    O Paráclito - 1 mês, 1 semana atrás

    Para saber se o Lula quebrou o Brasil tem que ignorar todas as obras realizadas que colocou o Brasil entre as 6 principais nações do mundo, ignorar o pagamento do FMI, o empréstimo ao FED dos EUA no valor de 20 bilhões de dólares, temos que negar, ou afirmar como erro os gráficos do Banco Mundial sobre o PIB Brasil e ainda ignorar o Coeficiente GINI . Digite PIB Brasil e Coeficiente GINI e confira e lembrem que o PT deixou 389 bilhões de dólares de Reserva Internacional de emergência. Um país com uma Reserva dessa não quebra. Agora o Banco Central do Brasil está vendendo essa reserva para tentar equilibrar o Câmbio.

    13 4