Abertura do Balaio de Arte e Cultura emociona centenas de pessoas em Patos de Minas

Exposições artísticas, peça de teatro e um concerto de arrancar suspiros aos presentes, marcaram a abertura do Balaio 2018.

publicado em 15/08/2018, por Maurício Fernandes


A primeira noite de apresentações do Balaio de Arte e Cultura foi marcada pela emoção. Centenas de pessoas foram até a Avenida Getúlio Vargas na noite desta terça-feira (14) e não se arrependeram. Exposições artísticas, peça de teatro e um concerto de arrancar suspiros aos presentes.

Os centenas de patenses que marcaram presença na primeira noite do Balaio de Arte e Cultura acompanharam atentos à uma apresentação teatral pra lá de emocionante. O Grupo AKZU e Trupe Retalhos e Remendos encenaram a peça Píramo e Tisbe. A peça, que é uma adaptação do clássico Romeu e Julieta, deixou o público bastante emocionado. De acordo com Laryssa Martins Santos, que interpreta Tisbe, protagonista da história, o intuito é levar sentimento até as pessoas e ver todo o público acompanhando sem piscar e aplaudindo ao final é uma realização sem tamanho.

–––––––––––––––––––––––––––––––– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ––––––––––––––––––––––––––––––––
Rota Pop

Afonso Leite Ribeiro Pacheco estreou em um palco de teatro no Balaio e disse que não poderia ter começado melhor. "Foi mágico, não tem como descrever o quanto eu estou feliz e emocionado, estrear aqui no Balaio foi uma responsabilidade e tanto, ensaiamos muito para que tudo saísse perfeito, espero que apareçam mais oportunidades como esta", finalizou.

No palco da Praça do Fórum, quem comandou a emoção do público foi a Orquestra Filarmônica de Patos de Minas com o Concerto Esperança. Coordenada pela Filarmonie Escola de Arte, a orquestra contou com vários músicos e uma verdadeira multidão acompanhou o espetáculo.

A programação do Balaio de Arte e Cultura continua nesta quarta-feira (15). No Palco Espetáculo o grupo Tupam irá apresentar a peça "O homem que não sabia sorrir". No Palco Teatro a animação fica por conta dos cantores Luiz Salgado e Chico Lobo. Já no Palco Esperança o grupo de dança Emergentes promete levar o público ao delírio. A segunda noite de apresentações começa a partir das 19h00.

Imagens atualizado em 15/08/2018 • 62 fotos

Autor: Maurício Fernandes Postado em 15/08/2018
Compartilhe:

7 comentários

Recentes Populares
Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Patos Hoje. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Portal Patos Hoje poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!

Os comentários que receberem 20 votos negativos a mais que os positivos serão retirados do Portal.

  • CEBOLINHA | 1 ano, 3 meses atrás

    Largar um jogão do CRUZEIRO X SANTOS para ir ver isso é no mínimo uma insanidade! FALEI

    0 7 Responder

  • Cassia | 1 ano, 3 meses atrás

    Comidas e bebidas o preço não é acessível !

    5 2 Responder

  • Zé Pikeno | 1 ano, 3 meses atrás

    A iniciativa é muito boa. As pessoas gostam de coisas boas, não só porcarias que rodam no rádio e na TV. Minha preocupação é a elitização do negócio. A secretaria de cultura tem que fomentar eventos assim o ano inteiro e não esperar que um grupo de ricos que se acham mais cultos que os outros encarem tal empreitada. Agora, Chico Lobo é triste, e o Luis Salgado (exemplo de simpatia e carisma) só porque e um Patense que mora fora, os "cultos" ficam endeuzando. Nossa cidade há grandes artistas que merecem uma oportunidade e são muito superiores que os "de fora". Quando falo oportunidade isto inclui um cachê digno também. Só espaço pra tocar não adianta.

    12 6 Responder

    baioneta . - 1 ano, 2 meses atrás

    o filho pobre não gosta de cultura , educação , ensino ,respeito ,disciplina ,instrução . pobre gosta é de farra , pinga , droga ,algazarra ,barraco ,musica de péssimo gosto ,receber bolsa malandragem , escândalo .vá nas áreas pobres da cidade e faça uma pesquisa . melhor ,vá as escolas da periferia e veja uma sala de aulas .tudo criação do luladrão .

    3 3

    OBSERVADOR - 1 ano, 2 meses atrás

    È, seu Zé Pikeno. assim, realmente fica difícil. Se não faz reclama, se faz também reclama. Não entendi o termo " elitização do negócio ". Evento em praça pública elitizado? Seja mais claro na sua manifestação, de repente o povo pode entender o que você quer.

    1 0

    Zé Pikeno (p/baioneta e observador) - 1 ano, 2 meses atrás

    Baioneta, concordo contigo. Mas se não houver iniciativa de mostrar essa galera que existe tudo isso, como mudar a situação? Observador, procure algum evento cultural em Patos que não pé elitizado. Não estou reclamando só ainda e pouco tem que fomentar mais.

    1 0

  • Patense | 1 ano, 3 meses atrás

    Muito Bacana! Uma forma de entretenimento sem diferenciação social,Parabéns aos idealizadores :+1:

    20 0 Responder