Airbags não funcionam, motorista de Uberlândia fica ferido e Renault terá que indenizar

Motorista se feriu em batida com árvore porque sistema não abriu

publicado em 08/10/2020, por Farley Rocha


Imagem Ilustrativa.

A Renault do Brasil S/A terá que indenizar mãe e filho em R﹩ 12 mil, para cada, por danos morais. A decisão é da 12ª Câmara Cível, que manteve o entendimento da primeira instância. O airbag no qual se constatou defeito em perícia técnica não funcionou quando veículo bateu em árvore

Em maio de 2014, o filho dirigia o veículo modelo Sandero da mãe e se envolveu num acidente ao bater em uma árvore, mas o sistema de airbags não foi acionado. Por causa disso, o motorista bateu contra o volante do carro, machucando o tórax e a arcada dentária. O defeito provocou deslocamento do motor de seus calços e danos no interior do veículo, inclusive no teto.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Udi Telecom - Conexão em Dobro

Acreditando ser um problema de fábrica, já que o veículo tinha menos de um mês de uso, o motorista buscou a Justiça. A 2ª Vara Cível da Comarca de Uberlândia condenou a Renault a pagar indenização.

Em recurso, a empresa afirmou que não houve colisão frontal suficiente para acionar os airbags, condição que consta no manual do proprietário, e que não havia prova de que os passageiros estivessem utilizando os cintos de segurança no momento do impacto, o que bastaria para evitar os danos causados pelo impacto. Acrescentou que não ficou comprovado que o suposto defeito vinha da fábrica, e, portanto, não existia dever de indenizar.

Responsabilidade objetiva

O relator do recurso, juiz convocado Renan Chaves Carreira Machado, lembrou que a responsabilidade objetiva do fornecedor surge da violação de seu dever de não colocar produto defeituoso no mercado e que, existindo alguma falha quanto à segurança ou à adequação do produto, haverá responsabilização pelos danos que este causar.

Segundo o artigo 6 do Código de Defesa do Consumidor, o fornecedor "só não será responsabilizado quando provar que não colocou o produto no mercado; que embora tenha colocado o produto no mercado, o defeito inexiste, e, no terceiro caso, se a culpa for exclusiva do consumidor ou de terceiro". Nenhuma dessas exceções aconteceu: pelo contrário, ficou provado, em prova pericial, o defeito no sistema de airbags.

Diante desses fatores, o magistrado decidiu negar provimento ao recurso e manter a sentença de primeira instância. O juiz Renan Chaves foi acompanhado pelos desembargadores Domingos Coelho e José Flávio de Almeida.

Fonte: TJMG

Autor: Farley Rocha Postado em 08/10/2020
Compartilhe:

12 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes, fake news ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve-se ter ciência de que poderá ser responsabilizado cível ou criminalmente!

Os comentários que receberem 100 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • Filipi | 2 semanas, 6 dias atrás

    Arri sô, prá tê carro francêis nóis prefere cuntinuá nas carróssa mêrmo carsuquê é tudo porcaria mêrmo sim sinhô.

    2 2 Responder

  • Gabriel | 3 semanas, 1 dia atrás

    Citroem peha fogo no centro, Renault não funciona air bag... vai comprar carro francês... só leva atrás.

    7 4 Responder

    Leo - 3 semanas atrás

    O novo Onix Plus pegou fogo, várias reclamações de problema no motor, a GM já tentou tapear um recall de air bag nos EUA, levando várias pessoas a morte, a Jeep vive fazendo recall de seus carros por problemas com seus fornecedores e falhas de projeto, a Volks já teve que recolher e devolver a grana de cerca de 180 unidades de teses que foram vendidos ao consumidor final, violando a lei... São tantos exemplos... E você vem dizer que o problema está no carro francês? A metade das reclamações podiam ser resolvidas com mecânicos capacitados, mas nem no SENAI os caras se interessam em mexer em mecânica francesa (mesmo tendo uma variedade grande de sistemas mecânicos franceses nas unidades do senai). 30 anos de franceses no Brasil e os mecânicos não querem mexer e quando mexem fazem sujeira!!! Os vendendores de auto peças que vendem tralhas chinesas e dizem a você que elas são de montadora, você acredita e acaba tendo que ir parar na oficina direto (peça original -que realmente funciona - só vende em concessionária)... São tantos fatores. Só que tem uma noção de mecânica e já teve um francês sabe como é ter um. O resto é papo furado.

    8 6

    Esquizofrênico para Léo - 3 semanas atrás

    Fonte do Léo Beleléu: as vozes da minha cabeça.

    2 2

  • Atenção | 3 semanas, 1 dia atrás

    Será que o sistema estava ativo .? Tem muita gente que a luz avisa no painel e o jegue não procura a manutenção

    3 5 Responder

    atenção kkkk - 3 semanas, 1 dia atrás

    avisa o advogado da Renault as vezes ele esqueceu esse detalhe... kkk

    4 2

    MPSG - 3 semanas atrás

    Não sei, mas acredito que um carro zero com apenas 1 mês de uso não deveria apresentar problema, não acha!?

    9 1

  • Mecânico automotivo | 3 semanas, 1 dia atrás

    Amigos a Renault a peoget e Citroen infelizmente são bombas francesas . Usar estas marcas aqui no Brasil ou na Europa é perca de tempo não tem peças de reposição e são veículos fracos . Desculpa a sinceridade . Será q algum dia está plataforma vai melhorar , qual objetivo real dos seus engenheiros mecânicos ?????? Aceito proposta pra ajudar

    5 6 Responder

    Leo - 3 semanas atrás

    Kkkkkkkkk estou em vários grupos de Renault no Facebook e Whatsapp e quase ninguém reclama desses carros. Só reclamam esmo é da falta de mecânico compentente. Os caras trocam uma cacetada de peças pra depois desco rir que era um parafuso frouxo. Se você for olhar, o novo Onix também pegou fogo, a GM já tentou tapear uma falha de air bag nos EUA que matou muitas pessoas em acidentes, os Jeep vevem dando recall de air bag e outras falhas e a Volkswagen já teve que recolher cerca de 180 veículos de testes e devolver o dinheiro, pois estes foram vendidos pro consumidor final, violando a lei. Todas as montadoras tem o pé pego. E os mecânicos não colaboram...

    2 5

    Gabriel - 3 semanas atrás

    O léu é vendedorzinho de carro francês hehehe, medo de perder comissões kkk

    5 2

    Machinho de mamãe - 2 semanas, 6 dias atrás

    Bom dia a todos! Não sou proprietário de nenhum dos carros da Renault. Por tanto posso falar de forma imparcial, e com conhecimento de causas pois sou mecânico. Depois de tanto tempo se deparando com defeitos em minha oficina, tenho que descordar da opinião de alguns de vocês. São muitos os carros da Chevrolet, Fiat,VW, Ford e outros que são verdadeiras bombas. Não vou citar os carros em respeito a os seus consumidores, mas quem os possuem sabem do que estou falando, inclusive os colegas mecânicos. Quanto a renalt, inicialmente deixou a desejar, assim como todas as outras montadoras, mas desde 2008 evoluiu muito em seus carros. Considero hoje, os carros da Renault como uns dos mais fáceis de mexer, muito simples e com peças de reposição com preço muito justo. Acontece que infelizmente alguns mecânicos, devido o fato de seus clientes serem leigos, se aproveitam desse preconceito infundado, criado ao longo do tempo, por pessoas que não são mecânicos de verdade ou aproveitadores, que querem lucrar cada vez mais, para justificar seus preços ou incompetência por não saber consertar os carros que são iguais a os outros ou mais simples. Sem dúvidas, meus próximos carros serão da Renault. Quem sabe, sabe! Quem não sabe, conta história!

    5 4

  • Carlos o foda | 3 semanas, 1 dia atrás

    A Renault do Brasil quis se livrar da responsabilidade com argumentações frajutas. E se deu mau pena que a indenização foi pouca poderia ter sido uns 50 mil reais. Renault e Citroen só tem feito merdas de carro, com peças de reposição caríssimas.



    3 3 Responder